search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Praia de Camburi receberá 25 mil novas mudas em projeto de recuperação da área de restinga
.

Branded Content

Praia de Camburi receberá 25 mil novas mudas em projeto de recuperação da área de restinga


 (Foto: Leonardo Merçon )
(Foto: Leonardo Merçon )

Um dos mais importantes espaços públicos da cidade de Vitória, a Praia de Camburi passa por um projeto de grande importância ambiental: a recuperação da vegetação de restinga em toda a sua extensão, em uma área total de cerca de 140 mil metros quadrados, que é equivalente a 14 campos de futebol.

O processo de recuperação prevê o plantio de 25 mil novas mudas de plantas nativas, trazendo mais verde e mais vida para a região.

“O trabalho é importante porque a restinga é um ecossistema costeiro que serve de habitat e refúgio para animais silvestres, contribuindo na preservação da biodiversidade. Além disso, tem a função ecológica fundamental de afixar a areia, evitando a erosão de nossas praias”, explica o gerente de Meio Ambiente da Vale, Fernando Di Franco.

Todo o trabalho de recuperação vem sendo realizado pela Vale, como uma das ações de compensação que fazem parte de um Termo de Compromisso Ambiental assinado pela Vale com o Ministério Público Federal, o Ministério Público Estadual e o poder público.

A intervenção, iniciada no mês de agosto, prevê também o cercamento das áreas protegidas e será desenvolvida em duas etapas.

A primeira inclui o trecho entre o Atlântica Parque e a Avenida Adalberto Simão Nader, com previsão de conclusão no primeiro semestre de 2021. Já a segunda etapa será iniciada em 2021 e concluída em julho de 2022, contemplando a área da praia entre a Avenida Adalberto Simão Nader e o Píer de Iemanjá.

Ao longo desse período, a Vale ficará responsável pela manutenção do espaço, que depois será entregue à Prefeitura de Vitória.

“A definição das áreas cercadas e da metodologia de recuperação da vegetação foi feita pela Prefeitura de Vitória. Haverá plantio de espécies rasteiras, arbustos e árvores divididos em 48 setores ao longo da praia. Para delimitar a área desses setores, serão construídos cerca de sete mil metros de cerca, além da manutenção de três mil metros de cercas já existentes”, explica o gerente de Meio Ambiente da Vale, Fernando Di Franco.

Outra ação do Termo de Compromisso Ambiental já iniciada pela empresa é a recuperação do extremo Norte da Praia de Camburi. O trabalho abrange especificamente a faixa de areia que não é banhada pelo mar na região, conforme definido no projeto aprovado pelos órgãos ambientais, onde há sedimentos de minério de ferro oriundos das atividades da empresa no passado.

Na região, também será construído, após o término das obras, o Parque Costeiro, voltado para educação ambiental. O Atlântica Parque, entregue pela Vale em fevereiro de 2019, também é parte do Termo de Compromisso.


Saiba mais

- Você sabe o que é a vegetação de restinga e qual a sua função?
A restinga é um ecossistema costeiro que faz parte da Mata Atlântica. Sua presença colabora para a estabilização da areia da praia, evitando a erosão causada pelo vento.

- Qual a relação da restinga com a vida animal e a biodiversidade?
A vegetação de restinga atua como abrigo para diversas espécies de animais, como aves migratórias, a coruja buraqueira e a maria-farinha, um tipo de caranguejo. Servindo de refúgio para animais silvestres, contribui para a preservação da biodiversidade.

Muito prazer, somos espécies típicas da restinga 

 (Foto: Leonardo Merçon)
(Foto: Leonardo Merçon)

Essa é aroeira, uma vegetação típica da área de restinga, que vai ganhar mais espaço na Praia de Camburi. Ela garante alimento para os animais da fauna e também cumpre o papel de ajudar a afixar a areia, impedindo a erosão.

 (Foto: Leonardo Merçon)
(Foto: Leonardo Merçon)

O anu-branco é uma ave que chama a atenção pela sua beleza, possui uma cauda de até 20 cm e é encontrada, geralmente, em bandos familiares.

 (Foto: Leonardo Merçon)
(Foto: Leonardo Merçon)

Com cerca de 13 cm de comprimento, o saí azul tem um gorjear fraco e costuma aparecer em pequenos bandos mistos com outros pássaros.

 (Foto: Leonardo Merçon)
(Foto: Leonardo Merçon)

A coruja buraqueira vive em buracos cavados no solo, o que explica seu “apelido”. Tem a boa visão como principal característica. Enxerga até cem vezes mais do que o ser humano. Além disso, possui uma ótima audição.

 (Foto: Leonardo Merçon)
(Foto: Leonardo Merçon)

Essa é a maria-farinha, um tipo de caranguejo que pode ser encontrado em todo litoral brasileiro. Apresenta boa resistência ao calor.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados