Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Usados bons de venda
Sobre Rodas

Usados bons de venda

Ao todo, foram comercializadas  948.694 unidades do Gol de janeiro a dezembro de 2018 (Foto: Assessoria Volkswagen)
Ao todo, foram comercializadas 948.694 unidades do Gol de janeiro a dezembro de 2018 (Foto: Assessoria Volkswagen)

Se entre os novos o Volkswagen Gol já não lidera vendas há alguns anos, entre os usados ele reina absoluto. De acordo com dados da Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores (Fenauto), que representa os lojistas independentes, o Gol teve 948.694 comercializações em 2018.

Na sequência dos usados mais vendidos aparecem Fiat Uno, com 589.094 unidades comercializadas no período; Fiat Palio, com 560.479; Ford Fiesta, com 362.913; e Chevrolet Celta, com 346.965.

O top 10 inclui ainda Fiat Strada, Chevrolet Corsa, Volkswagen Fox, Fiat Siena e Ford Ka.

O curioso é que o campeão de vendas entre os novos, o Chevrolet Onix, sequer aparece no top 10 dos seminovos.

Balanço
No geral, a venda de veículos usados ficou quase estável em 2018. Ao todo, segundo dados divulgados pela Fenauto, foram comercializadas 14.275.382 unidades, número 0,4% maior do que os 14.212.673 exemplares vendidos em 2017.

Separando as vendas por tempo de uso do veículo, é possível notar que os considerados seminovos, com até três anos de uso, tiveram acentuada queda de 52,1%.

Por outro lado, os “usados jovens”, de 4 a 8 anos de uso, e os “usados maduros”, de 9 a 12 anos de idade, tiveram crescimento nas vendas de 27% e 46,5%, respectivamente.

Dicas para se dar bem na compra de um usado

O que diz a lei?

  • Veículos adquiridos em lojas ou revendedores têm garantia de 90 dias, direito assegurado pelo Código de Defesa do Consumidor.
  • No caso de vendedor particular, não há as mesmas garantias do CDC, apenas as proteções do Código Civil.
  • Porém, reclamações contra pessoas físicas são mais trabalhosas, pois exigem abertura de processo em Juizados Especiais Cíveis (JECs) e até a contratação de advogados.

Antes de fechar o negócio é importante conferir...

  • Se o carro tem o documento do ano corrente ou se e as taxas, como seguro obrigatório e IPVA, estão quitadas
  • Se tem multas ainda não pagas (pedir nada consta do órgão de trânsito)
  • Se as revisões foram feitas na concessionária (consultar manual do carro)
  • Se ainda tem garantia de fábrica

É recomendado...

  • Não examinar o carro à noite ou em locais escuros
  • Comprar, de preferência, de pessoas conhecidas ou lojas recomendadas
  • Tentar entrar em contato com o dono anterior do carro
  • Pesquisar se o modelo que você está comprando tem boa revenda no mercado
  • Levar alguém que tenha o mínimo de conhecimento em mecânica e ligar o motor para detectar ruídos estranhos
  • Fazer um test drive no carro em ruas de calçamento simples para ouvir barulhos do carro
  • Abrir o porta-malas para ver se todos os itens de segurança estão lá, como pneu estepe, macaco e triângulo

Se não puder levar um mecânico, você mesmo pode...

  • Conferir o estado dos pneus (inclusive o reserva)
  • Verificar a quilometragem do carro
  • Procurar por pontos de ferrugem
  • Verificar se há vazamentos no motor
  • Testar tudo o que for de elétrico no carro (como vidros, travas, buzina, luzes, limpadores de para-brisa…)
  • Verificar nível do óleo no motor
  • Checar se há arranhões e defeitos na pintura
  • Conferir o estado do acabamento interno.

Fonte: Pesquisa AT.
 


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados