search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Prefeitura do Rio estima 6,4 milhões de foliões durante Carnaval
Carnaval 2020

Patrocínio


Prefeitura do Rio estima 6,4 milhões de foliões durante Carnaval

Sabrina Sato desfila no Rio de Janeiro (Foto: AgNews)
Sabrina Sato desfila no Rio de Janeiro (Foto: AgNews)

A Prefeitura do Rio calcula que quase 6,4 milhões foliões aproveitaram os quatro dias de Carnaval na cidade. No período, a prefeitura detectou 162 blocos clandestinos e diz que procura os responsáveis para cobrar multas. A festa segue nesta quarta (26), com mais nove blocos desfilando oficialmente.

Em balanço com dados disponíveis até as 10h desta quarta, a prefeitura diz que a Operação Carnaval foi considerada um sucesso, diante da ausência de registros de incidentes graves. Ainda não há, porém, balanço da área de segurança pública com relação à violência no período.

Pela primeira vez, a prefeitura instalou grades e monitorou o acesso aos chamados megablocos, que desfilaram principalmente no centro da cidade. A decisão foi tomada após tumulto durante o pré-carnaval do Bloco da Favorita, em Copacabana, no dia 12 de janeiro.

"As barreiras de segurança instaladas nos megablocos do Centro funcionaram como o previsto, impedindo a entrada de ambulantes não autorizados, garrafas de vidro e outros objetos proibidos", afirmou a prefeitura. O esquema será mantido para os blocos do próximo fim de semana.

Na terça (25), último dia do feriado, o Fervo da Lud, da cantora Ludmilla, levou cerca de um milhão de foliões ao Centro, de acordo com dados da Riotur. No Aterro do Flamengo, na zona sul, a Orquestra Voadora reuniu cerca de 330 mil pessoas.

Durante os quatro primeiros dias, a Comlurb (Companhia de Limpeza Urbana) recolheu 554,1 toneladas de lixo. Na área do Sambódromo, foram 186,1 toneladas. Segundo a prefeitura, 886 foliões foram multados em R$ 607,54 por urinar na rua desde o período pré-Carnaval.

Os agentes da Guarda Municipal realizaram 13 prisões por suspeita de furto, lesão corporal, tráfico de drogas, desacato, desobediência e injúria racial. A fiscalização do trânsito aplicou 2.714 multas por diversas infrações e recolheu 1.785 veículos estacionados em locais proibidos.

A prefeitura diz que a Secretaria de Eventos acompanhou os 162 blocos que não tinham autorização para desfilar e está levantando dados dos organizadores. As multas, informou, serão proporcionais à quantidade de lixo recolhida.

A ameaça de multa a blocos clandestinos pelo CPF de seus organizadores foi motivo de brincadeiras entre os foliões e gerou o nascimento do bloco CPF do Crivella, que desfilou com o número do documento do prefeito em um estandarte.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados