Música

São Paulo, a "Babel" cultural brasileira revela mais um de seus talentos: Jota.pê


 (Foto: )
(Foto: )

Jota.pê liberou o single Errata Perfeita. Com letra de Camila Brasil, a faixa foi produzida por Lucas Mayer.

Entre os músicos convidados, a talentosa Anna Tréa (guitarra e voz), Marcelo Mariano (baixo), Kabé Pinheiro (bateria/percussão), e Silvinho Erne (teclado).

Disponível em todas as plataformas digitais, Errata Perfeita foi mixada e masterizada por Rodrigo Deltoro. Crica Monteiro assina a identidade visual.

Um bate-bola

O que está rolando de mais interessante na música hoje, na sua opinião?
Jota.pê – Diversidade. Acho lindo o momento da cena atual, onde muitos artistas com verdades musicais diferentes podem conseguir seu espaço, conquistar um público no país inteiro e até no mundo.

É muito especial poder olhar pro lado e ver grandes amigos conquistando cada vez mais notoriedade, conhecer cada vez mais trabalhos incríveis de novos artistas. Com certeza a diversidade, as possibilidades e a pluralidade sonora no cenário musical que existem hoje são as coisas que mais me deixam feliz.

Existe algo na sua música que seja típico de seu lugar de origem?
Jota.pê – Eu sou de São Paulo e acredito que aqui pessoas e culturas diferentes se misturam bastante. Acho que o meu som tem muito disso, influências de rock, forró e outras coisas que formam uma sonoridade que eu digo ser MPB, mas, na real, nem sei classificar… hahahaha! Talvez não precise também, eu acho. São Paulo não é uma coisa só, então acho que se encaixa.

Quais são suas maiores influências?
Jota.pê – Djavan, Lenine, Gilberto Gil e Caetano Veloso, além de amigos próximos que me influenciam muito, como Bia Ferreira, Nina Oliveira, Anna Tréa e Camila Brasil

Quais são seus valores essenciais?
Jota.pê – Na música, meu objetivo maior é sempre fazer com que quem escute meu som se sinta melhor de alguma forma após me ouvir. Ser fôlego, sabe? Ser combustível de coisas boas. Na vida, acho que ser o mais correto e verdadeiro possível, mesmo que às vezes a gente erre, que nunca seja de propósito e que a gente sempre tente consertar

Qual é o conceito do EP “Garoa” e em que momento apareceu?
Jota.pê – O conceito surgiu após eu assistir um documentário chamado Human, feito por Yann Arthus Bertrand. A música que dá nome ao EP nasceu de uma das entrevistas presentes nesse documentário, assisti a entrevista da Lindalva e descobri que tinha que escrever sobre isso.

O jeito simples que ela vê a vida, não negando as dificuldades e também não as lamentando, entendendo que aquilo é parte do caminho e ficando feliz pelas conquistas. Resolvi trazer isso para o EP de várias formas, decidi que todas as músicas, mesmo que falassem de coisas densas, teriam um certo balanço, para que nada ficasse pesado demais e expandi os temas em músicas que tratam de entender ciclos da vida, valorizar conquistas e perdas, amar e cuidar. Por aí vai…