search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Will Smith trava guerra contra si mesmo em "Projeto Gemini"

Entretenimento

Para Assistir

Will Smith trava guerra contra si mesmo em "Projeto Gemini"


Ele é o melhor assassino profissional do mundo. Mas está ficando velho, menos confiável e será caçado nos cinemas a partir da próxima quinta-feira (10). Por quem? Por ele mesmo!

O astro dos filmes de ação Will Smith enfrenta uma cópia de si mesmo, 30 anos mais jovem, na mistura de ficção científica e ação “Projeto Gemini”, do diretor Ang Lee (“O Tigre e O Dragão” e “As Aventuras de Pi”).

Na trama, ele interpreta Henry Brogan, o melhor assassino de elite do mundo que, de repente, se vê perseguido por um sujeito mais novo e mais forte, que tem a tarefa de exterminá-lo. Não demora muito para ele descobrir que seu inimigo é um clone, criado por seus chefes para tomar seu lugar.

Will Smith enfrenta uma cópia de si mesmo, 30 anos mais jovem, na mistura de ficção científica e ação “Projeto Gemini”, do diretor Ang Lee (“O Tigre e O Dragão” e “As Aventuras de Pi”). (Foto: Divulgação)
Will Smith enfrenta uma cópia de si mesmo, 30 anos mais jovem, na mistura de ficção científica e ação “Projeto Gemini”, do diretor Ang Lee (“O Tigre e O Dragão” e “As Aventuras de Pi”). (Foto: Divulgação)

O novato é fruto de um antigo projeto da empresa Gemini e do gênio Clay Verris (Clive Owen) envolvendo DNA humano.

Assustado e contando com a ajuda da parceira Danny (Mary Elizabeth Winstead), Henry Brogan se descobre dividido entre eliminar ou salvar a sua cópia.

Efeitos especiais

Um dos grandes destaques da produção é a tecnologia de rejuvenescimento utilizada em Smith para fazer sua versão 30 anos mais jovem. Para Will Smith, “Projeto Gemini” traz algo jamais visto antes na telona.

“O que faz 'Projeto Gemini' ser tão especial é que temos dois personagens de diferentes gerações interpretados por um só ator. Eu interpreto o Henry, de 50 anos, e o Junior, de 23 anos, que é enviado para matá-lo. Ang cria um espetáculo visual e a tecnologia é incrível”, disse.

Smith se refere a uma nova tecnologia utilizada na produção, orçada em US$ 100 milhões. Toda a fotografia do filme foi feita no que Ang Lee chama de “3D Plus”, uma evolução do 3D atual que aumentaria a sensação de profundidade.
O que Ang Lee fez foi aumentar a definição de 48 quadros por segundo que Peter Jackson usou em “O Hobbit”, para 120 quadros por segundo. “Fui capaz de desenvolver algo que acredito que o cinema digital deveria fazer, que é parecer mais real, imersivo, humano”, ressaltou Lee.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados