search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Universidade 2020 e a batuta feminina
Tribuna Livre

Universidade 2020 e a batuta feminina

Prezados leitores, lembro-me que na infância ajudando meu pai em sua mercearia, um dos frequentadores do vício da bebida teve um ataque cardíaco fulminante. Dias depois apareceu no estabelecimento a esposa enlutada e indagou quanto o marido devia. Meu pai deu uma olhada na caderneta e disse-lhe que não devia nada. Ela nos mirou com a dignidade serena que reconhece a generosidade, agradeceu e saiu. Meu pai exclamou: “veja meu filho, ali vai uma mulher”.

As mulheres historicamente sempre representaram na sua esmagadora maioria, o esteio, a regência, a tolerância e a gestão que faz administrar e dirigir a família nas suas interfaces com os desafios do social e da vida.

Por outro lado, ainda existem alguns que não aceitam e nem reconhecem a fibra, a iniciativa e a tenacidade do gênero “frágil”.

Veem com desconfiança e ceticismo essas qualidades que põem em xeque as tradições de longa duração.

Na verdade muito da construção do imaginário social sobre as mulheres deriva das explicações referenciais e poderosas do sagrado.

A religião sempre buscou representar um modelo pedagógico de mulher respeitável. Se Eva nasce da costela de Adão na posição de submissão, não lhe faltou o interesse pela experiência e curiosidade a fim de abordar as proibições e os interditos.

Ousada, manifestou o desejo da autonomia feminina e um quê de desconforto com as exigências excessivas da disciplina e hierarquia que pretende pelo medo evitar o mal.

Já Madalena, a arrependida do pecado da carne, mesmo antes de testemunhar a Ressurreição de Cristo havia percebido que a liberdade absoluta não existe e ter controle a partir da consciência das palavras e das ações é a forma de resgatar a dignidade contra a violência física e simbólica que as mulheres têm que enfrentar cotidianamente.

Maria, como diz Raul Seixas, é qualquer mulher que constrói com o outro as dimensões da serenidade, tolerância, compaixão e tem o poder da representação virginal e pura da maternidade, concebendo ou não. Daí como destaca o poeta, o desafio e a barra de amá-la.

Nessa linha, o que almejar da mulher regente, por exemplo, de uma orquestra conturbada como a Universidade com todo esse mito e fardo, essa responsabilidade cultural e histórica?

Uma boa síntese seria: de Eva, apostar na travessia com base na experiência conciliadora e não na aventura insuportável dos sistemas aparelhados e partidarizados que sempre negam tudo como o interlocutor de Fausto na obra de Goethe; de Madalena, a consciência de quem não se perde na volta e promove ações no sentido da liberdade que edifica, eleva, ensina e traz respeito e dignidade; de Maria, a generosidade, a serenidade, solidariedade, capacidade de ouvir e sobretudo o compromisso com o ofício da ética.

Com efeito, há 25 anos trabalho para uma adolescente da terceira idade, a Ufes. Nos seus 65 anos de existência nunca teve o privilégio e a dignidade de ser regida pela batuta feminina.
Na segunda década do século XXI não seria justo e necessário essa travessia, cumprimento e reconhecimento?

Carlos Vinícius Costa de Mendonça é professor doutor do Departamento de História da Universidade Federal do Espirito Santo (Ufes).

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Tribuna Livre

A violência doméstica durante a pandemia

Devido ao isolamento social na pandemia da Covid-19, houve um aumento da violência doméstica. A Lei 11.340, de 7 de agosto de 2006 – que completa 14 anos hoje –, mais conhecida como Lei Maria da …


Exclusivo
Tribuna Livre Nutridicas

Cuidados com a alimentação para manter a saúde do paizão

Os homens estão cada vez mais cuidando da sua beleza, mas... e com relação à saúde, como estão? Será que estão tão ligados assim? Não há como negar que os cuidados com a saúde devem estar presentes …


Exclusivo
Tribuna Livre

Privatização do Porto de Vitória volta a ser discutida

A privatização do sistema portuário capixaba voltou a ser pautada. O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, afirmou que em outubro, provavelmente, será realizada uma consulta pública para a …


Exclusivo
Tribuna Livre

Afastem-se logo dos milagreiros tributários

Em meio à grave crise econômica que assola o Brasil e o mundo, empresas se veem cada vez mais descapitalizadas e diante de uma equação que leva à pena de morte: inadimplência e custos cada vez mais …


Exclusivo
Tribuna Livre

Cuide da saúde do seu coração durante o isolamento social

Nesses tempos de distanciamento social, quem possui alguma doença cardiovascular deve redobrar a atenção com a saúde. De acordo com dados divulgados pela Sociedade Brasileira de Cardiologia, as …


Exclusivo
Tribuna Livre

Mudanças de hábito valorizam a importância do papel

As embalagens estão cada vez mais no radar das empresas. Seja papel cartão, papelão ondulado ou nos moldes de leite longa vida, as embalagens de papel têm se tornado a menininha dos olhos no mundo …


Exclusivo
Tribuna Livre

A sociedade precisa saber mais sobre a agricultura familiar

Não há governante que, nos dias atuais, consciente do seu papel, não compreenda a necessidade de se investir num setor tão importante para o povo brasileiro. Muito se fala em manutenção do homem …


Exclusivo
Tribuna Livre

Novos modos de vida e a “economia de baixo contato”

Enquanto algumas tendências sinalizam movimentos socioculturais ou respostas para os desafios globais persistentes, outras emergiram do contexto específico da pandemia da Covid-19. A tendência da …


Exclusivo
Tribuna Livre

Trezena de Santo Antônio muda de data sem perder a vocação

Há quase oito décadas, com festivas solenidades, é pela primeira vez que a Trezena de Santo Antônio deixou de acontecer nos 13 dias do mês de junho, na Paróquia e Santuário-Basílica, em Vitória. A …


Exclusivo
Tribuna Livre

A modernização dos cartórios em tempos de Covid-19

Mesmo antes da pandemia, o sistema cartorário já tinha migrado diversos serviços para serem solicitados e feitos através das centrais online. Durante o período da quarentena, essas centrais se …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados