Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Plenário

Plenário

Colunista

Kleber Amorim

Cadê o dinheiro das mulheres?

| 25/10/2020, 10:06 10:06 h | Atualizado em 25/10/2020, 12:49

O Movimento Mulheres no Poder, que conta com 750 mulheres de vários partidos, vai amanhã para a porta da Assembleia Legislativa para um manifesto. Elas querem chamar a atenção para algo que está ocorrendo no interior dos partidos: as candidatas não têm recebido recursos para fazer a campanha.

“Muitas não terão condição de levar a candidatura até o final, pois não há transparência e nem comunicação sobre o repasse financeiro às candidatas. E nem tem garantia de que irão receber. Muitas já fizeram compromisso financeiro e estão muito preocupadas”, disse a ex-prefeita Flávia Cysne, uma das coordenadoras do movimento que tem como um dos objetivos dar suporte para as mulheres na política.

O Movimento enviou uma carta, assinada por 64 candidatas, aos dirigentes partidários. Metade não recebeu recurso nenhum. “Muitos só vão atrás das mulheres para fechar a cota, depois as abandonam e elas ficam sem informação, sem assessoria jurídica, sem recurso e tomam horror à política”.

Meio a meio

Outros dois objetivos do movimento Mulheres no Poder é criar fóruns municipais em todos os 78 municípios e um fórum estadual e lutar para que as mulheres somem 50% do diretório. “É a única forma de termos voz. Se não conseguirmos os 50%, a cota de 30% também não adianta. O Estado tem que aumentar sua representação feminina”, disse Flávia Cysne.

Fim do prazo

Termina hoje o prazo para que todos os candidatos apresentem à Justiça Eleitoral a 1º prestação parcial de contas. A prestação é obrigatória e deve constar toda movimentação financeira e/ou estimável em dinheiro ocorrida desde o início da campanha até o último dia 20. A não prestação caracteriza infração grave, mesmo para quem desistiu do pleito.

Impugnação por não provar que sabe ler

O Ministério Público Eleitoral pediu a impugnação de cinco candidatos a vereador por não apresentarem comprovante de alfabetização. Os cinco pedidos são da 40ª Zona Eleitoral, responsável pelos registros de Venda Nova do Imigrante e Conceição do Castelo. Dos cinco pedidos, só um foi seguido pela Justiça com o indeferimento da candidatura. Os demais foram aceitos.

Negócio de família

Imagem ilustrativa da imagem Cadê o dinheiro das mulheres?

O candidato a vereador da Serra Willian Miranda (PL) segue os passos da família, tradicional na região de Carapina, na política. Ele é sobrinho do ex-prefeito Assis Miranda, também sobrinho do vereador Ericson Duarte e primo do candidato a prefeito da Serra Fabio Duarte.

50% não decidiram em quem irão votar

Levantamento feito pela equipe de análise de investimentos Exame Research e divulgado na última sexta mostra que 21% dos entrevistados não devem votar por causa da pandemia e 50% sequer escolheram o candidato. Nos segmentos de renda/escolaridade mais baixas, os números chegam a quase 2/3 dos eleitores (63% da classe D/E). Entre esses, 27% devem definir o voto na última semana. A pesquisa ouviu 1.200 pessoas e a margem de erro é de 3 pontos.


Galeria


OAB vai para casa nova

O Conselho Federal da OAB aprovou a construção de uma nova sede para a OAB-ES. O repasse – o valor não foi informado – está garantido e os capixabas vão em busca do terreno e do projeto de construção.

Plano de governo

O programa de governo do candidato a prefeito de Vitória Gandini prevê um incentivo para os servidores municipais que se destacarem por sua produtividade. É o Programa de Participação de Resultados.

Treinamento no 38º BI

Começa amanhã e vai até sexta o “Exercício Simulado de Emprego da Força de Apoio à Defesa Civil” no 38º Batalhão de Infantaria. Trata-se de um treinamento conjunto entre a Defesa Civil do Estado e o Exército.

Contagem regressiva

Faltam 3 semanas para a eleição.

MATÉRIAS RELACIONADAS