search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Saiu menor do que entrou
Painel da Folha de São Paulo

Saiu menor do que entrou

A briga interna do PSL fragilizou a imagem do Presidente e de seus aliados no Congresso. O fato de Jair Bolsonaro ter entrado em campo para fazer do filho Eduardo líder da sigla na Câmara e ter perdido a primeira batalha foi visto como erro crasso.

“Se ele entra, tem que entrar para matar”, explica um dirigente da centro-direita. Já a sequência de gravações ocultas maculou a agremiação toda, classificada como um aglomerado de “gente inconfiável, sem palavra, sem ética nem lealdade”.

Entre mortos...
Dois dos nomes mais proeminentes do PSL na Câmara foram afetados pelo tiroteio interno. Joice Hasselmann (SP), que perdeu a liderança do governo no Congresso, terá que “experimentar pela primeira vez a planície”, nas palavras de um colega, sem cargos de assessoria e regalias que tinha no posto.

...E feridos
Já o presidente da Comissão de Constituição e Justiça, Felipe Francischini (PR), que agia para se projetar para o Planalto como uma opção para o comando da Casa, foi gravado falando mal de Jair Bolsonaro e rapidamente classificado como agente duplo.

Retorno triunfal
A queda de Joice e a consequente ascensão do senador Eduardo Gomes (MDB-TO) ao posto de líder do governo no Congresso é o marco de uma era de maior dependência de Bolsonaro do partido que foi o fiel da balança para FHC, Lula e Dilma.

Retorno triunfal II
Melhor: dependência do MDB do Senado, ala que congrega as figuras mais experientes da sigla, como Renan Calheiros (AL), Eduardo Braga (AM) e Jader Barbalho (PA). O líder do governo no Senado já é do partido, Fernando Bezerra (MDB-PE).

Você manda
Assim que assumiu, Gomes telefonou para líderes da Câmara. Disse que, apesar de ser senador, “tem cabeça de deputado”. O ministro Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) também comunicou dirigentes do Centrão. Resposta: “Líder de governo quem escolhe é o Planalto. A gente não opina”.

A bola é sua
O presidente do MDB, Baleia Rossi, fez questão de deixar claro que, apesar de “ter orgulho dos quadros que o partido tem e de seguir apoiando a agenda do governo”, a direção da sigla não tem ingerência nem responsabilidade pela escolha de Gomes – e segue independente.

Fresta
Das grandes legendas, a que menos resiste a receber Bolsonaro e seu grupo é o Republicanos.

Última que morre
Mesmo céticos, aliados do presidente do PSL, Luciano Bivar (PE), propuseram entregar a Bolsonaro 50% dos postos da direção da legenda. Antes de a crise explodir, o clã do Planalto reivindicou a secretaria-geral e a tesouraria da sigla.

Nem vem
A chance de a oferta surtir efeito é mínima. “Que haja a cisão e a atual gestão facilite a saída do bloco (bolsonarista), em vez de dificultar, retaliar e criar inimizades”, diz Luiz Philippe de Orleans e Bragança.

Alma lavada
O ex-presidente Michel Temer celebrou a absolvição sumária da acusação de obstrução de Justiça gerada pela gravação de Joesley Batista, mas indicou que a história ainda não acabou. “Essa irresponsabilidade quase paralisou o País. Não podem ficar impunes”, disse.

Alma lavada II
“Desde o primeiro instante (eu disse) que a frase criada pelo pgr (ele não merece a maiúscula) era falsa; que o diálogo era monossilábico; que neste e nos feitos desdobrados só havia ilações, nenhuma prova”, escreveu o ex-presidente ao Painel.

Penca
A reforma tributária da Câmara recebeu mais de 190 sugestões de emenda. Só o PT apresentou 11. Uma delas sugere taxar lucros e dividendos.

Selva
Acaba na próxima semana a GLO (Garantia da Lei e da Ordem) criada para combater queimadas na Amazônia.

Tiroteio
“Estranho quem jurou a Constituição tentar de novo tutelar o STF e impedir julgamento de questão que faz valer a Carta”. Do deputado Paulo Pimenta, líder do PT, sobre texto publicado pelo general Villas Bôas às vésperas de decisão sobre a segunda instância.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Devidamente avisado

Auxiliares de Jair Bolsonaro foram informados por volta das 6h de ontem de que partidários de Juan Guaidó haviam invadido a Embaixada da Venezuela. Ao Planalto, a notícia chegou por María Teresa …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Vinde a mim

Do nome ao manifesto, a identidade do novo partido de Jair Bolsonaro foi concebida para mesclar temas do militarismo com os de religião, num aceno ao que o Presidente vê como bases prioritárias. …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Caminho do meio

Partidos de centro e de esquerda articulam apoio a uma proposta alternativa à que quer reabilitar a autorização para prisão em segunda instância. A tese que tem ganhado mais adeptos é a indicada …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Distância regulamentar

Integrantes do governo pretendem criar uma espécie de quarentena para servidores públicos que queiram se candidatar a cargos políticos. Pela proposta, ocupantes de carreiras de Estado terão de …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Aqui me tens de regresso

"Deu certo". Foi assim que um agente da Polícia Federal anunciou a Lula e aos que aguardavam com ele, na carceragem, a decisão sobre o pedido de soltura. O ex-presidente não chorou, mas, …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

O retorno

Às vésperas da decisão do STF que revogou a autorização para prisão em segunda instância, líderes de partidos de centro e centro-direita começaram a cotejar o impacto da saída do ex-presidente Lula …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Plano de fuga

Operadores que conhecem o mercado de petróleo perceberam, na semana passada, que havia risco de o aguardado megaleilão do pré-sal não suprir as expectativas despertadas pelo governo. Executivos …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Força das circunstâncias

O conflito de versões da Polícia Civil e do Ministério Público do Rio sobre a obtenção da planilha que vinculou o nome de Jair Bolsonaro a suspeito do assassinato de Marielle Franco renovou a …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Pau que dá em Chico

Com o partido em pé de guerra, integrantes do PSL passaram a defender a quebra do sigilo do cartão corporativo de Jair Bolsonaro. Deputados argumentam que falta isonomia ao Presidente, que …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Certo pelo duvidoso?

Atos e discursos autoritários feitos pelos Bolsonaros na última semana reavivaram discussões sobre alterar a Constituição para permitir a reeleição do atual comando do Congresso: Rodrigo Maia …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados