Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Tiro ao alvo
Painel da Folha de São Paulo

Tiro ao alvo

A atuação do chefe da força-tarefa da Lava Jato de Curitiba, Deltan Dallagnol, deve ser alvo de nova discussão no Conselho Nacional do Ministério Público, nesta terça (10).

A expectativa no órgão é a de que o corregedor Orlando Rochadel libere seu entendimento a respeito de recurso de Renan Calheiros (MDB-AL) contra o procurador. Não há expectativa de que o CNMP acolha pedido de suspensão de Dallagnol, mas há, sim, chances de que um terceiro processo disciplinar seja aberto contra ele.

Verão passado - O emedebista acusa Deltan de ter usado suas redes sociais para atacá-lo e influenciar a eleição de presidente do Senado.

Xadrez - O CNMP virou palco de forte queda de braço. Se de um lado há entusiastas de uma punição, do outro, aliados do chefe da força-tarefa de Curitiba também se movimentam. A indicação de Luciano Nunes Maia ao colegiado, já aprovada pelo Senado, não foi encaminhada pelo Ministério da Justiça, sob a alçada de Sergio Moro.

Árvore genealógica - Maia é parente do ministro do Superior Tribunal de Justiça, Napoleão Maia, um crítico dos métodos da Lava Jato –dos quais ele próprio já foi alvo.

Arte da guerra - Indicado por Jair Bolsonaro para suceder Raquel Dodge na Procuradoria-Geral da República, Augusto Aras convidou a procuradora Thamea Danelon para integrar sua equipe, segundo aliados. O movimento deixa claro que o escolhido do presidente tenta diminuir a resistência interna.

Arte da guerra 2 - Danelon chegou a coordenar a Lava Jato em SP. Ela aparece em conversas reveladas pelo The Intercept Brasil como aliada de Deltan Dallagnol e, recentemente, defendeu que o próximo procurador-geral fosse escolhido dentro da lista tríplice que Bolsonaro ignorou.

Vigiai - Já o convite de Aras a Eitel Santiago para a secretaria-geral do Ministério Público intrigou membros da carreira. A escolha foi vista como "sintoma de aparelhamento". Eitel é procurador aposentado e foi candidato a deputado ano passado pelo PP.

Vigiai 2 - Há quem defenda Eitel, dizendo que ele fez bom mandato no Conselho Superior do MPF e como corregedor. Mesmo esses reconhecem que os problemas administrativos são muitos e, por isso, também preveem dificuldades para ele no novo posto.

Passa para cá - A defesa do ex-presidente Lula recorreu de decisão em que o ministro Edson Fachin, do STF, rejeitou o compartilhamento das mensagens obtidas pela Polícia Federal com o suspeito de hackear procuradores e outras autoridades.

Recordar é viver - No agravo, os advogados do ex-presidente citam reportagem publicada pela Folha em parceria com o The Intercept, no domingo (8). O texto mostrou que diálogos mantidos em sigilo pela Lava Jato colocam em xeque o entendimento que levou o então juiz Sergio Moro a divulgar grampos do petista com Dilma Rousseff.

Recordar é viver 2 - O lance foi determinante para a derrocada de Dilma, que, na época, ameaçada de impeachment, tentava nomear Lula ministro da Casa Civil. O caso deve ser apreciado pela Segunda Turma.

Tem alguém aí? - Contratantes de transporte rodoviário reclamam do silêncio do governo sobre a tabela do frete. A linha está cortada há duas semanas, antes de o Supremo suspender julgamento provocado pelo setor privado.

Na boleia - Os donos de cargas se incomodaram com a avaliação do ministro Tarcísio de Freitas (Infraestrutura) sobre a saída para a crise dos caminhoneiros –ele disse que a volta do crescimento dissolverá insatisfações.

Na boleia 2 - O setor privado calcula, porém, que junto com o PIB crescerá a compra de caminhões novos, aumentando a frota e deprimindo preços do frete. A solução, articulada com a Anfavea, é estimular a retirada de caminhões velhos das estradas.

É o cara - Secretário especial da Previdência, Rogério Marinho, já articula todas as pautas importantes da Economia no Congresso. Trabalhou pela MP da Liberdade Econômica e abre frentes para o pacto federativo e a reforma tributária.

TIROTEIO

"As manifestações mostram a Augusto Aras que não impõe liderança e confiança quem desdenha da própria casa."

Do procurador Blal Dalloul, terceiro colocado na lista tríplice, sobre a indicação de novo procurador-geral fora da seleção do MPF.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora

últimas dessa coluna


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

O teto é o limite

A ofensiva de deputados para debater proposta de emenda constitucional que autorize prisão após segunda instância nesta terça (15), dois dias antes de julgamento no STF, foi vista com ceticismo por …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Engata a primeira

Apontado como meta logo no início da gestão de Dias Toffoli na presidência do Supremo, o projeto de acelerar a solução de impasses judiciais que travam obras em todo o país entra agora em fase …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Bate e volta

Sob ofensiva de Jair Bolsonaro, o PSL decidiu se armar. Dirigentes dizem que a sigla já está cotando, por conta própria, empresas que possam analisar suas contas – o presidente cobra auditoria de …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Tela em branco

Integrantes da equipe econômica sugeriram incluir na reforma administrativa um dispositivo que proíba servidores públicos de terem filiação político-partidária. A vedação foi alvo de debates, na …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Pediu? Agora aguenta

O fragilíssimo equilíbrio do PSL implodiu com os últimos atos de Jair Bolsonaro. Deputados que manifestaram intenção de deixar a sigla ou que a atacaram publicamente, acompanhando o presidente, serão …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Soneto de separação

A cúpula do PSL não assiste inerte à movimentação de Jair Bolsonaro e de um grupo de deputados para se distanciar do partido. Ao contrário. A direção da sigla traça, há semanas, cenários para …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Maçã envenenada

Soou como tiro de alerta entre procuradores e juízes o telefonema, revelado pela Folha, nesta segunda (7), em que Marco Aurélio Canal, um dos auditores da Receita presos pela Lava Jato do Rio, disse …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Cai o véu

Para além do impacto da revelação, na Folha, de que a apuração sobre candidaturas laranjas no PSL de Minas levou a menções à campanha de Jair Bolsonaro, foi a reação de Sergio Moro (Justiça) à …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Afasta de mim esse cale-se

A escalada das interferências do governo e de empresas públicas na produção cultural do País fez o grupo 342 Artes, que reúne artistas de diversas áreas, difundir entre seus participantes e colegas a …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

O mensageiro e a mensagem

Sergio Moro (Justiça) não deve enxergar o questionamento à ação publicitária criada para seu pacote anticrime como uma reação circunscrita à oposição. A ofensiva midiática, deflagrada em meio a …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados