Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

'Primeiro filme que me fez chorar', diz Beyoncé sobre participação em 'O Rei Leão'

Entretenimento

Famosos

'Primeiro filme que me fez chorar', diz Beyoncé sobre participação em 'O Rei Leão'


Beyoncé canta novo sucesso de Rei Leão (Foto: Reprodução/Instagram)
Beyoncé canta novo sucesso de Rei Leão (Foto: Reprodução/Instagram)
Beyoncé, 37, está dos pés à cabeça envolvida na nova versão de "O Rei Leão", que chega aos cinemas nesta quinta-feira (18). E a diva ainda não acredita nisso.

Em uma entrevista exclusiva ao programa de TV americano Good Morning America, ela falou sobre a emoção de poder ver o filme ao lado dos filhos.

"Minha família é minha maior prioridade. Ainda estou um pouco em choque por fazer parte desse filme, afinal, eu cresci o amando. É muita nostalgia para mim. Foi o primeiro filme da Disney que me fez chorar..."

Além de dublar Nala, uma das personagens do filme, Beyónce fez parte da produção e da gravação da trilha original da animação. A cantora ainda foi além, produzindo um outro álbum paralelo.

"The Lion King: The Gift", que será lançado nesta sexta-feira (19), terá músicas inéditas cantadas por Jay-Z, Kendrick Lamar, Pharrell Williams, Salatiel, Childish Gambino (Donald Glover), Wiz Kid e até Blue Ivy, a filha de 7 anos da cantora.

"Essa trilha sonora é uma carta de amor para a África. Quis ter a certeza de que encontramos os melhores talentos dali e não apenas usar uns sons, fazendo a minha interpretação deles. Nós meio que criamos o nosso próprio gênero", afirmou a cantora, durante a entrevista.

Beyoncé ainda falou sobre a importância de o diretor Jon Favreau dar um olhar feminista à animação.

"Foi importante para o diretor que minha personagem e todas as mulheres fossem heroínas nesse filme. Ele pôs Nala bem ao lado de Simba durante a grande luta. Eu penso que isso foi muito interessante e real, porque as mulheres são... Nós somos guerreiras!"


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados