Notícias

Polícia

Zeladora é agredida por ex-companheiro e denuncia crime


Uma zeladora de 47 anos lutou para sobreviver na madrugada de ontem após ser vítima de agressão do ex-companheiro, de 38 anos. Ele invadiu sua casa, em Santa Marta, Vitória, ainda tentou golpeá-la com faca e a pegou pelo pescoço. O acusado fugiu.

A vítima contou que o relacionamento dos dois acontece há oito meses e que há seis meses eles passaram a morar juntos. “Eu faço evangelização e o conheci recém-saído de uma casa de recuperação de drogas. Começamos a nos relacionar. Mas depois que eu descobri que ele estava usando crack não quis mais continuar”.

Ela pediu para que ele saísse de casa no início do mês. Mas às 3h40 de ontem, o acusado invadiu sua casa. “Ele quebrou o vidro da janela e entrou na casa. Eu ouvi o barulho e percebi que ele entrou no banheiro. Estava com uma faca e dizia que iria se matar, caso eu não o perdoasse e deixasse ele voltar para casa”.

Ela contou que pediu para que ele não fizesse isso e começou a esconder facas e outros objetos cortantes debaixo da cama, para evitar ataque. “Cheguei até a filmar a situação. Ele jogou meu celular no chão e quando disse que não queria que ele voltasse para casa, passou a travar o meu pescoço. Lutei com ele, consegui tirar a faca da mão dele, mas me cortei”, contou a vítima que afirmou ter gritado várias vezes por socorro.

O filho da vítima, de 28 anos, que mora no andar de cima com sua mãe, foi quem socorreu a mãe. “Ele desceu e viu a situação. Meu ex fugiu. Mas ele disse que se eu denunciasse, me mataria. Estou com medo, pois a casa tem fácil acesso”.

Ela foi até ao Plantão Especializado da Mulher, onde registrou ocorrência contra o acusado.