Login

Atualize seus dados

Política

Senador capixaba na equipe de Moro

Marcos do Val foi convidado a liderar o projeto para a área da segurança pública

12/11/2021 13:58:56 min. de leitura

Imagem ilustrativa da imagem Senador capixaba na equipe de Moro
marcos do val disse que convidou especialistas e que já está montando grupo de WhatsApp para tratar do tema Foto: Roque de Sá/Agência Senado - 05/07/2019
 

Apesar de  ainda não ter sido anunciada oficialmente, a possível candidatura de Sergio Moro (Podemos) à presidência da República nas  eleições de 2022 já tem um nome responsável pela área da segurança: o senador capixaba Marcos do Val (Podemos).

Em entrevista exclusiva ao jornal A Tribuna, do Val confirmou que Moro será candidato à Presidência em 2022. E disse ainda que o  ex-juiz o convidou pessoalmente para ajudá-lo a desenvolver o projeto de sua campanha. 

“Ele me convidou no dia anterior à filiação, quando se reuniu com os senadores do partido. Conversamos em particular e ele me perguntou se eu gostaria de liderar a área da segurança pública do projeto. Já indiquei alguns nomes e estamos montando um grupo de WhatsApp. Serão especialistas que já trabalharam comigo no Brasil, nos Estados Unidos e na Europa.” 

O senador explicou que Moro o escolheu devido a sua atuação como relator do “Pacote Anti-Crime”, projeto de Moro na época em que o mesmo era ministro da Justiça do presidente Jair Bolsonaro. O pacote, inclusive, teria sido o que atraiu o possível  candidato do Podemos à Presidência.

“Foi ele quem nos procurou, não foi uma iniciativa nossa. Ele disse na reunião, antes da filiação, que a decisão de vir para o partido começou justamente naquela época. Ele entendeu que o Podemos era um partido com a mesma filosofia dele, de combate à corrupção e ao crime organizado. Chegou a dizer que não se sentiria à vontade em nenhum outro partido. A vinda dele ao partido nos gratifica muito”, declarou Do Val. 

Governista

Apesar de ser claro sobre o apoio à candidatura de  Sergio Moro nas eleições de 2022, o senador Marcos Do Val também deixa claro que seguirá apoiando o governo Bolsonaro até o período eleitoral.

“Continuo aliado de Jair Bolsonaro, e deixei isso claro ao Moro e ao partido. O jogo só começa ano que vem. Até lá, não vou romper com o Presidente, a não ser que ele queira romper comigo. Vou apoiar as pautas do governo, atender as demandas. Não sou incoerente, não vou virar oposição de repente. Mas eu sou aliado, não alienado. Quando o juiz apitar e a partida começar, estarei com Sergio Moro”, explicou.