Fabiana Tostes

Fabiana Tostes


Sobre pesquisas e atentado

No parlamento há uma máxima que diz que “todos sabem como começa uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), mas ninguém sabe como termina”. Essa afirmação caberia também quando o assunto é eleição presidencial.

Na pesquisa Ibope divulgada na noite da última quarta-feira, o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) aparece em primeiro lugar, com 22% das intenções de votos. Empatados, em segundo lugar, estão Ciro Gomes (PDT) e Marina Silva (Rede), com 12%. Geraldo Alckmin (PSDB) tem 9% e Haddad (PT), 6%. Esse quadro vinha se desenhando há semanas, com pequenas alterações, mas sem mudanças drásticas.

Porém, como não há um roteiro traçado, tudo pode mudar. Prova disso é Bolsonaro, que vinha se mantendo na liderança desde que o registro de Lula (PT) foi indeferido, e sofreu um atentado ontem.

“Foi um golaço”
O prefeito de Vitória, Luciano Rezende (PPS), diz que a decisão da Câmara de convocar os suplentes, já que três vereadores se licenciaram para a campanha, foi acertada: “Foi um movimento natural. Os três vereadores que se afastaram agiram de forma exemplar. Quem entrou tem condição de se movimentar nesses 30 dias. Foi um golaço”, considerou.

Mudança na equipe
Houve uma mudança na equipe da candidata ao governo Rose de Freitas (Podemos). O marqueteiro Jaime Kislaneky deixou a campanha após prestar os serviços para os quais foi contratado e ajudar na estrutura da candidatura.

Segundo sua assessoria, nada muda, já que a campanha é feita por toda a equipe e de forma coletiva.

Discursando vendado
Durante lançamento de sua campanha a deputado federal, esta semana, o candidato do PSB Felipe Rigoni, que é cego, fez Renato Casagrande (PSB) vendar os olhos para discursar. Além dele, o público também participou da experiência. A ideia foi compartilhar a vivência do candidato.

Shell com mais investimentos
O governador Paulo Hartung (MDB) almoçou com o CEO da Shell Brasil, André Araújo, ontem, na residência oficial da Praia da Costa.

Na pauta, além da conjuntura política e econômica, trataram da ampliação de fornecedores locais, permanência da base da Shell no Estado, a sonda contratada para o Parque das Conchas, e incentivo à pesquisa junto com a Federação das Indústrias (Findes).

Hartung defende 7 de Setembro itinerante
Um dia depois de alguns candidatos ao governo do Estado, como Renato Casagrande (PSB) e Carlos Manato (PSL), se posicionarem a favor do retorno do desfile cívico-militar de 7 de Setembro, Dia da Independência, para Vitória, o governador Paulo Hartung (MDB), por meio de um vídeo, defendeu o modelo itinerante que instituiu. “Nos últimos anos fizemos o 7 de Setembro e tem sido um sucesso”, afirmou. O desfile, este ano, será em Guarapari.

Galeria

Números
Entre os presidenciáveis, Fernando Haddad (PT) é o único que, durante a propaganda eleitoral, faz questão de falar o número do partido. Os demais, apenas mantêm os dígitos no canto da tela.
Propaganda

Já entre os pleiteantes ao governo do Espírito Santo, alguns também não destacaram os números nas suas falas, o que foi notado por eleitores. Vale ressaltar que a maioria dos candidatos trocou ou ingressou em seus partidos recentemente.

Apoio
Assim como fez para André Garcia, o governador Paulo Hartung (MDB) gravou vídeo de apoio à candidatura de Maurinho Rossoni (PV).

Esfaqueado
Na eleição municipal de 2016, candidatos foram alvo de crimes e ataques em, pelo menos, 12 estados. Na lista está Minas Gerais, onde, ontem, o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) foi esfaqueado em caminhada.