search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Profissão de personal organizer está crescendo a cada dia
Claudia Matarazzo
Claudia Matarazzo

Claudia Matarazzo


Profissão de personal organizer está crescendo a cada dia

A profissão de personal organizer ou consultor de organização existe há poucos anos no Brasil – nos Estados Unidos, há 30 anos – e está crescendo a cada dia. Isto acontece porque, com muitos compromissos, as pessoas precisam de profissionais que as auxiliem através da organização e, assim, facilitem seu dia a dia, seja em ambiente residencial ou corporativo.

A diferença desta profissão está em levar soluções, usando lógicas de organização – “cada coisa no seu lugar”. Assim como determinamos a função de cada ambiente, nossos objetos também devem ter seu próprio local (casinha), aquela típica regra: retirou do lugar, retorna a ele; usou, guardou.

Determinar o espaço a ser ocupado de forma a melhorar a rotina, facilitando, levando praticidade, protegendo pertences (guardar de forma correta) leva à economia.

Tudo organizado evita gastos desnecessários, em especial, no que se refere à alimentação.

Nunca mais a pessoa vai adquirir um produto e descobrir que já tinha em casa, mas tem data vencida (desperdício).

O que não é visualizado não é usado. A organização faz com que tudo seja visualizado.

Devemos deixar claro que somos profissionais capacitadas, realizamos diversos cursos específicos, como organização residencial, corporativa, dobras de roupas e temos conhecimento de produtos que existem no mercado.

Diante da grande procura, as empresas estão desenvolvendo modelos específicos que nos auxiliam na hora de atender aos clientes que, cada dia mais, procuram nossos serviços, sempre nos atualizando de acordo com a necessidade do mercado.

A partir do momento em que o ambiente é organizado, orientamos para conservá-lo. Mudanças de hábitos se fazem necessárias. Basta querer, pois transformação externa provoca mudança interna de cada indivíduo, o que torna extremamente gratificante quando recebemos o feedback de cada cliente, como “você transformou minha vida”.

Somos transformadoras de vida, com muito orgulho, muito amor envolvido. Cada cliente é especial, e tudo é organizado de acordo com perfil dele, respeitando seu modo de vida.

Só aprimoramos para que sua vida seja muito mais leve e tenha mais tempo para curtir, e nunca mais dizer: “Cadê aquela blusa e aquela camisa?”, “Onde está o documento?”, “Onde está a chave, onde está...”. Cuidamos de seu templo sagrado como se fosse o nosso.

Os efeitos de uma organização profissional vão bastante além do simples embelezamento e da praticidade, através da setorização.

Determinando um lugar para cada objeto, ganhamos tempo e evitamos transtornos na correria do dia a dia. Por conseguinte, quando vivemos em harmonia com o exterior, aos poucos, conseguimos harmonizar nosso interior.

Aqui, dicas simples mas que fazem muita diferença, se aplicadas ao dia a dia:

Quarto organizado: Nosso dia começa e termina no quarto, local de descanso de corpo e mente, onde recuperamos nossas energias e elaboramos sonhos. Mantê-lo organizado faz toda a diferença!

Sem poluição visual, sem pertences pelo chão e sem gavetas transbordando de roupas, o corpo relaxa e a atividade cerebral diminui, fazendo, assim, que mente e corpo se recuperem do desgaste do dia.

Luz tênue e cores claras proporcionam verdadeiro convite ao descanso, ajudando a evitar o envelhecimento! Você sabia disso?! Habitue-se a arrumar sua cama após levantar. Isso lhe tomará somente alguns minutos e fará toda diferença na sua organização.

Padronização de cabides: Há diversos tamanhos, cores e texturas à venda no mercado – é muito importante para obtenção de um visual elegante e organizado. Cada peça deve ser pendurada individualmente; roupas de elastano devem ser dobradas. Seguindo essas dicas, saberá sempre onde encontrar o que procura.
 

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Claudia Matarazzo

No Natal, desapegue, presenteie e agrade a quem você ama

Já começou o estresse do Natal. Estresse sim! Na TV só se fala em o que fazer com o décimo terceiro, reportagens sobre os presentes que se vai comprar, etc. E quem não tem salário? Nem o primeiro nem …


Exclusivo
Claudia Matarazzo

Bons hábitos em extinção

Boas maneiras não crescem em árvores. E precisam ser aprendidas, de preferência na infância. Com o tempo, muita coisa se perde e hoje, com a pressa permeando todo o nosso comportamento, muitas …


Exclusivo
Claudia Matarazzo

Dicas para a entrevista de emprego

O conhecimento e a experiência têm, sim, um papel muito importante em qualquer entrevista de emprego. Mas, dos aspectos mais óbvios, há outros, não muito comuns, que podem influenciar o resultado. …


Exclusivo
Claudia Matarazzo

Como pedir desculpas

Final de ano é uma época de confraternização: de encontros, reencontros e, para muita gente, de acertos de mal-entendidos quando as pessoas pedem perdão e perdoam ofensas recebidas. Ou não. Sim, …


Exclusivo
Claudia Matarazzo

Lidando com gente esnobe

Gente esnobe existe desde sempre e está por toda parte: em centros urbanos, subúrbios, no trabalho e na escola. Nos anos 1960, chamavam-se esnobes. Hoje, são simplesmente gente metida. Na …


Exclusivo
Claudia Matarazzo

Como definir seu espaço pessoal

Você já se sentiu desconfortável quando alguém está perto demais? Algumas pessoas parecem não entender que colocar o rosto a centímetros do seu durante uma conversa pode fazer você se contorcer – e …


Exclusivo
Claudia Matarazzo

É melhor falar no próprio idioma

Não é de hoje que afirmo nosso complexo colonial: sempre valorizamos demais o que vem de fora sem questionar. Menosprezamos nossa identidade gastronômica, artesanal e cultural sem pensar muito, quase …


Exclusivo
Claudia Matarazzo

Como lidar com a humilhação pública

Não deveria acontecer, mas muita gente enfrenta a vergonha e até bullying em público uma vez ou outra – e hoje, com os ânimos acirrados, isso vem sendo muito mais frequente. O que fazer quando …


Exclusivo
Claudia Matarazzo

Como mudar um assunto, gentilmente

Estamos vivendo tempos em que todos se acham no direito de não apenas discordar agressivamente, como também falar sobre assuntos desagradáveis e/ou constrangedores em nome da “transparência” ou da …


Exclusivo
Claudia Matarazzo

O que não dizer no trabalho

Por mais que seus colegas de trabalho e supervisor possam parecer uma família, eles não são. De fato, compartilhar muita informação no ambiente de trabalho pode ser um “tiro no pé” na sua carreira. …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados