Notícias

Notícias

Rio de Janeiro fecha o ano com um policial morto a cada três dias


O sargento reformado da Polícia Militar do Rio Renato Fagundes de Almeida, 47, foi morto a tiros na tarde deste sábado (30), em São Gonçalo, região metropolitana do Rio. Ele foi o 134º PM morto no Estado em 2017. Foi baleado ao reagir a um assalto enquanto estava indo à padaria no bairro Monjolos.
De acordo com a Polícia Militar, Almeida chegou a ser encaminhado ao Hospital Alberto Torres, mas não resistiu.

Entre os 134 PMs mortos no Rio este ano, a maior parte das vítimas estava fora de serviço, como Almeida. Em geral, foram baleados enquanto reagiam a assaltos. Pela média do ano, um policial foi morto a cada três dias.

Nesta estatística, contudo, há também de suspeitas de execuções de policiais envolvidos com o crime organizado.

Com salários atrasados e falta de dinheiro para manutenção de viaturas e equipamentos para a polícia, o Rio tem sofrido com o crescimento dos índices de violência.

A crise também enfraqueceu o projeto das UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora), que estão passando por modificações, abrindo espaço para novas guerras entre facções de bandidos.

O Estado atingiu a marca de 100 policiais mortos em agosto deste ano. Nos últimos quatro meses, outros 34 policiais foram assassinados.

 

Agência Folhapress