Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Toque de ousadia na Quadradona do Brasileiro
Papo do Dias
Flávio Dias

Flávio Dias


Toque de ousadia na Quadradona do Brasileiro

Carlos Vitor voltou a jogar um bom futebol (Foto: Thiago Coutinho — 04/05/2019)
Carlos Vitor voltou a jogar um bom futebol (Foto: Thiago Coutinho — 04/05/2019)
Uma semana imprevisível. Que nos deixa na expectativa e na torcida para que os jogos do fim de semana sejam bem jogados e emocionantes. As viradas de Fluminense, Liverpool e Tottenham animaram o fã de futebol. Ainda bem!

Mas vamos falar de um futebol bem mais modesto. Nas cifras, principalmente, porque dentro de campo nada impede que Vitória e Serra, os representantes do Espírito Santo na Série D do Brasileirão, tentem jogar um futebol ofensivo, com toque de ousadia e agradável de se ver.

A Quadradona começou bem para o Vitória. Ainda sem a maioria dos reforços, que não foram regularizados a tempo — bola fora! —, o time venceu o Sobradinho/DF na primeira rodada por 2 a 0, no Kleber Andrade. A conta da classificação para o mata-mata é a seguinte: vencer os três jogos em casa e somar alguns pontos fora. Ou seja, o atual campeão estadual começou fazendo a sua parte.

O clube alvianil contratou 10 reforços para tentar subir para a Série C. Apenas dois estavam disponíveis na primeira rodada. Na segunda rodada, neste sábado (11), o Vitória visita a Portuguesa/RJ, que deve jogar com portões fechados no estádio Luso-Brasileiro por falta de laudos. Os demais jogadores já estão regularizados e, assim, pode-se pensar num triunfo fora de casa já na segunda rodada, que deixaria o Vitória numa situação muito boa rumo à classificação.

De todos os reforços do Vitória, o que mais estou ansioso para ver em campo é o Vitinho, vice-campeão estadual deste ano Real Noroeste. Ele “comeu” a bola no Capixabão, principalmente na reta final. E pode dar muita qualidade ao Vitória, fazendo boa dupla com Carlos Vitor, que também recuperou o bom futebol. Fico na torcida!

O Vitória lidera o Grupo 12, com os mesmos três pontos da Caldense/MG, mas com saldo de gols superior (2 contra 1). Portuguesa/RJ e Sobradinho/DF estão zerados.

Todos ao Robertão!

O técnico Gian Rodrigues dirige o Serra na Série D (Foto: Rafael Chaves/Serra)
O técnico Gian Rodrigues dirige o Serra na Série D (Foto: Rafael Chaves/Serra)
O Serra também contratou por atacado para a Série D. Foram nove reforços, além do técnico Gian Rodrigues. Na estreia, perdeu fora de casa por 1 a 0 para o Brasiliense de Lúcio, Reinaldo, Morais e Jobson. Resultado normal. Mas que “obriga” o campeão capixaba de 2018 a vencer o jogo da segunda rodada, em casa, para não ficar para trás.

O problema é que o adversário é o Ituano. Na teoria, o melhor time do Grupo 13. O time de Itu foi eliminado nas quartas de final do Paulistão pelo São Paulo. Na fase de classificação, porém, foi líder do seu grupo, com 17 pontos, dois a mais do que o próprio São Paulo.

Como o jogo é no Robertão, vale para o Serra a mesma conta feita para o Vitória, ou seja, vencer as partidas em casa e tentar alguns pontos fora. Não vai ser fácil. Por isso, sábado (11) é dia da torcida também fazer a parte dela e encher o Robertão! Por sinal, os ingressos custam R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia-entrada). Todos ao Robertão!

Regulamento

A Quadradona tem 68 equipes, divididas em 17 grupos com quatro equipes em cada grupo. Avançam para a segunda fase os primeiros colocados de cada chave, além dos 15 melhores segundos colocados. A partir daí, é mata-mata até a decisão. Os quatro semifinalistas sobem para a Terceirona do Brasileiro de 2020.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados