Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Prefeitura de Fundão exonera funcionários presos por fraude

| 07/10/2020 21:44 h | Atualizado em 07/10/2020, 22:13

Operação do MPES aconteceu na manhã desta terça-feira (6)
Operação do MPES aconteceu na manhã desta terça-feira (6) |  Foto: Divulgação/ MPES

A prefeitura de Fundão exonerou o secretário e o subsecretário de obras da Prefeitura do município, Adeilson Minchio Broetto e Ronaldo Miossi Poloni, após serem presos durante operação do Ministério Público Estadual (MP-ES) nesta terça-feira (06).

O secretário e o subsecretário foram detidos durante a operação “Licita Ação” por supostas irregularidades e fraudes na contratação e execução de serviços de engenharia para pavimentação de vias rurais na cidade.

"A prefeitura de Fundão informa que foi notificada formalmente na manhã de ontem pela justiça, cientificando-a do teor da decisão como medida cautelar para suspensão dos exercícios da função pública dos servidores citados nos autos. Portanto prezando sempre pela transparência e colaborando sempre com a justiça, o prefeito Pretinho Nunes exonerou os servidores envolvidos que estão sendo alvo de investigação", disse a prefeitura por meio de nota.

A investigação apura direcionamento de licitações e possível superfaturamento de contratos em favor da empresa Força Construtora Ltda. EPP. O dono da empresa e um engenheiro, primo do subsecretário, também foram presos.

Por cerca de dois anos “teria ocorrido aumento de 4.000% nos pagamentos e contratos entre prefeitura e construtora”, disse o MP.

“No ano 2018, foram empenhados e pagos cerca de R$ 50 mil. No ano de 2019, os valores empenhados e pagos superaram a casa dos R$ 450 mil. No decorrer de 2020, ainda não finalizado e mesmo em cenário de grave crise (...), já foram pagos em favor da empresa nominada cerca de R$ 2 milhões”, diz o processo contra os envolvidos.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS