Login

Imagem ilustrativa da capa de fundo do colunista

Qual a Bronca?

Imagem do colunista

Sem consultas com pediatra

05/10/2021 11:32:09 min. de leitura

“Moro no bairro Porto Novo, em Cariacica, e não estou conseguindo marcar consulta para meus dois netos que têm problemas de saúde e precisam de acompanhamento, na Unidade de Saúde de Porto de Santana, que atende nossa comunidade. Então, fui até a Unidade de Flexal II, onde há médicos pediatras atendendo para tentar o agendamento e também não consegui, pelo simples fato de não ser morador do mesmo bairro”, reclama o porteiro José Carlos Delarmelina.

Imagem ilustrativa da imagem Sem consultas com pediatra
USB de Flexal II é um dos locais que faz atendimento na área da pediatria Foto: Kadidja Fernandes/AT

O morador afirma que seus netos, um com transtorno do espectro autista (TEA) e outro hiperativo, necessitam de acompanhamentos especializados.

“O coordenador da Unidade de Porto de Santana disse que não poderia atendê-los no local por não serem moradores do bairro. Entretanto, pelo que tenho conhecimento, todo cidadão tem direito ao atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS), independente do bairro onde mora.”

José Carlos disse que é direito do cidadão se consultar na rede pública e retirar medicamentos nas farmácias das Unidades de Saúde. Contudo, na USB de Flexal II, isso é negado.

A Secretaria de Saúde de Cariacica informa que as duas crianças foram atendidas no último dia 24 de setembro. O avô, José Carlos Delarmelina, esteve na UBS de Porto de Santana, foi atendido em seu pleito e teve as duas consultas pra os seus netos agendadas.

Até o dia da consulta, para que as crianças não ficassem sem a medicação, ele foi orientado a levar as receitas para que fossem trocadas, com base nos dados inseridos no programa.