search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Um janelão partidário para março de 2020
Coluna do Estadão

Andreza Matais e Marcelo de Moraes


Um janelão partidário para março de 2020

A pretexto de acabar com a janela partidária, o deputado Paulo Pereira Silva, o Paulinho da Força (Solidariedade-SP), articula justamente um novo “janelão” para ser aberto no ano eleitoral de 2020.

Se passar, a brecha pode ser usada até pelos dissidentes do PSL, caso tenham força, foco e fé de aguardar até lá. Rodrigo Maia não se opôs à ideia. O presidente da Câmara sugeriu o mês de março para a abertura da janela, a título de freio de arrumação. Desse ponto pra frente, as saídas teriam de ser negociadas diretamente com os presidentes dos partidos.

Calma lá. Não há consenso entre os dirigentes do Centrão. Alguns temem que o janelão promova uma debandada de recursos do fundo eleitoral. Os que apoiam, no entanto, veem a medida como necessária para fortalecer os partidos.

Não era amor... O governo tomou duas boladas nas costas na Câmara que passaram despercebidas: convocação do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, e o andamento de um projeto de educação que leva a palavra “gênero”.

...era cilada. A bolada não foi desatenção do PSL: a ala do partido não alinhada ao Planalto esvaziou as comissões e deixou campo livre para a oposição. Pela primeira vez, o projeto de educação andou sem obstrução dos bolsonaristas.

CLICK. Em litígio com o clã Bolsonaro, Joice Hasselmann será entrevistada desta segunda-feira (21) do programa Roda Viva (TV Cultura). Na foto, ela posa com seu gato no gabinete.

Joice Hasselmann com seu gato no gabinete (Foto: Gabriela Biló/ Estadão Conteúdo)
Joice Hasselmann com seu gato no gabinete (Foto: Gabriela Biló/ Estadão Conteúdo)

Embromation. Nos arredores de Tabata Amaral há uma explicação para o timing da sua ação na Justiça Eleitoral: o ofício do PDT marcando para o dia 22 a defesa oral na Comissão de Ética. A etapa não está prevista no estatuto e foi vista como mais uma enrolação.

Ufa! A ação de Tabata no TSE caiu com o ministro Sérgio Banhos, considerado moderado. Normalmente, o prazo para esse tipo de processo é de 6 meses. Dada a notoriedade do caso, avaliam que deve sair antes.

Plus. A administração Bruno Covas (PSDB) caminha para deixar em boa situação as finanças da capital paulista, algo raro no histórico recente da Prefeitura. Os bons números fizeram crescer o olho dos adversários do prefeito, que tentará a reeleição.

FHC ontem... Ao concluir a tetralogia Diários da Presidência, Fernando Henrique Cardoso, a pedido da Coluna, refletiu sobre seus dois governos (1995-1998 e 1999-2002): “É natural que, ao reler os textos, nem sempre se possa dizer que o que eu previra ocorreu, nem que, com o passar do tempo, nada mudou em meu espírito”.

...e hoje. “Mas, estávamos vivendo um período de grandes transformações no mundo e no Brasil e, no geral, para melhor. Frequentemente tento analisar processos que estavam ocorrendo. Não fiz tudo que gostaria de haver feito pelo povo e pelo País, mas não me afastei dos objetivos traçados, que continuo a valorizar”, afirma FHC.

Retrato. Com sentimento de “dever cumprido”, FHC diz que o objetivo desses livros não é político, mas documental: “Eles mostram minhas reações à medida que enfrentava diferentes situações. Não faço 'julgamentos' de pessoas. Apenas exponho minhas sensações de momento”.

BIBLIOTECA POLÍTICA

Diários da Presidência
FHC

  • Cia. das Letras
  • Neste último volume, ex-presidente relata a transição de seu governo para o de Lula.

Guerra Contra a Paz
Ronan Farrow

  • Todavia
  • Baseado em documentos inéditos, uma investigação sobre a política externa americana.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Coluna do Estadão

Campanha de Covas começa a ganhar forma

A campanha de Bruno Covas (PSDB) à reeleição começa a ganhar forma. Ela terá o secretário particular de João Doria, Wilson Pedroso, como coordenador, uma escolha estratégica sob dois aspectos: 1)o …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Frente de esquerda, por ora, só no discurso

A decisão do PT de lançar candidato a prefeito de Belo Horizonte é mais um indicativo da dificuldade da esquerda em construir uma frente para peitar Jair Bolsonaro neste ano e em 2022. Na …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Santa Cruz na crítica ao “ministério da verdade”

O projeto de lei das fake news gerou rara concordância entre Felipe Santa Cruz e a militância bolsonarista: ambos criticam o tal Conselho de Transparência e Responsabilidade na internet, que consta …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Conselho retoma caso que mira Dallagnol

Depois de uma semana em que a força-tarefa da Lava a Jato de Curitiba sofreu com revelações controversas sobre seu método de atuação, Deltan Dallagnol terá dias complicados pela frente. Para as …


Exclusivo
Coluna do Estadão

“Fraude” dentro de casa preocupa o Planalto

O Palácio do Planalto enviou comunicado a todos os seus funcionários sobre “possíveis casos de recebimento irregular do auxílio emergencial por parte de terceirizados, estagiários e dependentes de …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Planalto unifica dados de repasse a estados

Em guerra contra os governos estaduais, o Planalto passa a divulgar a partir de hoje, de forma centralizada, os repasses diretos e indiretos aos estados: convênios, contratos, obras, emendas e …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Crise no MEC marcará governo e gerações

Deixará marcas indeléveis no governo Jair Bolsonaro e nas futuras gerações a comédia de erros em que se transformou a Educação. No primeiro caso, indicando ou não o novo ministro, a ala ideológica …


Exclusivo
Coluna do Estadão

O que o adiamento das eleições pode ensinar

Há lições a serem tiradas das negociações em torno do adiamento das eleições por causa da pandemia: 1) o Centrão, que só topou “conversar” após Rodrigo Maia e outros líderes serem pressionados pelo …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Hartung vê “surto de populismo” nas crises

O economista e ex-governador do Espírito Santo, Paulo Hartung, está preocupado com os rumos dos três Poderes nas crises econômica e sanitária da Covid-19. “Acho que tem um surto de populismo no …


Exclusivo
Coluna do Estadão

A quem interessa o “caos eleitoral” no País?

Ganhou corpo no Congresso a percepção de que o Centrão sonha ver o País mergulhado no caos eleitoral para, assim, forçar a prorrogação dos mandatos dos atuais prefeitos. Por isso, o bloco insistiu na …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados