search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Quase 80% são a favor de prisão em 2ª instância
Cláudio Humberto
Cláudio Humberto

Cláudio Humberto


Quase 80% são a favor de prisão em 2ª instância

O Supremo Tribunal Federal (STF) pode concluir hoje o julgamento da possibilidade da execução de prisão após a condenação em segunda instância.

O julgamento está 4 a 3 a favor da prisão, mas o placar final ainda é dúvida. O mais recente levantamento nacional do Paraná Pesquisa mostrou que 79,4% dos brasileiros defendem que o Congresso aprove lei tornando praxe prisão após a segunda instância.

Enquete: 97% a favor
Enquete do site Diário do Poder revela a opinião acachapante de 3.450 leitores: 97% deles defendem a prisão após segunda instância.

Minoria contra
Segundo o Paraná Pesquisa, apenas 14,1% são contra a execução da prisão após segunda instância. Outros 6,5% disseram não saber.

Retrocesso vexatório
Além do retrocesso, a mudança de regra cria insegurança jurídica, com o STF invertendo sua própria decisão adotada há apenas três anos.

Incoerência no STF
O STF deve alegar “presunção de inocência” para corruptos da Lava a Jato, por exemplo, e ignorá-la para condenados em Tribunal do Júri.

Aneel escolheu pior opção contra energia solar
Agência reguladora de energia, a Aneel tinha seis alternativas para mudar as regras para quem investiu ou pretende investir em geração de energia fotovoltaica (solar), mas escolheu a mais devastadora e desestimulante. Até as poderosas distribuidoras de energia ficaram surpresas, até ironizam a “entrega” da Aneel à causa contra “geração distribuída (GD)”, como os técnicos chamam geração de energia solar.

Seis facadas
Esta coluna teve acesso às seis opções do agrado das distribuidoras. A “alterativa zero” era manter tudo como está. Foi logo descartada.

Quanto pior, melhor
As alternativas de 1 a 4 previam variadas punições para quem, estimulado, investiu. Mas a opção da Aneel pela 5, claro, a mais dura.

Sem golpe
Diretor da Aneel, Rodrigo Limp diz que não há golpe, há debate. E garante que investir em energia solar continuará sendo vantajoso.

Aneel repudiada
Mais de dois terços dos deputados da Câmara Legislativa do Distrito Federal, ou 18 dos 24 distritais, aprovaram a moção de repúdio à proposta da Aneel de mudar as regras para geração de energia solar.

Imagem são mil palavras
Se for um indicativo a expressão do presidente do Supremo, ministro Dias Toffoli, na foto com senadores favoráveis à prisão após a segunda instância, o petista Lula estará solto antes do fim de semana.

Assim é se lhe parece
Prestimosas “agências verificadoras de fake news”, de orientação nitidamente ideologizada, não acharam nada demais a notícia falsa sobre o porteiro mentiroso do condomínio de Bolsonaro.

Enquete pela culatra
O senador petista Humberto Costa (PE) perguntou em enquete no seu Twitter se “o nordestino concorda” com a afirmação do presidente Bolsonaro de que seu governo é um dos mais democráticos dos últimos anos. O sim venceu com 83% dos quase 86 mil votos.

Amazônia desconectada
Auditoria do Tribunal de Contas da União não vê chances de o Programa Amazônia Conectada cumprir seus objetivos: dos 7,8 mil quilômetros de fibra óptica previstos em 2015, só 850 foram instalados.

Solidariedade conservadora
A edição brasileira do tradicional congresso conservador do partido Republicano, segunda fora dos Estados Unidos, arrecadou 282 kg de alimentos. Tudo foi doado à Instituição Beneficente Israelita Ten Yad.

Rindo à toa
Circulou em Brasília o ex-bilionário Eike Batista, agora lutando para ficar solto. Sua alegria no restaurante Oscar, do hotel Brasília Palace, terça, era como quando lia seu nome na lista dos mais ricos do mundo.

Black Friday à brasileira
Cliente das Casas Bahia tenta receber o dinheiro de volta após uma compra no site da empresa sem receber o produto. A empresa deu prazo de três dias para resolver o problema, mas já se passaram 15.

Pensando bem...
...se o Congresso cassasse parlamentares pelas besteiras que dizem, não sobraria ninguém.

Poder sem pudor

Sentença de morte
Papel em branco aceita tudo. Em Vajota (CE), o candidato a prefeito Gentil Pires (PSB) convenceu um adversário a ser vice prometendo renunciar em dois anos. E entregou a ele um papel em branco com sua assinatura.

Eleito, Gentil não cumpriu o trato. E a vingança foi cruel: a Câmara Municipal recebeu uma carta-renúncia, onde ele confessava bater na mulher, beber muito e não se sentir “em condições morais” para o cargo. Destituído, reconheceu sua assinatura, mas não a carta.

Moral da história: assinar em branco hoje é a sentença de morte amanhã.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Cláudio Humberto

Decisão de Noronha foi “tecnicamente perfeita”

Foi tecnicamente perfeita a decisão do ministro João Otávio de Noronha, presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ao conceder prisão domiciliar de Fabrício Queiroz, ontem, segundo especialist…


Exclusivo
Cláudio Humberto

Pernambuco e SP lideram lista de corrupção na pandemia

Os estados de Pernambuco e São Paulo lideram o ranking de denúncias de corrupção envolvendo gastos e despesas para ações contra a Covid-19. De acordo com o Instituto Não Aceito Corrupção (Inac), …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Wi-fi no avião presidencial custará R$ 2,3 milhões

O presidente da República, Jair Bolsonaro, que é “fissurado” em redes sociais, será o principal usuário dos serviços de In-Flight Connectivity (IFC) ao custo de R$ 2,3 milhões anuais para garantir …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Bolsonaro faz o que pregava: toma cloroquina

Diante dos primeiros sinais de que poderia ter contraído coronavírus, ontem, o presidente Jair Bolsonaro passou a tomar imediatamente o remédio cloroquina, como sempre defendeu. Ele iniciou a …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Aneel usa Covid e o dólar para ajudar “parceiras”

A crise se agrava, mas a agência “reguladora” de energia elétrica Aneel continua agindo como parceira de empresas e distribuidoras, em vez de regular em benefício do consumidor que a sustenta. …


Exclusivo
Cláudio Humberto

“Jair do B” reduz a fervura e até isola olavistas

É mais importante do que parece a mudança de Jair Bolsonaro, evitando crises ou fazer declarações ásperas “na grade”. Seus posts nas redes sociais ganharam redator profissional e textos sóbrios. Pode …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Exame da “ficha” adiou anúncio de ministro para segunda

O presidente Jair Bolsonaro convidou Renato Feder por telefone, ontem, para assumir o Ministério da Educação. O convite foi aceito. Mas ele foi avisado de que seu nome passaria por “pente-fino”, como …


Exclusivo
Cláudio Humberto

STF mantém “espada de Dâmocles” sobre Bolsonaro

Se Jair Bolsonaro mudou seu comportamento beligerante, trocando seu “presidencialismo de colisão” pelo estilo “paz e amor”, ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), que se revezavam nos insultos …


Exclusivo
Cláudio Humberto

ANP adia venda direta para atender atravessadores

O presidente Jair Bolsonaro até comemorou, com um post, a publicação da resolução do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), ontem, autorizando a venda direta de etanol aos postos, sem …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Argentino que “detonou” Decotelli homenageou Lula

Em 21 de maio, um mês antes de o ex-ministro da Educação Carlos Decotelli ter sido desmoralizado com sua afirmação de que ele não concluiu curso de doutorado na instituição, o reitor da Universidade …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados