search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Talles Magno, a estrela que vai
Gilmar Ferreira
Gilmar Ferreira

Gilmar Ferreira


Talles Magno, a estrela que vai

As boas atuações do meia-atacante Talles Magno pela seleção brasileira sub-17, no torneio conquistado nesta terça-feira, na Inglaterra, começam a encaminhar a saída da jovem estrela do Vasco.

O jogador que ajeitou o time de Vanderlei Luxemburgo está sendo observado por representantes de clubes europeus e já há, nos bastidores de São Januário, quem dê como certa a saída em junho do próximo ano, quando completará a maioridade.

Os direitos econômicos de Talles Magno estão fixados em 30 milhões de euros (R$ 135 milhões).

O tema é assunto proibido em São Januário, onde a diretoria do Vasco trabalha com dificuldades para viabilizar recursos financeiros.

Mas é voz corrente entre conselheiros a informação de que o agente Carlos Leite, espécie de “iminência parda” do futebol vascaíno, já encaminhou ao presidente Alexandre Campello sondagens para a compra do camisa 11 da seleção.

Lembrando que o Sporting de Lisboa tem a preferência para levar o jogador, pacto firmado quando da liberação do meia Bruno César para o Vasco.

Talles Magno, lançado por Vanderlei Luxemburgo em jogos do Brasileiro, antes mesmo de completar os 17 anos, tem presença certa na seleção do técnico Guilherme Della Déa, que em outubro disputará o Mundial da categoria, no Brasil. E não será surpresa se, até lá, as negociações já estiveram concluídas.

Com dois meses de salários atrasados, dívidas com credores e um Centro de Treinamento a construir, a venda do jogador, com parte do pagamento adiantado, resolveria o ano do clube.

Carlos Leite, o agente que socorre as finanças do Vasco, ainda não tem a representação do jogador. Até outubro, a carreira de Talles é gerenciada pelo empresário Matheus Braga, da LifePro, empresa que intermediou as vindas de Maxi López, Leandro Castán e Bruno César.

Mas a família já notificou que não renovará o acordo, e a jovem promessa passará a ser representada pela Carlos Leite Sports — empresa que no início de 2019 passou a cuidar da carreira do irmão Kaio Magno, o Somália, de 20 anos.

Nas divisões de base do clube, o atacante não teve o brilho do irmão. E, emprestado ao Ceará, não teve bom aproveitamento. O contrato com o Vasco vai até dezembro.

Carlos Leite é o agente que nos últimos dois anos negociou o zagueiro Luan, os meias Douglas e Matheus Pet, e o atacante Paulinho — todos revelados em São Januário.

E foi também que ajudou o clube na contratação de Vanderlei Luxemburgo.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Marco rubro-negro

Escrevi aqui na coluna do último domingo e repito em nome daqueles que se desligaram do noticiário em nome da folia: o segundo título do Flamengo de Jorge Jesus em 2020 (no intervalo de seis dias) …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Fogo e paixão

Envolvido com suas primeiras oportunidades de conquistas em 2020, o Flamengo já se divide entre presente e futuro. As lesões de Bruno Henrique e Rodrigo Caio trouxeram apreensão, mas o tom ainda é de …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Noite de desafios

Tão importante quanto um bom resultado, o confronto entre Flamengo e Independiente Del Valle, esta noite, nos 2.850 metros da altitude de Quito, no Equador, nos traz a curiosidade de ver como se …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas impressões

Como espetáculo, ficou claro que o confronto entre os dois campeões nacionais de 2019 teria de ter sido jogado no mesmo ano. Porque embora seja uma bela alternativa para a abertura da temporada …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Pedra no sapato

O Flamengo disputa na manhã de hoje, contra o Athletico, em Brasília, o primeiro dos três troféus que tem para erguer nas próximas duas semanas — a saber: a Taça Guanabara, no sábado, e a Recopa …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Paixão e orgulho

Dois jogos num só, no Fla-Flu da semifinal da Taça Guanabara na noite chuvosa da quarta-feira, no Maracanã. O Flamengo venceu o primeiro tempo por 2 a 0, com gols em oito minutos, e um repertório de …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Em busca de outro patamar

Quase 40 dias após o início da temporada de 2020 no futebol brasileiro, apenas um treinador comandou o time mais vezes do que Odair Hellmann — Guto Ferreira já fez oito jogos à frente do Sport, por …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas impressões

Nenhum dos quatro primeiros clássicos do Estadual do Rio serviu para aferir o quanto os times estão prontos para serem cobrados pela qualidade do futebol que produzem. Mas, cá pra nós: alguém …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

O vírus da paixão

O futebol é apaixonante e, justamente por cegar seus adoradores, exige esforço para que se entenda a lógica construída pelos resultados e se aceite as verdades impostas pela massa. Como o caso …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas impressões

É triste ver a mediocridade do futebol praticado pelos clubes cariocas — excetuando-se o Flamengo que, até aqui, tentou ao menos exibir ideias de jogo coletivo mais bem trabalhadas. Tudo bem que …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados