X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Gangue de jovens usava a internet para escolher vítimas

Criminosos monitoravam redes sociais de pessoas que ostentavam uma vida de luxo. Dessa forma, elas se tornavam alvos

Taynara Nascimento E Francine Spinassé, Do Jornal A Tribuna | 20/07/2022 16:53 h

Os criminosos usavam dados disponíveis na dark web (internet oculta) para escolherem as vítimas.
Os criminosos usavam dados disponíveis na dark web (internet oculta) para escolherem as vítimas. |  Foto: Leone Iglesias/AT
 

A Polícia Civil identificou 11 integrantes de uma quadrilha criminosa responsável por invadir condomínios de luxo em todo o Estado. Os criminosos usavam dados disponíveis na dark web (internet oculta) para escolherem as vítimas.

De acordo com o responsável pela Divisão Patrimonial, delegado Brenno Andrade, a quadrilha pagava uma mensalidade para ter acesso ao site e buscava esses dados pessoais.

Os criminosos observavam as redes sociais de pessoas que ostentavam uma vida de luxo e, só assim, após chamarem atenção, elas se tornavam alvos.

“Lugares como Londrina e Bahia não conheciam esse site. Agora, estamos trocando informações para avançarmos na investigação. É praticamente impossível excluir esses sites. Já consegui ter acesso a interface que é amigável ao usuário, mas quando solicitamos o bloqueio, eles mudam  uma letra, trocam o servidor e o site volta a funcionar normalmente. Há informações como fotos da CNH, assinatura digital e até signo das pessoas”, completou.

No último sábado, a polícia prendeu em flagrante a paraguaia Tamara Romina Ramos Dimas, de  18 anos, depois que ela  participou da invasão e roubo de R$ 250 mil de um apartamento na Mata da Praia. 

Segundo o delegado Gianno Trindade, titular da Delegacia Especializada de Segurança Patrimonial, Tamara também era suspeita de ter participado de invasão a um condomínio de luxo em Copacabana, no Rio, onde as vítimas eram artistas da Rede Globo.     

Entre os identificados pelo polícia também estão Lucas Gentilcore Almeida, 20 anos; Maurício Gomes de Oliveira, 23; Maycon Gomes de Oliveira,  18; Vitor Elias Said, 22, conhecido como  “Muhammad”; Elysson Oseias Magalhães de Souza, 35;  Valter Alves da Silva Júnior,  41, e  Celso Alves da Rosa Júnior, 33 anos.

Com as informações pessoais das vítimas, os criminosos, bem vestidos e instruídos, iam até os condomínios e conseguiam passar pela portaria como moradores ou convidados.

Perfil 

A jovem foi presa em flagrante no último sábado e é acusada pela polícia carioca de integrar uma quadrilha
A jovem foi presa em flagrante no último sábado e é acusada pela polícia carioca de integrar uma quadrilha |  Foto: Reprodução / Rede Sociais
 

Paraguaia confirmou crimes

- Tamara Romina Ramos Dimas

- Idade:18 anos

- É Paraguaia, mas mora em São Paulo há alguns anos.

- É apontada pela polícia como integrante de uma quadrilha especializada em furto e roubo de imóveis de luxo em várias partes do País.

- Foi identificada em pelo menos duas ações: um furto em um apartamento de Copacabana, Rio de Janeiro;  e no último sábado, no roubo em um prédio na Mata da Praia, em Vitória, onde foi presa. 

- Na audiência de custódia, ela confirmou que já participou de crimes em diversos estados.

ENTENDA O CASO

Quadrilha

- Atuando há pelo menos dois anos em uma série de crimes no Espírito Santo e em outros estados, uma quadrilha especializada em invadir condomínios de luxo teve 11 integrantes identificados pela  Polícia Civil. Eles atuaram em crimes na região, sempre com foco em imóveis de luxo. 

- Segundo a polícia carioca, pelo menos 20 jovens já foram identificados como integrantes da mesma quadrilha com atuação também em outros estados.

Como agiam

1) Escolha

- Os criminosos buscavam vítimas usando dados disponíveis na chamada dark web (internet oculta).

- Para ter acesso às informações, eles pagavam uma mensalidade para ter acesso aos dados  pessoais das vítimas.

- As redes sociais também eram usadas para reunir mais informações sobre  perfis e vida de luxo.

2) Entrada 

- Dentro dos condomínios, a quadrilha se dividia e um deles  tocava o interfone. Outros davam cobertura.  

- Os criminosos, geralmente, optavam por apartamentos que não atendiam.

- Para entrar, eles iam bem arrumados e, por vezes, se passavam por moradores, entrando tranquilamente  passando pelos porteiros.

3) Arrombamento

- As vítimas, geralmente, não estavam em casa, e tinham a porta do apartamento arrombada com uma chave de fenda de cerca de 12 centímetros.

- Já as que estavam em casa eram  ameaçadas, torturadas ou até agredidas.   

Prisão

A polícia prendeu em flagrante no último sábado  a paraguaia Tamara Romina Ramos Dimas, de  18 anos, depois que ela  participou da invasão e roubo de R$ 250 mil de um apartamento na Mata da Praia. 

Fonte: Polícia Civil.

QUEM SÃO ELES

Fotos dos suspeitos de integrar a gangue. 
Dá esquerda para a direita, respectivamente: 

Emanoelle Borges da Silva, Lucas 
Gentilcore Almeida, Maurício 
Gomes de 
Oliveira, Maycon Gomes de Oliveira,
Vitor Elias Said, Elysson Oseias 
Magalhães de Souza, Valter Alves da Silva
 Junior e Celso Alves da Rosa Junior
Fotos dos suspeitos de integrar a gangue. Dá esquerda para a direita, respectivamente: Emanoelle Borges da Silva, Lucas Gentilcore Almeida, Maurício Gomes de Oliveira, Maycon Gomes de Oliveira, Vitor Elias Said, Elysson Oseias Magalhães de Souza, Valter Alves da Silva Junior e Celso Alves da Rosa Junior |  Foto: Fotos: Divulgação/Polícia Civil
 

Fonte: Polícia Civil (Fotos dos suspeitos de integrar a gangue de jovens que assalta condomínios de luxo foram divulgadas pela polícia, durante entrevista coletiva).

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS