Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Serra será o salvador do futebol capixaba?
Papo do Dias
Flávio Dias

Flávio Dias


Serra será o salvador do futebol capixaba?

18 de março de 1994. Estádio Engenheiro Araripe, em Cariacica. Eu estava no estádio e vi o chute de Arildo Borges, aos 43 minutos do segundo tempo, vencer o goleiro Rodrigo Cruz e empatar o jogo para o Linhares (Esporte Clube, já extinto) diante do Fluminense de Branco, “Monsieur” Luiz Henrique e Super Ézio. O 1 a 1 classificou o time capixaba para a segunda fase da Copa do Brasil.

Aquele Linhares foi até as semifinais, eliminando São José/AP, Comercial/MS nas duas fases seguintes, e parando no Ceará, que acabou vice-campeão (o Grêmio levantou a taça).

Jogadores do Serra comemoram a classificação histórica (Foto: Rafael Chaves/Serra F.C.)
Jogadores do Serra comemoram a classificação histórica (Foto: Rafael Chaves/Serra F.C.)
13 de fevereiro de 2019. Demorou 25 anos, mas finalmente um time capixaba volta à segunda fase da Copa do Brasil. E agora pelos pés do Serra. Com gol de Rael aos cinco minutos do segundo tempo, o tricolor serrano venceu o Remo por 1 a 0 e se classificou para enfrentar o Vasco na segunda fase.

A Copa do Brasil mudou. Em 1994, tinha 32 times. Hoje, são 91! A premiação aumentou exponencialmente. O Serra, por exemplo, levou R$ 525 mil de cota pela primeira fase e, com a classificação histórica diante do Remo, já garantiu mais R$ 625 mil da cota da segunda fase. São R$ 1,250 milhão para entrar no orçamento do clube!

Histórico! Emocionante! Gigante! Espetacular! Todos os adjetivos servem para dimensionar a façanha do Serra no Robertão. Parabéns!!!

***

Que venha o Vasco!

Verdade que o cruzamento não ajudou, colocando já o Vasco no caminho do Serra. Mas o regulamento da Copa do Brasil adotado desde o ano passado permite a possibilidade de surpresas nas duas primeiras fases. E acho até que há mais chances delas acontecerem na segunda fase.

Torcida faz a festa no Robertão (Foto: Rafael Chaves/Serra F.C.)
Torcida faz a festa no Robertão (Foto: Rafael Chaves/Serra F.C.)
Na primeira fase, o jogo único dá vantagem do empate ao time visitante (melhor ranqueado na CBF). Na segunda, também em jogo único, o empate leva para os pênaltis. Assim, o Vasco também precisa sair para o jogo contra o Serra, o que pode abrir espaço para encaixar bons contra-ataques.

Fica uma dúvida: jogar no Kleber Andrade, pensando num público e renda maiores? Ou no Robertão, pensando na questão técnica?

***

Série C mais perto

É claro que todo mundo no Serra foi dormir ontem e acordou hoje pensando na Copa do Brasil. Mas lembro que o time tem uma outra missão, até mais importante: tirar o futebol capixaba da Série D do Brasileiro.

Com as cotas das duas primeiras fases da Copa do Brasil, o Serra vai ter um orçamento que, acredito, time algum do Estado já teve desde que estamos no fundo do poço. Mais precisamente, desde 2009, ano da criação da Série D.

Um bom planejamento, com boas contratações, pode nos levar para a tão sonhada Série C. E, chegando lá, é daí para cima, sem dúvidas.

Passou da hora de um time capixaba subir e puxar os demais. Por que não o Serra? Afinal, quebrar tabu é com ele mesmo!
 


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados