search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Teletrabalho e a possibilidade legal da empresa reduzir custos
Tribuna Livre

Teletrabalho e a possibilidade legal da empresa reduzir custos

O teletrabalho é previsto no Capítulo II-A da CLT, porém, empresários e trabalhadores ainda têm dúvidas sobre essa modalidade contratual, também chamada de home office.

O teletrabalho nada mais é do que trabalho prestado à distância, com o empregado contratado para prestar serviços fora das dependências do empregador. A modalidade pode ser utilizada para atividades que utilizam tecnologias de informação e comunicação.

A grande vantagem da prestação dos serviços à distância é que ela pode gerar redução de custos para a empresa, visto que não será necessário o fornecimento de vale transporte, além da redução de gastos com água, energia elétrica, materiais de escritório, entre outros.

A CLT prevê que o empregado contratado na modalidade de teletrabalho está excluído do capítulo que trata da duração das atividades. Isso quer dizer que não existe controle de jornada e registro de ponto, pagamento de horas extras, banco de horas ou pagamento do adicional noturno.

Porém, há a exigência legal de anotação na carteira de trabalho (CTPS) do empregado, explicitando que a contratação é feita como teletrabalho. Devem ser especificadas as atividades que serão realizadas e tudo precisa estar claro, sob pena de a contratação ser questionada judicialmente.

Também deverá constar explicitamente no contrato individual quem, empregado ou empregador (ou ambos), será responsável pela aquisição, manutenção e fornecimento dos equipamentos tecnológicos e da infraestrutura necessária à prestação do serviço à distância, como computadores e impressoras, por exemplo.

É importante pensar ainda se haverá reembolso com despesas de água, luz, internet, telefone, etc. O texto legal não exige que tais gastos sejam assumidos pelo empresário, logo isso deverá ser ajustado diretamente com o empregado.

Quanto mais detalhado for o contrato individual de trabalho, melhor para o empregador. Isso reduzirá as chances de ser demandado judicialmente, sob a alegação de que havia se comprometido a arcar com aquisições e reembolsos, sem que isso tenha sido ajustado.

Caso o empresário se comprometa a assumir algum custo, os valores despendidos não devem integrar a remuneração do trabalhador. Os gastos não poderão, então, ser utilizados como base para o cálculo do 13º salário, férias, FGTS e recolhimentos previdenciários.

Outro ponto importante é que o empregador deverá instruir o empregado sobre as precauções a serem adotadas para evitar doenças e acidentes de trabalho, uma vez que ele estará prestando os serviços fora dos limites físicos da empresa, sem que haja fiscalização direta, como nos ambientes tradicionais. O trabalhador deverá assinar um termo se comprometendo a seguir as instruções e, caso não cumpra, poderá até ser dispensado por justa causa.

Como se vê, o teletrabalho pode ser uma ótima opção para a empresa que pretende contratar novos empregados e também para a redução dos custos.
Só é preciso ter um pouco de atenção e seguir alguns cuidados para converter esse modelo em oportunidades e benefícios para ambas as partes.

Marco Antonio Redinz é advogado, professor universitário, escritor e membro do Conselho Temático da Micro e Pequena Empresa (Compem) da Findes.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Tribuna Livre

A competência tem limite

A convivência entre os poderes constituídos tem se tornado cada vez mais tormentosa, havendo constante invasão de um pelo outro, normalmente no que se refere as esferas de prerrogativas de poder …


Exclusivo
Tribuna Livre

A chegada do verão e as lesões dos atletas de fim de ano

Vem chegando o verão... E, na estação mais badalada do ano, muita gente é obrigada a dar uma pausa na programação para “ficar de molho”. Isso mesmo! É comum aumentar a ocorrência de lesões nessa …


Exclusivo
Tribuna Livre

O golpe do WhatsApp e o roubo da conta no aplicativo

Os criminosos estão cada vez mais criativos acompanhando a mudança da sociedade e a evolução da tecnologia, de modo que a cada dia surgem novos golpes para tentar ludibriar os cidadãos e obter …


Exclusivo
Tribuna Livre

Insegurança suprema

Nos últimos 10 anos o STF debateu e mudou seu entendimento acerca da prisão após o julgamento em segundo grau ao menos cinco vezes. Na última quinta-feira, mudou novamente! A partir de agora, …


Exclusivo
Tribuna Livre

Os 30 anos da derrubada do Muro de Berlim

Amanhã completar-se-ão 30 anos da queda do maior símbolo da "cortina de ferro" que se abatera sobre a Europa logo após a Segunda Guerra Mundial, o Muro de Berlim. A Guerra Fria chegava ao fim, e …


Exclusivo
Tribuna Livre

Uma nova maneira de pensar a economia

Muito se fala em novas economias e formas de empreender. De fato, o momento em que vivemos a todo o instante passa por mudanças e exige que nós acompanhemos essa oscilação. Adaptar-se e trazer novas …


Exclusivo
Tribuna Livre

Avaliação internacional nas escolas

As avaliações em larga escala são, hoje, um importante recurso disponível para aprofundar as reflexões acerca da qualidade da educação. A busca pelo ensino de qualidade é causa universal, que convoca …


Exclusivo
Tribuna Livre

A Ufes e a consulta democrática para a reitoria

A Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) desencadeou o processo de consulta informal sobre os novos dirigentes que assumirão a reitoria da instituição a partir de 2020. Por ser uma …


Exclusivo
Tribuna Livre

O dever de guarda e segurança das senhas pelo consumidor

As fraudes nos sistemas bancário e de comércio eletrônico tem ocasionado um aumento vertiginoso de demandas judiciais buscando reparação dos danos, ao mesmo tempo em que o Poder Judiciário não …


Exclusivo
Tribuna Livre

O academicismo como ferramenta de aprendizado

Aprimeira academia institucional surgiu na França no século XVI. A academia Francesa foi uma associação composta pelas mais proeminentes pessoas instruídas nos assuntos relativos ao idioma Francês. …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados