search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Vereador pede 15 diárias para viagem a Portugal

Notícias

Política

Vereador pede 15 diárias para viagem a Portugal


Max da Mata defende participação: “É oportunidade para  cidade crescer” (Foto: Beto Morais - 21/02/2018)
Max da Mata defende participação: “É oportunidade para cidade crescer” (Foto: Beto Morais - 21/02/2018)
O vereador de Vitória Max da Mata (PSDB) quer, da Câmara de Vitória, 15 diárias para participar de uma feira tecnológica em Lisboa, Portugal.

Detalhe é que o Web Summit 2019, evento de que o parlamentar pretende participar, vai durar quatro dias, de 4 a 7 de novembro. No restante da passagem por Portugal, Max pretende ir a outras duas cidades, Coimbra e Braga, a título de interesse público.

Ao todo, as diárias, que incluem gastos com alimentação, hospedagem e deslocamento urbano, custarão R$ 8.032,50. Cada diária internacional paga pelo Legislativo da capital aos parlamentares custa R$ 535,50. Passagens aéreas não estão inclusas.

No requerimento encaminhado ao presidente do Legislativo, o vereador Cleber Felix (Progressistas), na sexta-feira, Max afirma que foi convidado pela Câmara Portuguesa de Negócios para participar do evento tecnológico que é, segundo ele, uma das maiores conferências do mundo na área.

Em sua justificativa, o parlamentar afirma que a feira consolidou Portugal no coração do diálogo global sobre tecnologia e inovação.

Ele também afirma no texto que Lisboa, onde o evento será sediado, mais as cidades de Oeiras e Porto, configuram-se como os maiores polos de tecnologia no país. “Esse setor trouxe desenvolvimento socioeconômico e oportunidades em geral para a população portuguesa”, defende.

Max afirma ainda no pedido que, como representante da Câmara, a sua participação no evento seria uma grande oportunidade para ser explorada por Vitória, “tendo em vista a atual discussão acerca do Parque Tecnológico, bem como o seu desenvolvimento com foco nessa matriz econômica para a cidade”, diz.

Sobre os dias que passará nas demais cidades, o vereador novamente diz se tratar de “grande oportunidade” para aprimorar seu conhecimento em administração pública com os modelos de gestão das cidades de Lisboa, Coimbra e Braga.

O vereador também solicita que o pedido seja analisado na próxima sessão da Câmara de Vitória, que acontece na próxima terça-feira, às 16 horas.

Câmara vai analisar o pedido
O presidente da Câmara de Vitória, vereador Cleber Felix (Progressistas), prometeu analisar com cautela o pedido de 15 diárias internacionais feito pelo colega Max da Mata (PSDB), para ir a Portugal em novembro, participar de um evento de tecnologia.

“Vou verificar com toda calma do mundo. Até porque respeito os vereadores. Se fosse para Brasília para busca de recursos até concordaria, mas, para fora do País, vou analisar o requerimento”, disse.

“Não paga nem o ingresso”

O vereador Max da Mata (PSDB) afirmou que as 15 diárias que solicitou para a Câmara de Vitória não pagariam nem a entrada do Web Summit 2019, feira tecnológica de que ele pretende participar na cidade de Lisboa, em Portugal. As 15 diárias somadas custarão cerca de R$ 8 mil.
“O valor das diárias não pagam nem o ingresso do evento de tecnologia que vou participar”, disse o vereador.

Para Max, a diária internacional paga pela Câmara tem “um valor bem baixo” e só as suas despesas custarão mais que elas.

“Só minhas despesas com passagem, alimentação e traslado custarão uns R$ 10 mil”, afirmou.
Sobre a importância de participar, Max disse que Vitória precisa definir uma nova matriz na área de tecnologia. “Precisamos nos destacar nisso, como fez Lisboa”.

“É bastante relevante que a Câmara tenha informações para fazer esse debate na cidade junto com o Poder Executivo e criar cenários de oportunidade para esse segmento crescer na cidade”, disse o vereador.

“Em Porto e Braga, pretendo conhecer o modelo de gestão deles, como são feitos investimentos em educação e saúde, entender porque Portugal tem índice de criminalidade tão baixos”, justifica.
 


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados