search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Polícia de MG prende 35 torcedores por invasão em jogo do Cruzeiro no Mineirão

Esportes

Esportes

Polícia de MG prende 35 torcedores por invasão em jogo do Cruzeiro no Mineirão


A Polícia Militar de Minas Gerais deteve 35 torcedores do Cruzeiro durante o jogo contra o São Paulo, na noite desta quarta-feira, no Mineirão, em Belo Horizonte. Eles foram detidos porque invadiram o estádio ainda no início da partida, que terminou com vitória da equipe da casa por 1 a 0, pela 26ª rodada do Brasileirão.

De acordo com a PM, a maioria dos torcedores são integrantes das organizadas Torcida Pavilhão Independente e Máfia Azul. Alguns deles chegaram a agredir seguranças da Minas Arena, empresa concessionária responsável pela gestão do estádio.

Em meio a uma fase negativa, em que o Cruzeiro vem frequentando a zona de rebaixamento, o time amenizou sua situação na tabela do Brasileirão ao superar o São Paulo, atual quinto colocado. Chegou, assim, aos 25 pontos, na 18ª colocação, a um ponto do Ceará, primeira equipe fora da zona da degola, mas que ainda entrará em campo na rodada, nesta quinta-feira.

Ao fim da partida, o técnico Abel Braga admitiu o alívio com o resultado. "Não vim aqui por nada que não seja ser mais um a me perpetuar com essa camisa e essa torcida. Hoje, ouvi o estádio cantar o nome do Thiago Neves. Foi uma vitória. Ver o David fazer uma partida fantástica dentro do Mineirão. Foi uma vitória, porque a gente estava fazendo melhor fora de casa por causa da pressão muito grande. E hoje fomos à exaustão. Mas estou feliz. A perspectiva vai se tornar muito melhor, caiu um peso das minhas costas, imagine das costas dos jogadores", comentou o treinador.

Ele mostrou confiança na reação da equipe mineira. "Acredito que o caminho para ganhar eles já sabem qual é. O caminho mais difícil, de perder, também. Acredito que agora vamos ser uma equipe mais à Cruzeiro. Com tudo isso aí colocado em prática. Posso me enganar, mas acho que vamos errar menos, trabalhar mais a bola. Sabemos do tamanho das lágrimas que correram depois da Chapecoense. O peso era para ser menor hoje se ganhássemos lá. E vai ser menor contra o Corinthians", afirmou.

O time paulista será o próximo rival do Cruzeiro, sábado, na Arena Corinthians. Dependendo dos demais resultados da rodada, o time mineiro poderia até deixar a zona de rebaixamento em caso de vitória fora de casa.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados