search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Tempo fechado
Painel da Folha de São Paulo

Tempo fechado

A tempestade perfeita que se formou em torno da Receita Federal, cuja atuação vem sendo questionada por integrantes dos três Poderes, colocou em xeque a permanência de Marcos Cintra na chefia do órgão. Depois que até o presidente Jair Bolsonaro reclamou de uma suposta atuação política de auditores, o apoio a Cintra encolheu rapidamente. Integrantes do governo dizem que "falta comando" ao fisco e apostam que uma mudança na cúpula deve acompanhar a reestruturação da pasta.

Híbrido - Cintra é visto como um nome técnico com um pé na política, já que sua indicação para a Secretaria da Receita teve o apoio do presidente do PSL, Luciano Bivar (PE). Ainda assim, a queda dele é tratada como questão de tempo.

Afasta de mim - Pessoas próximas a Paulo Guedes (Economia) dizem que o ministro decidiu reformular a Receita em resposta aos pedidos por cabeças na cúpula do órgão.

Lei do retorno - Funcionários do fisco reclamam de perseguição e dizem que há um movimento orquestrado, de diferentes atores, para fragilizar o combate à corrupção.

Defesa - O jurista Gilson Gipp, ex-ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), foi contratado pela Unafisco (associação dos auditores federais) para atuar no caso dos fiscais da Receita afastados por decisão de Alexandre de Moraes. Eles depõem nesta quinta-feira (15), em Vitória (ES).

Meu quintal - Embora a reforma tributária ainda nem tenha um desenho fechado, começam a emergir as primeiras resistências. Mauro Ricardo, secretário de governo da Prefeitura de São Paulo, calcula que a proposta que começa a ser discutida na Câmara derrubaria em 17% a arrecadação do estado. Na capital, a perda seria maior, de 47% a 67%.

Meu quintal II - Já estados do Norte e Nordeste começam a discutir como seria a vida caso o fim da concessão de incentivos tributários a indústrias que se instalem em regiões distantes dos grandes centros seja aprovado. Marcelo Ramos (PL-AM), por exemplo, prevê fuga de empresas para São Paulo.

Colateral - O Planalto deve encaminhar na semana que vem a medida provisória que atrela o Coaf ao Banco Central (BC). Roberto Leonel, nome de Sergio Moro (Justiça) que hoje preside o conselho, deixaria o posto em seguida, já que a vinculação levaria à nomeação de quadro do próprio BC.

Bola preta - Em conversas recentes, Bolsonaro elencou, sem cerimônia, restrições a todos os nomes que apareceram como fortes candidatos ao comando da PGR. O subprocurador Augusto Aras perdeu o favoritismo.

Ver para crer - O presidente segue dizendo que não gostaria de nomear alguém que tenha sido próximo de Rodrigo Janot, ex-procurador-geral. Apesar disso, solicitou e teve um encontro com Bonifácio de Andrada, que foi vice do antecessor de Raquel Dodge.

Urge - Relatório inédito do CNJ sobre os massacres em presídios do Pará e do Amazonas cobra a adoção de planos de contingência nos estados. A ideia é montar grupos com atores locais e federais para sinalizar um fim à crise que resultou no assassinato de 117 presos.

Urge II - No caso de Altamira (PA), imagens indicam a participação de dois agentes na chacina. A suspeita será encaminhada à Procuradoria-Geral de Justiça para investigação.

Devagar com o andor - Questionado sobre a pressão de alas do PSDB pelo afastamento de Aécio Neves, o senador Antonio Anastasia (PSDB-MG) pediu moderação. "Sou daquela tese antiga, de presunção de inocência. Se não foi condenado, não pode ser punido. Aécio não tem condenação. Decisão sumária não existe no Direito", disse.

Visitas à Folha - Felipe Santa Cruz, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), visitou a Folha nessa quarta-feira (14), onde foi recebido em almoço. Estava acompanhado de Pierpaolo Bottini, coordenador do Observatório da Liberdade de Imprensa da OAB, e Gisela Mendonça, assessora.
Renato Cury, presidente da Associação dos Advogados de São Paulo, também visitou a Folha nessa quarta. Estava acompanhado de André Almeida Garcia, diretor da AASP, e Reinaldo De Maria, assessor de imprensa.

Tiroteio
"Com a quantidade de caneladas que o presidente Jair Bolsonaro distribui diariamente, não há assessor que pare de pé."

Do deputado Júlio Delgado (PSB-MG), sobre a quarta queda em seis meses de um titular da Secretaria de Imprensa da Presidência.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Recauchutagem completa

Nem alguns dos aliados mais próximos do Planalto estão dispostos a defender na íntegra o recém-lançado Programa Verde Amarelo. A previsão é a de que ele passe por uma "lipoaspiração" no …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Acabou-se o que era doce

A medida provisória que reformulou o programa Mais Médicos e o rebatizou de Médicos pelo Brasil pode ser a primeira vítima notável da insatisfação de parlamentares com o governo. O texto, que …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Risco de efeito dominó

O temor de que um gatilho dispare ondas de protestos pelo país entrou na agenda dos governantes. São vários os sinais de cuidado: estados do Nordeste trabalham para garantir o 13º do funcionalis…


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Parque dos dinossauros

Parte do pacote entregue pelo ministro Paulo Guedes (Economia) ao Senado, a proposta que pretende pôr fim a mais de 200 fundos federais deve alterar de maneira profunda os orçamentos de prefeitos e …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Perto da inoperância

Dirigentes de partidos de centro relatam que a relação com o governo Jair Bolsonaro também desandou no Senado. Os motivos são semelhantes aos que levaram líderes desse segmento na Câmara a …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Contra-ataque concertado

Paradoxalmente, a negativa de Dias Toffoli ao pedido para rever decisão na qual ordenou a abertura da caixa-preta dos relatórios do Coaf teve gosto de vitória para aliados do procurador-geral, …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

O que fez no verão passado?

O embate entre setores do Ministério Público e ala do Supremo alcançou novo patamar após a revelação, na Folha de S. Paulo, de que o presidente da Corte, Dias Toffoli, solicitou dados de relatórios …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Devidamente avisado

Auxiliares de Jair Bolsonaro foram informados por volta das 6h de ontem de que partidários de Juan Guaidó haviam invadido a Embaixada da Venezuela. Ao Planalto, a notícia chegou por María Teresa …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Vinde a mim

Do nome ao manifesto, a identidade do novo partido de Jair Bolsonaro foi concebida para mesclar temas do militarismo com os de religião, num aceno ao que o Presidente vê como bases prioritárias. …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Caminho do meio

Partidos de centro e de esquerda articulam apoio a uma proposta alternativa à que quer reabilitar a autorização para prisão em segunda instância. A tese que tem ganhado mais adeptos é a indicada …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados