Lucas Rezende

Lucas Rezende


Unidos da Piedade vai levar 60 “gatos eróticos” para o Sambão do Povo

Carro alegórico da Unidos da Piedade no último desfile (Foto: Dayana Souza/ AT/ 03/02/2018)
Carro alegórico da Unidos da Piedade no último desfile (Foto: Dayana Souza/ AT/ 03/02/2018)

Com o enredo “Felis Catus, Sagrados e Mal Ditos”, a Unidos da Piedade vai transformar metáfora em ala: escolheu a dedo 60 homens sarados para formarem uma ala que vai lembrar os, digamos, gatos de duas pernas e suas participações no Clube das Mulheres, sempre repletos de gogoboys.

A ideia é falar da história dos gatos através das civilizações. Neste setor contemporâneo, um dos carros alegóricos vai lembrar dos famosos “gatos de luz” - nome dado à ligação elétrica clandestina destinada a furtar energia elétrica.

Há espaço, no entanto, para muita história, sobretudo no começo do desfile: o carnavalesco Paulo Balbino começará sua história quando o gato era considerado uma divindade no Egito, passando pelo combate à exaltação dos felinos pela Igreja Católica, chegando no Iluminismo e o boom dos gatos na literatura.

A Piedade é a segunda escola a desfilar no Grupo Especial, no sábado, dia 23 de fevereiro.