search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Por reforma, venda dos Correios fica para depois
Coluna do Estadão

Andreza Matais e Marcelo de Moraes


Por reforma, venda dos Correios fica para depois

Para evitar atritos que possam atrasar a reforma da Previdência, o governo vai colocar a privatização dos Correios em banho-maria até a aprovação no Senado. A empresa tem cerca de 105 mil funcionários, boa parte resistente à venda. Uma greve de carteiros neste momento poderia prejudicar o clima favorável à reforma na população e tumultuar o debate. O cálculo explica o fato de Jair Bolsonaro ter tirado o pé do acelerador sobre o assunto. Em coletiva na última sexta-feira (21), o presidente disse haver intenção de privatizar a estatal, mas não haver prazo.

Novos tempos. O ex-presidente dos Correios general Juarez Aparecido conseguiu evitar a greve. Mas nem o governo acredita que Floriano Peixoto teria o mesmo sucesso, já que está lá justamente porque o antecessor era contra a venda.

Corrida de obstáculos. O presidente da Comissão Especial, Marcelo Ramos (PL-AM), sinalizou à oposição que pode ceder e adiar por três sessões a votação do relatório da reforma, objeto de cinco requerimentos. Em troca, a oposição se comprometeria em não obstruir.

No limite. Se fecharem um acordo, a Nova Previdência chega ao Plenário a menos de 10 dias do início do recesso parlamentar.

Até tu? Apesar dos apelos do governo, o PSL deve manter os destaques para amenizar regras para policiais. O impacto, calculado por eles mesmos, seria de R$ 2 bilhões em 10 anos.

Bola... A equipe econômica está prestes a ter nova derrota no Congresso. Caduca na sexta-feira (28) a Medida Provisória 873, que extingue o desconto em folha da contribuição sindical.

...nas costas. Paulinho da Força (SD-SP), por sugestão de Renan Calheiros (MDB-AL), articulou para tirar 17 deputados e 19 senadores da comissão especial e, com isso, não houve quórum para analisar a medida.

Chances remotas. Aliados do ex-presidente Lula viram sinais no voto do ministro Celso de Mello, considerado o decisivo, de que ele é contra o mérito do pedido da defesa do petista. O julgamento definitivo sobre a imparcialidade do ex-juiz Sérgio Moro deve voltar à pauta a partir de agosto.

Repaginado. A primeira-secretária, deputada Soraya Santos (PL-RJ), planeja redistribuir as salas na Câmara. Já apresentou aos colegas da Mesa Diretora projeto de um arquiteto da Casa.

Escondido. Se aprovado, a Presidência irá para os fundos do plenário, onde hoje fica o comitê de imprensa. Lá, o presidente pode entrar e sair sem ser importunado por jornalistas.

Conforto. Também está prevista a reforma nos gabinetes do Anexo III, onde não há banheiros privativos para os deputados.

Pede pra sair. Um dos juízes que pediram a saída de Sérgio Moro da associação de classe é Marcus Vinícius Bastos. É quem julga casos de corrupção em Brasília, de Lula a Eduardo Cunha. Foi responsável por tornar o ex-presidente Michel Temer réu pela sexta vez. 

Descanso amigo. O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e o secretário especial para a Câmara, Abelardo Lupion, passaram o feriado com o governador do Goiás, Ronaldo Caiado, em uma fazenda do ex-senador. Os três fazem parte da ala governista do DEM.

Pronto, falei!
"O que depende de base (no Congresso) temos que trabalhar aqui. Mas a Previdência perpassa essa questão meramente política e já tem os votos."

Claudio Cajado, deputado federal (PP-BA) e vice-líder do governo

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Coluna do Estadão

Entorno de Huck vibra com ataque de extremos

Cresce entre apoiadores de Luciano Huck a sensação de que ele está no caminho certo. O motivo? Começou a “apanhar” dos extremos. Em entrevista recente, Lula disse que Huck “não representa a centro-es…


Exclusivo
Coluna do Estadão

Líder do DEM é favorito para comandar CMO

De olho nas eleições municipais deste ano, a cúpula do Congresso tem se articulado para indicar o líder do DEM, Elmar Nascimento (BA), para o comando da Comissão Mista de Orçamento neste ano. A …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Maia terá ainda mais poder, preveem líderes

Se quiser fazer avançar seu governo, Jair Bolsonaro terá de conviver em harmonia com um Rodrigo Maia ainda mais poderoso neste ano, avaliam líderes do Congresso. É o preço a ser pago pelo Presidente …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Com ou sem Regina, guerra cultural seguirá

A demissão de Roberto Alvim e a péssima repercussão do malfadado vídeo com alusões ao nazismo foram um revés para a guerrilha bolsonarista, mas não deverão motivar um cavalo de pau no rumo da …


Exclusivo
Coluna do Estadão

MPF quer manter poder de delações premiadas

Associações de procuradores federais e membros da Procuradoria-Geral da República (PGR) estudam pontos do pacote anticrime sancionado por Jair Bolsonaro que podem ferir a atuação dos Ministérios …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Homicídios mantêm tendência de queda

Em mais um passo para transformar o combate à violência na principal bandeira da gestão Sergio Moro, o Ministério da Justiça passa a divulgar a partir de hoje os dados de homicídios dolosos de mais …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Ex-bolsonaristas de SP negociam formar chapa

Após ter se separado do clã Bolsonaro, o PSL está livre na pista e dá sinais de que fará a fila andar: em São Paulo, busca se aproximar do MBL. A convergência entre o partido e o movimento passa …


Exclusivo
Coluna do Estadão

DEM e PDT a caminho de aliança no Nordeste

Apesar do atual cenário de polarização política, direita e esquerda caminham para fechar uma importante aliança eleitoral no Nordeste: DEM e PDT devem compartilhar palanques nas eleições municipais …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Centro ainda procura voz contra polarização

O noticiário deste início de ano deixou de cabelo em pé quem ainda acredita no surgimento de um “centro democrático e ponderado” a tempo das eleições deste ano no País: a crise EUA versus Irã e a …


Exclusivo
Política Coluna do Estadão

Articulação sonha com “economia solidária”

A menos um mês da volta aos trabalhos no Congresso, membros da articulação política sonham com uma equipe econômica “menos independente” e “mais solidária” com o governo. A ideia deles é mudar o …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados