Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Plenário

Plenário

Colunista

“Vou disputar em 2022”, diz Gilson

| 28/02/2021, 09:39 09:39 h | Atualizado em 28/02/2021, 09:46

O novo secretário de Governo do Estado, Gilson Daniel, inicia oficialmente sua atuação no Palácio Anchieta amanhã, mas já tem data para sair: abril do ano que vem – prazo máximo de desincompatibilização para secretários que irão participar do processo eleitoral em outubro. E Gilson vai.

O que irá disputar, porém, ainda não está definido. Mas Gilson não descarta nada. “Vou participar do processo eleitoral, mas tenho que alinhar o projeto com os filiados. O Podemos precisa entregar um deputado a Brasília, mas o que vou disputar vai depender de quem estará filiado ao partido. Meu compromisso agora é de ajudar o governador nesse pouco mais de um ano e ganhar musculatura política para participar do processo”.

Além de sua experiência como gestor, o ex-prefeito de Viana vai ajudar o governo nas alianças partidárias, visando a reeleição de Casagrande. A experiência de Gilson à frente da Amunes e a boa entrada com prefeitos devem contar na missão.

Aliança PSB-Podemos
A entrada do ex-prefeito Gilson Daniel no governo também sela uma aliança mais robusta entre o Podemos, de Gilson, e o PSB, de Casagrande. Questionado sobre a parceria, o presidente do PSB, Alberto Gavini, confirmou. “Gilson é parceiro”. “O Podemos está alinhado com o governador para a reeleição”, também confirmou Gilson.

Reforma à vista
A Prefeitura da Serra deve enviar para a Câmara, nesta semana ou na próxima, o projeto de reforma administrativa que vai reduzir de 22 para 16 o número de secretarias. A coluna Plenário noticiou, em 18 de dezembro do ano passado, a intenção do prefeito Sérgio Vidigal de enxugar a máquina e redistribuir as secretarias em quatro núcleos do governo.

Imagem ilustrativa da imagem “Vou disputar em 2022”, diz Gilson

Radares descobertos
Projeto do deputado estadual Marcos Mansur, que tramita na Assembleia, obriga o governo do Estado a divulgar a localização e o horário de funcionamento dos radares fixos, móveis, estáticos e portáteis. O deputado alega que a finalidade do radar é educar e não punir e, por isso, devem estar à vista.

Panos quentes
O prefeito de Colatina, Guerino Balestrassi, disse – por meio de sua assessoria – que ficou surpreso com a manifestação do presidente do PP do município, Eliesio Bolzani, de que teria descumprido acordos feitos na campanha.

“Minha relação com o PP é extremamente positiva. Caminhamos em comunhão de ideias”. Segundo ele, há nomes do PP na gestão e há um bom relacionamento com vereadores, deputados e secretários do partido.

Deputados foram surpreendidos com exonerações
O deputado Enivaldo dos Anjos minimizou a exoneração de 18 servidores indicados por ele na Mesa Diretora. “Estou trabalhando muito”, respondeu ao ser questionado. Mas, nos bastidores, ele teria sido surpreendido com as demissões, uma vez que ele e o presidente Erick Musso teriam um acordo: a manutenção dos cargos em troca de apoio a Erick na disputa à Câmara Federal ano que vem. O deputado Theodorico Ferraço também teria sido pego de surpresa.


Galeria


Criando inimizades
Quatro indicados pelo deputado Theodorico Ferraço a cargos comissionados na Mesa Diretora, incluindo um diretor, também foram exonerados para dar lugar aos acordos feitos para garantir a reeleição de Erick Musso. Pessoas próximas ao deputado disseram que ele ficou bravo.

Recado?
“Eu sou bananeira que já deu cacho”. Do prefeito Enivaldo dos Anjos sobre as exonerações na Ales.

Agora vai...
Após a trapalhada do partido de Roraima, o Republicanos nacional encaminhou uma petição ao STF em favor da reeleição do presidente Erick Musso na Assembleia.

Troca de figurinhas
O vereador de Vitória Leandro Piquet levou para o prefeito de Cariacica, Euclério Sampaio, seu projeto, que virou lei, que regulamenta o comércio de fios de cobre, para evitar e combater os furtos.
 

MATÉRIAS RELACIONADAS