search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Suspeito de estupro é morto por bala perdida após invadir casa em Cariacica

Notícias

Polícia

Suspeito de estupro é morto por bala perdida após invadir casa em Cariacica


 (Foto: Reprodução / TV Tribuna )
(Foto: Reprodução / TV Tribuna )

Um suspeito de estuprar uma mulher em Cariacica, foi morto por disparos de uma arma de fogo. Ele estaria fazendo ameaças e perseguindo a vítima de estupro a alguns meses. De acordo com informações, na noite domingo(13), o suspeito teria invadido a casa e mandado a moradora se despir porque iria estuprá-la.

Segundo informações da Polícia Civil, o fato aconteceu por volta das 22h10, no bairro Tucum, às margens da rodovia José Sete. O homem tentava invadir a casa para roubar, quando foi atingido por um disparo de arma de fogo. A vítima que estava na residência não soube informar sobre a autoria do disparo.

O rapaz, aparentemente com idade entre 25 e 30 anos, chegou a ser socorrido, mas morreu dentro da ambulância. Vizinhos contam que ele andava nos entornos da casa desde a manhã de domingo perguntando as horas, isso despertou estranheza nos moradores.

Uma comerciante alertou a vítima, já que homem teria chegado perguntando se ela tinha dado queixa sobre supostos crimes antigos.

De acordo com informações de um outra moradora da região, o rapaz teria profetizado a própria morte comentando que merecia castigo.

“Ele ainda teve a audácia de comentar que pessoas do nível dele, que tem coragem de violentar mulher, merece ser amarrado queimado. Pessoas que agem como eu merecem de castigo. A pessoa que faz isso com uma mulher deve ser punido”, afirmou.

O homem não foi identificado, mas testemunhas disseram que o primeiro nome dele era Jorge. É tinha uma tatuagem escrito Deusa no braço direito.

A Polícia Civil informou que a ocorrência foi encaminhada à Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Casos anteriores
O primeiro contato do suspeito com a vítima teria acontecido. Há cerca de um ano, a vítima estava em um ponto de ônibus por volta das 5h, quando o homem se aproximou e teria tentado violentá-la. Na época a vítima prestou queixa na polícia.

Após o primeiro contato, o homem descobriu o endereço da mulher e teria invadido a casa da vítima e roubado objetos dela. E antes de fugir a ameaçou. Em seguida, a vítima mudou o horário das atividades diária e de endereço, mas foi encontrada novamente, na noite de domingo(13).


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados