Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Trememos por várias razões
Doutor João Responde

Trememos por várias razões

“Quando a vela chega ao fim, a chama começa a tremer, com medo da escuridão”. O tremor resulta de várias situações. Sua principal causa é o frio, condição que faz com que os músculos se contraiam para aquecer o corpo.

Entretanto, existem outras razões de tremedeiras, desencadeadas por momentos de ansiedade, consumo de substâncias estimulantes, ou provocadas por doenças neurológicas e musculares, como ocorre na Doença de Parkinson, por exemplo.

As regiões mais afetadas pelo tremor são os braços, pernas, cabeça, queixo e face, podendo aparecer durante o repouso ou em movimento, de forma unilateral ou bilateral.

Quando alguém está ansioso ou sente medo, o sistema nervoso é ativado para que o organismo entre em estado de alerta, permitindo reagir a qualquer situação perigosa.

Nesse momento, grande quantidade de adrenalina é liberada na corrente sanguínea, provocando efeitos como tremores no corpo, suor, formigamentos, dilatação das pupilas, aumento dos batimentos cardíacos e elevação da pressão arterial.

Indivíduos que passam muito tempo sem se alimentar apresentam hipoglicemia, condição em que há queda acentuada da glicose no sangue.

Como resposta a essa situação, o cérebro libera hormônios estimulantes, para que as células do corpo consigam reagir, desencadeando tremor.

O consumo de sustâncias estimulantes, como o café, chá, ou bebidas energéticas que contêm taurina e teobromina, por exemplo, ativa o sistema nervoso e estimula o corpo, provocando diversas reações, como o tremor.

O hipertireoidismo é uma doença crônica na qual a glândula tireoide produz excesso de hormônios tireoidianos. Além da sudorese excessiva, do cansaço acentuado e da perda de peso, o paciente padece com incômodos tremores.

Alguns medicamentos podem causar tremor, como acontecem com alguns antidepressivos, anticonvulsivantes e broncodilatadores.

Drogas, como o Haloperidol e a Risperidona, por exemplo, podem causar tremor ao intoxicar regiões do cérebro responsáveis pelos movimentos, induzindo uma condição semelhante ao parkinsonismo, em que ocorrem tremores, rigidez dos músculos e desequilíbrio.

Quando os tremores se tornam persistentes e intensos, podem estar sinalizando doença neurológica.

O tremor fisiológico está presente de maneira imperceptível em quase todas as pessoas.

Quando se manifesta de forma exagerada, fazendo com que haja tremedeiras durante a realização de movimentos, como escrever, costurar ou comer, ele é denominado tremor essencial, surgindo durante a realização de algum movimento ou ao permanecer em uma posição, como ao segurar um objeto, por exemplo.

Sabe-se que o tremor essencial está relacionado à genética, mas a causa ainda não foi totalmente esclarecida, e pode acontecer em pessoas de qualquer idade, sendo mais comum em idosos.

Os sintomas pioram em situações de estresse, ansiedade e uso de algumas substâncias estimulantes, como bebidas alcoólicas.

Outras enfermidades que estimulam o sistema nervoso e desencadeiam tremores são o hipertireoidismo, a síndrome das pernas inquietas e as intoxicações por metais pesados, como chumbo e alumínio, por exemplo.

Um prosaico e involuntário tremor nos olhos pode estar associado a inúmeros fatores, como o consumo excessivo de café, a privação do sono, o estresse persistente, que gera uma espécie de exaltação muscular palpebral.

Tremores nos olhos podem traduzir o gasto exagerado de energia no corpo acelerado.

Quando o temor faz chorar, o tremor tenta secar as lágrimas. O maior de todos os tremores é quando a alma sente medo do coração.

Livres da finitude da vida, a estátua de pedra e a flor de plástico não tremem diante da morte.


últimas dessa coluna


Exclusivo
Doutor João Responde

A importante cera do ouvido

“Fazer cera” significa demorar de forma proposital para realizar alguma coisa que já poderia ter sido feita. Talvez por isso, a palavra “sincera” significa “sem cera”. Todavia, em se tratando do …


Exclusivo
Doutor João Responde

Rachaduras nos pés

A saúde dos pés implica condição fundamental para o movimento e o equilíbrio do corpo humano. Os pés, além de manter o corpo em posição bípede, peculiaridade sobre a qual o homem desenvolve sua …


Exclusivo
Doutor João Responde

Dê um tempo para um osso quebrado

“Em quanto tempo minha fratura estará consolidada?” Certamente esta é uma pergunta muito comum na ortopedia, mas que não pode ser respondida de uma única maneira. Fraturas em crianças têm …


Exclusivo
Doutor João Responde

Causas de inchaço nas pernas

Quando falamos de “edema”, a primeira coisa que devemos levar em conta é que essa inchação não se trata de diagnóstico, mas de um sinal, uma alteração fisiológica que implica a presença de fluidos …


Exclusivo
Doutor João Responde

Importância da dor para a preservação da vida humana

Saúde e doença saem de um tronco único, visto que têm uma só e mesma base: a dor de crescer. Dor é uma experiência sensorial desagradável associada com lesão tecidual real ou potencial, refletindo a …


Exclusivo
Doutor João Responde

Doenças exantemáticas

Dezembro de 1978. Após frutificante período de faculdade, eu terminava o curso de Medicina. Durante as festividades de formatura, amanheci febril e com o corpo todo pintado de vermelho. Como …


Exclusivo
Doutor João Responde

Herpes-zóster, esse filho da catapora

Varicela é uma virose que afeta a criança e o adolescente, cujo nome foi criado para assustá-los na hora do médico informar que se trata da conhecida catapora. No primeiro dia de infecção, o vírus se …


Exclusivo
Doutor João Responde

Envelhecer é um privilégio

Velho não é sinônimo de imprestável. Ao contrário, alcançar os últimos degraus da idade pode trazer consigo um grande acúmulo de sabedoria. O que seria do mundo presente se não houvesse as lembranças …


Exclusivo
Doutor João Responde

Boqueira, essa incômoda feridinha

Queilite angular, chamada popularmente de boqueira, é um pequeno machucado doloroso que ocorre no canto da boca. Trata-se de uma dermatose comum, caracterizada por fissura e inflamação no ângulo dos …


Exclusivo
Doutor João Responde

Arroto: um sintoma mal-educado?

Para os árabes, arrotar depois da refeição é sinal de que o convidado apreciou o prato. Em nosso País, isso caracteriza falta de educação. Para o corpo, eructar é a maneira que o estômago encontra …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados