Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Relatora vota pela cassação do mandato do prefeito de São Mateus

Notícias

Política

Relatora vota pela cassação do mandato do prefeito de São Mateus


Se Daniel da Açaí for cassado, município deve ter nova eleição. (Foto: Reprodução/Facebook)
Se Daniel da Açaí for cassado, município deve ter nova eleição. (Foto: Reprodução/Facebook)

A presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e relatora do processo, ministra Rosa Weber, votou, nesta terça-feira (8) pela cassação do mandato do prefeito de São Mateus, Daniel Santana Barbosa (PSDB), o Daniel da Açaí, por abuso de poder econômico no pleito de 2016. Se ele for cassado, como consequência o município deve passar por nova eleição.

Em seguida, o ministro Edson Fachin pediu vista dos autos e suspendeu o julgamento. A continuidade dos votos depende da liberação do processo pelo ministro, que não tem prazo para analisar a matéria.

No voto, Rosa Weber destacou que “o candidato não consistia de mero beneficiário do ato de outrem, mas responsável direto pela conduta de distribuição de água à população de São Mateus por meio da empresa. O responsável pela prática do ilícito é o próprio candidato”.

A ministra, em seu parecer, disse ainda que a configuração de abuso de poder independe da circunstância de o ilícito ter sido praticado dentro ou fora do período eleitoral. Rosa Weber pontuou também que a atividade de distribuição de água – utilizando caminhões pipa adesivados com o nome da empresa “Açaí Água Mineral” – teria ocorrido no município entre setembro de 2015 e setembro de 2016, “e só foi interrompida por decisão liminar da Justiça Eleitoral”.

“A circunstância de não ter havido pedido de votos e nem distribuição de "santinhos" não afasta a configuração do abuso do poder, porque ainda que desvinculada a entrega da água ao voto, esta forma de proceder exerce forte apelo, principalmente às camadas mais carentes da população”, completou a relatora.

Pelo Ministério Público Eleitoral, o vice-procurador-geral eleitoral Humberto Jacques de Medeiros se manifestou destacando que a autoridade eleitoral local mandou, à época do pleito, cessar a prática da distribuição de água.

“Já houve, simultaneamente à prática, um juízo de sua ilegalidade. Houve o modo de cativar a população com a atitude de distribuição. Os caminhões tinham o nome Açaí, o mesmo nome que o candidato fez constar na sua candidatura. Além disso, em vídeos que circulavam na internet, era evidente a apresentação do candidato como bem-feitor”, disse em seu voto.

O caso

Em 2017, por 4 votos a 2, o Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (TRE-ES) manteve a sentença que julgou procedente a Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) contra Daniel do Açaí, fundamentada na denúncia do Ministério Público Eleitoral de que o político teria distribuído água para moradores da cidade perto do período eleitoral, em meio a uma crise hídrica.

O outro lado

O advogado de defesa de Daniel da Açaí que se manifestou na Corte, Henrique Neves da Silva, sustentou que a distribuição da água se deu por uma ONG, a Liga da Solidariedade, feita desde 2013 para outros municípios e desde 2016 para o município de São Mateus.

“Não se pode dizer que qualquer ação solidária traga abuso ou vantagem. O candidato não acompanhou a distribuição da água, não fez propaganda, mas é um fato da vida dele que ele era sócio minoritário de uma empresa que permitia que fosse captada água naquela localidade. O ato de solidariedade por si só não é abuso”, disse.

Antes de analisar a matéria, a ministra Rosa Weber destacou o recebimento pelo TSE de uma manifestação de 45 associações da sociedade civil de São Mateus, com cerca de 10 mil assinaturas, a favor de Daniel da Açaí.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados