Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Última homenagem a Ricardo Boechat reúne parentes e amigos

Notícias

Cidades

Última homenagem a Ricardo Boechat reúne parentes e amigos


Sob forte comoção, centenas de pessoas, entre políticos, jornalistas, artistas e fãs, prestaram uma última homenagem a Ricardo Boechat, 66, morto após a queda de um helicóptero em São Paulo na segunda-feira (11). O corpo está sendo velado no MIS (Museu da Imagem e do Som), na zona sul da capital paulista.

Na chegada do corpo, jornalistas e fãs, que aguardavam a cerimônia, receberam o caixão com uma salva de palmas.

O velório, aberto ao público, começou por volta da meia-noite desta terça (12). O caixão chegou ao museu às 23h20 e foi carregado até o auditório com a ajuda de familiares. A cerimônia vai até as 14h, depois seguirá para a cremação, em cerimônia restrita.

Um dos primeiros a chegar,​ o presidente do Grupo Bandeirantes, ​​João Carlos Saad, disse que Boechat deixa um grande aprendizado para o jornalismo.

"Quando a gente acabar de apurar este caso, vamos encontrar um fio condutor entre essas tragédias que vêm acontecendo. São sempre coisas que não estão adequadas. Desde uma barragem que não está adequada, um dormitório e de possivelmente um helicóptero que não estava adequado", diz Saad.

Esteve também presente no velório o governador de São Paulo, João Doria (PSDB). Ao lamentar a morte do âncora do Jornal da Band, Doria disse que Boechat foi um grande defensor dos princípios da democracia no Brasil. "Uma perda muito grande para todos os jornalistas que acreditam no valor da liberdade de imprensa e da qualidade da imprensa brasileira", disse o governador.

Acompanhada das duas filhas e de Mercedes, 86, mãe de Boechat, a esposa Veruska Boechat agradeceu as condolências. "Ele foi o ateu que mais praticava o amor ao próximo", disse a viúva.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados