X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Crianças de 3 e 4 anos começam a ser vacinadas com Coronavac em Viana

Vacinação faz parte do projeto "Curumim"

Lydia Lourenço | 12/02/2022 15:00 h | Atualizado em 12/02/2022, 16:30

O secretário de saúde Nésio Fernandes anunciou em suas redes sociais neste sábado(12) que crianças e adolescentes  já começaram a ser vacinadas com o imunizante Coronavac, em Viana.  A medida faz parte do Projeto Curumim, que pretende ampliar a vacinação infantil e as opções de vacinas.

De acordo com Fernandes o estudo é aberto para menores de todos os municípios.  Segundo Fernandes, as filhas Anita (4) e Heloísa (10) tomarão a segunda dose da vacina pelo projeto. 

A grande novidade da iniciativa é a vacinação de crianças a partir dos 3 anos de idade que começam a receber a primeira dose da vacina de Coronavac ou Pfizer neste domingo (13) de 08h00 às 15h00, na Policlínica de Viana, no bairro Primavera.  Ao todo serão 150 vagas para o público de 3 a 4 anos. 

O estudo é coordenado  por pesquisadores do Hospital Universitário Cassiano Antônio Moraes (HUCAM-UFES/EBSERH), com apoio da Fiocruz/Instituto René Rachou e do Butantan. Podem se vacinar por meio do projeto crianças e adolescentes entre 3 e 17 anos, moradores do Espírito Santo,  com a autorização de seus pais e responsáveis.  Durante a pesquisa os participantes receberão acompanhamento por especialistas e com exames, afim de  verificar a eficácia da vacina Coronavac, neste público, podendo ser incorporada como opção no calendário de vacina em crianças, no Brasil.

No total  1.280 crianças e adolescentes participarão do projeto que trará a pesquisadores dados sobre eficácia, produção de anticorpos e células de defesa do grupo. Para se inscrever e saber mais informações sobre o estudo acesse: www.curumim.es.gov.br.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS