Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Votos indicam mudança em prisão em 2ª instância
Coluna do Estadão

Andreza Matais e Marcelo de Moraes


Votos indicam mudança em prisão em 2ª instância

O julgamento desta quarta-feira (2) é visto por alguns ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) como termômetro para medir a temperatura do tema prisão em segunda instância na Corte. Os entusiastas da mudança de entendimento avaliam que ambos os assuntos se desenvolvem tendo como pano de fundo o amplo direito à defesa.

Eles enxergam no placar folgado da semana passada (7x3) o sinal de que já há nova configuração para reverter a diferença apertada (6x5) da prisão em segunda instância em 2016, quando o assunto foi tratado pelo plenário.

Timing. A perda de embalo da Lava a Jato e o fato de o próprio Ministério Público ter pedido a progressão de Lula para o semiaberto, avaliam ministros, diminuem a pressão. A previsão é de que o tema volte à pauta ainda em outubro.

Meio-termo. Reservadamente, integrantes da Corte avaliam que é possível jogar a prisão para a terceira instância, ou seja, Superior Tribunal de Justiça.

CLICK. Candidato a presidente em 2018, Cabo Daciolo está com novo consultor político. Aconselha-se com o especialista em programação neurolinguística Osmar Bria.

Trato. Personalidades simpáticas a Lula buscaram diálogo com os militares e com o mundo jurídico propondo uma contrapartida para o ex-presidente deixar a prisão “de cabeça erguida”: Lula estaria disposto a nunca mais se colocar como candidato a presidente.

Trato II. Lula teria se convencido da inviabilidade legal da candidatura e em busca de paz. Os crédulos sondados ficaram com a sensação de que faltou combinar a proposta com o próprio Lula. Os mais experientes, que já não compram carro usado do petista há décadas, desconversaram.

Histórico. Para os experientes, basta ver o uso eleitoral que o ex-presidente faz do pedido do MPF para que ele seja transferido para o regime semiaberto.

Por outras... A Polícia Federal está cruzando dados para escrutinar as relações do sargento Manoel Rodrigues, preso em junho na Espanha com 39 quilos de cocaína ao desembarcar do avião presidencial.

...vias. Rodrigues se recusou a prestar depoimento à Federal na semana passada. A corporação quer identificar se o sargento teve cúmplices e se alguém facilitou a entrada da droga no avião.

Tato. Sergio Moro ligou para a colega Tereza Cristina às 6h30 da manhã para avisá-la da nova fase da Operação Carne Fraca. Contou que os policiais haviam sido orientados a ter cuidado na divulgação das ações, para evitar impactos negativos nas exportações.

Abafa. Mesmo assim, o Itamaraty disparou uma nota técnica para as embaixadas brasileiras nos países importadores para explicar que a operação, na verdade, é sinal de um sistema rigoroso de vigilância, que pune rapidamente eventuais irregularidades.

Vigilantes. O Ministério da Agricultura já demitiu 13 servidores desde a primeira fase da Carne Fraca, em março de 2017. Outros 29 respondem a processo administrativo disciplinar e ainda podem ser exonerados da pasta.

Sintonia. A aprovação da reforma da Previdência na CCJ selou uma dobradinha entre a presidente do colegiado, Simone Tebet (MDB-MS), e o relator Tasso Jereissati (PSDB-CE). “Com o Tasso, é no olhar. Combinamos no mérito, na forma e no respeito à Previdência”, diz Simone.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Coluna do Estadão

Planalto na articulação para desidratar Bivar

Um dia após a operação da Polícia Federal que teve o presidente do PSL como um dos alvos, os bolsonaristas se reuniram no Palácio do Planalto para tentar reduzir a força de Luciano Bivar (PE) dentro …


Exclusivo
Coluna do Estadão

“Gaeco” da Lava a Jato é opção para Dallagnol

Procuradores da Lava a Jato em Curitiba acreditam que Deltan Dallagnol poderá se candidatar ao cargo de procurador regional, para atuar na segunda instância do Ministério Público Federal, caso a …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Pacto Federativo ficará a cargo do Senado

O governo federal definiu sua agenda econômica no Legislativo para este resto de ano e decidiu mesmo deixar com o Senado a proposta do Pacto Federativo. Ainda falta acertar quem, em linha com o …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Obra do Rodoanel volta com câmeras ao vivo

Alvo da Lava a Jato em São Paulo, o trecho Norte do Rodoanel será retomado pelo governo paulista em 2020. Todos os contratos foram rescindidos e novas licitações deverão ser realizadas para os seis …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Trégua entre presidente e Valeixo não convence

A aparente trégua na relação Jair Bolsonaro-Polícia Federal não convence integrantes da corporação. Há a avaliação de que o Presidente deve trocar o comando em uma eventual mexida na Esplanada dos …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Governo simplifica repasses a municípios

A um ano das eleições, o ministro Paulo Guedes assinou portaria para desburocratizar repasses a obras em municípios. O texto atende os parlamentares e os prefeitos insatisfeitos com custos e com a …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Dallagnol se escora em grupo de senadores

O procurador da República Deltan Dallagnol estreitou sua relação com o “Muda Senado”. A ideia é se contrapor a um movimento de deputados que se aproveitam desse momento de recuo da Lava a Jato para …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Ataque nas redes faz Doria definir estratégia

João Doria tem sido aconselhado por assessores e secretários a evitar “entrar na pilha” do bolsonarismo, ou seja, a não rebater toda e qualquer declaração do Presidente ou de seus súditos. As …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Centro vê brecha para atacar a polarização

Dentro e fora do Congresso, líderes enxergam neste momento de turbulência do bolsonarismo, às voltas com o fraco desempenho econômico e as acusações de sufocar a Lava a Jato, uma brecha para as …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Witzel busca aliados para se nacionalizar

De olho na candidatura à Presidência em 2022, o governador Wilson Witzel intensificou os movimentos para se nacionalizar. Busca em quem se apoiar agora que sua relação com o presidente Jair Bolsonaro …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados