Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Um Peru da América
Gilmar Ferreira
Gilmar Ferreira

Gilmar Ferreira


Um Peru da América

É impossível crer que a CBF já não tenha um plano estratégico alternativo para a disputa da Copa América de 2020, a quarta nos últimos cinco anos. Mas, se não tiver, deixo desde já um conselho para que o grupo seja composto majoritariamente por jogadores em atividade no País. Mais ou menos como o elenco do Peru convocado por Ricardo Gareca, adversário que neste domingo decide o título da edição 2019 do torneio, no Maracanã.

Os peruanos têm apenas cinco atletas em atividade na Europa entre os 23 inscritos na Copa América, o que, na minha visão, os torna mais autênticos.

Na surpreendente vitória por 3 a 0 sobre o Chile do técnico Reinaldo Rueda, por exemplo, 11 dos 14 jogadores que foram a campo não atuam em clubes europeus: são dois no Peru, dois no México, três no Brasil, um na Argentina, um no Chile, um nos Estados Unidos e um na Arábia Saudita.

Um time tecnicamente limitado, mas muito bem condicionado e com forte aplicação tática nesta competição.

E, o mais importante: ainda em fase de expansão do lastro físico, ao contrário dos adversários com maioria em fim de temporada europeia.

Alguns dos quais, aliás, já não puderam gozar férias no verão europeu de 2018 por conta da Copa do Mundo.

A equipe peruana não padece deste mal. O problema ali é mesmo a qualidade técnica questionável. Mas Ricardo Gareca está no cargo há quatro anos e meio, e conhece o potencial dos jogadores. Chegou a ter apenas duas derrotas entre maio de 2016 e junho de 2018.

O técnico argentino não está ao nível dos grandes estrategistas, mas sabe mobilizar os atletas em torno do valor nacionalista, exigindo que eles demonstrem em campo ao menos aplicação e intensidade.

Coincidentemente, elementos que faltaram na goleada dos brasileiros na última partida da primeira fase.

Mas, ainda que sejam superados pela Seleção Brasileira na final deste domingo, no Maracanã, os peruanos já conseguiram chegar longe, superando uruguaios e chilenos, que tinham jogadores bem mais talentosos.

Variedade

E aqui entra minha opinião com relação à formação do grupo brasileiro para a edição de 2020, ano de eliminatória para a Copa de 2022: quanto mais jogadores em atividade no País Tite convocar, mais força e variedade ele terá no trabalho visando ao próximo Mundial.

Miopia

Os jogadores do Botafogo encontraram uma forma pouco inteligente para protestar contra a falta de pagamentos de salários: resolveram não dar mais entrevistas.
Realmente...

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora

últimas dessa coluna


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas impressões

Os números do Flamengo de Jorge Jesus são mesmos superlativos: seis vitórias consecutivas, quatro jogos sem sofrer gols, uma derrota em 10 rodadas, 27 gols pró e nove contra em 10 jogos. …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Talles Magno, a estrela que vai

As boas atuações do meia-atacante Talles Magno pela seleção brasileira sub-17, no torneio conquistado nesta terça-feira, na Inglaterra, começam a encaminhar a saída da jovem estrela do Vasco. O …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas impressões

O empate de 1 a 1 entre Santos e Athletico/PR, na Vila Belmiro, com um gol de pênalti no último minuto evitando a derrota dos donos da casa, ajeitou a tabela do Brasileiro. Deixou o Flamengo de Jorge …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Vinicius Júnior contra Zidane

A Seleção Brasileira reaparece em campo nesta sexta-feira (6) à noite, para enfrentar a Colômbia, nos Estados Unidos, no primeiro amistoso após a conquista da Copa América. E, apesar de as …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas impressões

O Flamengo de Jorge Jesus está a um ponto dos 37 ganhos no turno de 2018 e a dois de chegar aos 38 somados no returno de 2009, até então a melhor campanha do Rubro-Negro numa etapa do Brasileiro de …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Obsessão rubro-negra

Dos quatro clubes brasileiros que se enfrentaram por vaga nas semifinais da Libertadores, o Flamengo é o que tem o pior retrospecto na competição nos últimos 38 anos. Do título conquistado pelos …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas Impressões

Com cinco vitórias e um empate em sete jogos, o Flamengo de Jorge Jesus zerou a vantagem de oito pontos que o separava do líder e tomou a liderança do Brasileiro pelo saldo de gols. O ímpeto e a …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Jorge Jesus e a fumaça chinesa

Conversei nesta semana com Rui Santos, jornalista da Rede Sic de Notícias, de Portugal. Na última quarta-feira (21), ele anunciou em seu programa que o técnico Jorge Jesus não seguirá no Flamengo em …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

E o Gabriel Barbosa, Tite?

Dos 84 gols marcados pelo Flamengo em 2019, a dupla de atacantes Gabriel Barbosa (24) e Bruno Henrique (18) fez simplesmente a metade: 42. Fora as oito assistências de Bruno Henrique e as seis de …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Maturidade coletiva

Oswaldo de Oliveira, de 68 anos, já teve duas passagens pelo Fluminense, em 2001 e 2006, mas jamais comandou o time tricolor numa edição de Brasileiro por pontos corridos. Seu último trabalho na …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados