Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Veja fotos de cordilheira submersa que pode virar reserva marinha

Notícias

Cidades

Veja fotos de cordilheira submersa que pode virar reserva marinha


Um paraíso com a maior variedade, entre todas as ilhas do Brasil, de espécies que vivem em recifes. E o mais interessante: na costa do Espírito Santo. Este é um panorama de uma cordilheira, até então desconhecida, que pode se tornar a maior reserva marinha do mundo.

Esta cordilheira é composta por 30 montes submarinos de origem vulcânica, localizada entre a cidade de Vitória e a Ilha de Trindade, a cerca de 1.200 quilômetros do continente. A reserva conta com 450 mil quilômetros quadrados, o que equivale ao território da Suécia, por exemplo.

A cordilheira submersa fica a 1,2 quilômetros do continente ou até cinco dias de navegação. Foto: J. L. Gasparini
A cordilheira submersa fica a 1,2 quilômetros do continente ou até cinco dias de navegação. Foto: J. L. Gasparini

Para se chegar até o arquipélogo, segundo o biólogo João Luiz Gasparini, são três dias de navegação. "Em navios da Marinha, são três dias. Mas, dependendo das condições do mar, pode subir para cinco dias", conta o capixaba que faz parte de um grupo de pesquisadores que estudam a cordilheira submersa. 

Ainda de acordo com o biólogo, caso a cordilheira se torne uma unidade de conservação, isso será positivo tanto para a questão ambiental quanto para a Ciência. "A importância de ter essas áreas de proteção é que elas sirvam de berçário marinhos. Áreas que você não destrua o ambiente e continue fazendo pesquisas para medicamentos para cura de doeças", reforça João Luiz. 

Região pode virar uma Unidade de Conservação

Em entrevista à BBC Brasil, o secretário de Biodiversidade do Ministério do Meio Ambiente, João Pedro de Oliveira da Costa, informou que a pasta finaliza um relatório onde encaminha um pedido para tornar a cordilheira como Unidade de Conservação, o que seria a maior do mundo. Este relatório deve ser concluído em 45 dias.

Confira as fotos abaixo


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados