Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Marido de pastora é preso após roubar loja e esfaquear o proprietário em Guarapari

| 19/08/2021 07:50 h | Atualizado em 19/08/2021, 08:18

Após assaltar uma loja em Guarapari, esfaquear o proprietário, fugir em uma moto e causar um acidente, o marido de uma pastora evangélica foi identificado e preso na tarde de terça-feira (17). Segundo a polícia, é a segunda vez que o homem, de 38 anos, vai parar na prisão por roubo.

Marido de pastora é preso após assaltar loja em Guarapari
Marido de pastora é preso após assaltar loja em Guarapari |  Foto: Reprodução/Videomonitoramento

O delegado responsável pelas investigações, Guilherme Eugênio, titular Delegacia Especializada de Investigação Criminal (Deic) de Guarapari, esclarece que o homem foi preso em cumprimento de mandado de prisão preventiva e pode pegar até seis anos de detenção por tentativa de latrocínio.

O caso aconteceu no dia 19 de maio. “Ele rendeu primeiro a caixa do estabelecimento e tomou à força todo o dinheiro do caixa. Assim que ele saiu da loja, foi surpreendido pelo proprietário do estabelecimento, que percebeu que havia algo de errado após as funcionárias gesticularem para ele. O proprietário começou a discutir com o homem, que sacou a arma que portava e desferiu dois golpes contra essa vítima”, lembra o delegado.

A vítima foi atingida no ombro e na cintura com os golpes de faca. Durante a fuga, o acusado sofreu um acidente de trânsito, que chegou a danificar a moto usada no crime, mas logo levantou a motocicleta do chão e seguiu o trajeto. Posteriormente, ele abandonou o veículo e o capacete.

“A equipe da Deic localizou a moto e o capacete logo após o acidente e, pelas características, nos dão a certeza de que foram empregados no crime. A motocicleta foi vendida várias vezes sem que houvesse a transferência formal e, por esse motivo, tivemos um pouco mais de trabalho até chegar ao real autor”, disse Eugênio.

O que causa curiosidade é que toda a ação da tentativa de latrocínio durou exatos 37 segundos. Foram 10 segundos para o roubo do caixa e 17 segundos durante a discursão com o proprietário e as duas facadas desferidas. A quantia roubada não foi recuperada e o proprietário estima que havia menos de R$ 200 no caixa.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS