Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Um Barracão de memórias
Tribuna Livre

Um Barracão de memórias

Bianualmente, sempre no mês de julho, ex-alunos do antigo Colégio Agrícola de Santa Teresa se reúnem para um grande encontro festivo. Memórias de um período de vida que marcou toda uma geração, e na qual me incluo, são revividas e celebradas, trazendo à tona toda a emoção de um encontro regado a boa comida e boas recordações.

Barracão é o apelido carinhoso do antigo Colégio Agrícola de Santa Teresa, que, de tão influente naquela região, acabou se confundindo com o apelido do próprio distrito de São João de Petrópolis, onde a escola está localizada.

Foi uma verdadeira escola de vida para uma grande parcela da juventude dos municípios do entorno, e de muitos outros do nosso Estado e do Brasil.

Criado em 1940, inicialmente para ser uma instalação militar, curiosamente já em 1941, mesmo antes de o Brasil entrar efetivamente na Segunda Guerra Mundial, transformou-se em uma escola de ensino agrícola. E assim nasceu o nosso Barracão.

Sob o regime de internato, o seu quadro de alunos era formado por uma mescla de culturas e de comportamentos, que variavam de acordo com a região e classe social das quais eram oriundos.

Coabitavam os alojamentos desde matutos para os quais luz elétrica e água encanada eram novidades, até os mais urbanos, que vinham de cidades maiores. Os estilos eram os mais variados: uns se identificavam com as atividades de criação de gado e cavalos, sendo considerados, numa comparação rápida, como os atuais sertanejos.

Outros eram mais moderninhos, americanizados, sob a influência dos Beatles e dos Rolling Stones.

Gerações que viram o rock'n roll nascer, a televisão chegar ao Brasil, o homem pisar na Lua, que usaram brilhantina Glostora sob o som da Jovem Guarda, e que testemunharam os primeiros títulos mundiais de futebol do Brasil, esporte cuja dimensão naquela escola só conseguiria ser descrita em capítulos de um livro, tamanha a quantidade de talentos que ali surgiram.

A amizade era tão fiel que, se um colega se envolvesse em alguma confusão, todos se transformavam em uma só irmandade para o “que desse e viesse”.

A solidariedade era tanta que, se alguém arranjasse uma namorada e não possuísse uma roupa adequada para um encontro, era socorrido prontamente pelos colegas.

Vivia-se muito bem ali. A alimentação, apesar da rigidez de horários, atendia muito bem às necessidades e era servida em bandejões inox e precedida de bate-papos animados na fila do refeitório.

Quando, no auge da adolescência, se sentia vontade de saborear algo diferente do que era servido no refeitório, o imenso pomar com variadas e até exóticas frutas plantadas pelos próprios alunos servia de válvula de escape, mesmo com todos os riscos de ser pego com a boca na botija, pois não era permitido colher e consumir frutas fora do horário e do dia da escala de serviços no pomar.

Solidariedade e civismo são valores que os jovens que por lá passaram, e que de lá saíram homens, carregam hoje em suas vidas.

Além das ferramentas pedagógicas tradicionais usadas para o desenvolvimento do jovem, o ex-aluno dessa tradicional escola teve a oportunidade de viver uma outra aprendizagem, eternizada na alma, e que tenho a certeza de que foi o maior diferencial: a amizade.

Adriano Lima Neves é ex-aluno do antigo Colégio Agrícola de Santa Teresa, atual Ifes.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora

últimas dessa coluna


Exclusivo
Tribuna Livre

Metamorfose profissional e o mercado corporativo

O mercado corporativo está passando por mudanças bruscas nos últimos anos. Com o avanço da tecnologia, as empresas estão se reinventando e procurando novos caminhos e soluções ligadas à transformação …


Exclusivo
Tribuna Livre

Reflexões sobre a Arte atual

As pinturas rupestres ou pré-históricas, reveladas ao público no séc. XIX, foram de início apontadas pelos darwinistas como fraudes dos criacionistas (aqueles que acreditam que animais e plantas …


Exclusivo
Tribuna Livre

A relação entre urbanismo e segurança pública

O que o urbanismo tem a ver com a segurança pública? Para muitas pessoas não existe uma relação entre o urbanismo e a segurança pública, mas veremos que ao contrário do que pensa a maioria das …


Exclusivo
Tribuna Livre

O segredo da pré-campanha está no almoço de domingo

No domingo, como bom genro, decidi fazer um churrasco de agrado à minha sogra. Próximo a nossa casa existe um açougue, entretanto, pego o carro e faço questão de atravessar a cidade para comprar os …


Exclusivo
Tribuna Livre

Educação com segurança

Na semana passada tivemos, aqui nos EUA, a volta às aulas. Após quase três meses de férias, que coincidem com o período do verão americano, todos os alunos retomaram suas rotinas de estudo. Não …


Exclusivo
Tribuna Livre

Educação com segurança

Na semana passada tivemos, aqui nos EUA, a volta às aulas. Após quase três meses de férias, que coincidem com o período do verão americano, todos os alunos retomaram suas rotinas de estudo. Não foi …


Exclusivo
Tribuna Livre

A odiosa Devassa e os impostos nos tempos modernos

Durante o Século XVIII, o Brasil-Colônia arcava com elevada carga tributa, que lhe impunha o nosso insaciável colonizador, a Coroa portuguesa. A aludida tributação recaía sobre tudo o que era …


Exclusivo
Tribuna Livre

A PMES e a Guerrilha do Caparaó

O movimento conhecido com “a Guerrilha do Caparaó” é citado por vários autores, como a primeira tentativa insurgência armada contra o regime militar feita por ex-militares cassados e alguns civis, …


Exclusivo
Tribuna Livre

Drama na educação superior pública

A lógica perversa imposta pelo governo às universidades públicas está visível para toda a sociedade. A situação financeira dramática da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) é acompanhada com …


Exclusivo
Tribuna Livre

No rumo das boas expectativas

É certo em economia que os agentes econômicos adoram as boas expectativas e detestam as incertezas quanto ao futuro. Empresários de todas as áreas ficam sempre atentos quando se fala de aquecimento …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados