search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Rose de Freitas deixa o Senado para tratar doença grave

Notícias

Política

Rose de Freitas deixa o Senado para tratar doença grave


A senadora Rose de Freitas (Podemos-ES) anunciou em Plenário nesta terça-feira (12) que vai se licenciar do cargo pelo período de quatro meses para tratamento médico.

Em seu lugar assumirá seu primeiro suplente, Luiz Osvaldo Pastore (MDB). As informações são da Agência Senado. 

A senadora informou que há dois anos enfrenta dificuldades de locomoção e nos últimos dias, após uma sequência de exames, descobriu estar acometida por uma infeção bacteriana, chamada riquétsia, causada pela picada de um carrapato.

A senadora Rose de Freitas (Podemos-ES) anunciou em Plenário nesta terça-feira (12) que vai se licenciar do cargo pelo período de quatro meses para tratamento médico. (Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado )
A senadora Rose de Freitas (Podemos-ES) anunciou em Plenário nesta terça-feira (12) que vai se licenciar do cargo pelo período de quatro meses para tratamento médico. (Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado )

"Tenho lutado muito pela minha saúde. Não tem sido fácil. Queria dizer que preciso sair", disse Rose

Ela lamentou o baixo investimento do país em pesquisa científica, razão pela qual há poucos infectologistas em atuação no Brasil.

Veja o vídeo

Em atuação no Congresso há 38 anos, a senadora, que foi deputada constituinte e tem um mandato voltado para os direitos das mulheres, explicou que após apelos de familiares e colegas do Senado, como os senadores Tasso Jereissati (PSDB-CE) e Eduardo Braga (MDB-AM), decidiu pelo afastamento e se dedicar a sua saúde.

Rose de Freitas agradeceu aos senadores e ao presidente da Casa, Davi Alcolumbre, pela contribuição no desempenho da sua atividade parlamentar e os apresentou seu suplente, presente à ocasião.

"Mas eu estou indo com muita determinação de voltar aqui andando com liberdade, pensando sem me assustar, e não tendo a sofreguidão que estou tendo agora. Portanto, eu queria, Pastore, entregar o desempenho dessa tarefa nas suas mãos, ao lado desses companheiros valorosos e agradecer do fundo do meu coração por tudo, pela generosidade, pela paciência", agradeceu Rose de Freitas, cumprimentada por vários senadores.

Luiz Pastore é filiado ao MDB de Vila Velha, no Espírito Santo, desde 1986. Ele é empresário do setor de importação e transformação de cobre e alumínio, já foi suplente do ex-senador Gerson Camata (1941-2018) e chegou a assumir o Senado entre 2002 e 2003.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados