search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

PEC do Atraso quer a volta do imposto sindical
Cláudio Humberto
Cláudio Humberto

Cláudio Humberto


PEC do Atraso quer a volta do imposto sindical

Homem de confiança do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, o deputado Marcelo Ramos (PL-AM) apresentou proposta de emenda constitucional que ressuscita o imposto sindical e torna obrigatórios o desconto no salário do trabalhador e a sustentação financeira de sindicalistas, a maioria pelegos.

A “PEC do Atraso” também cria o indecoroso “Conselho de Organização Sindical”, com o poder de até legislar sobre o tema. Inclusive para se apropriar de dinheiro público.

“Sovietes” de volta
O “Conselho Sindical” de 12 sindicalistas, previsto na PEC do Atraso, é cópia dos Conselhos Operários (“Sovietes”) da extinta União Soviética.

Só pensam em grana
A PEC do Atraso quer o ladrão como tesoureiro: o tal Conselho Sindical definiria “custeio e o financiamento do sistema sindical”.

PCdoB não sai dele
Hoje no PL de Valdemar Costa Neto, o autor da PEC do Atraso, Marcelo Ramos, teve longa passagem pelo PCdoB.

Olha que papelão
Ramos foi designado por Maia para presidir a comissão da PEC da prisão após 2ª instância. Garantia de que não será aprovada tão cedo.

Fraude pode anular eleição vencida por 4 votos
Indícios graves de fraude são alegados no mandado de segurança, com pedido de liminar, junto à 6ª Vara Cível do Distrito Federal contra a reeleição do presidente do Conselho Federal de Farmácia, Walter Jorge João. Ele venceu com apenas 4 votos de diferença de um total de mais de 4.000 votantes. A fraude ficou evidenciada, acusam os adversários, quando no Pará 41 eleitores habilitados foram impedidos de votar pela empresa que o vencedor contratou para fazer a eleição.

“Webvotos” sob suspeita
A eleição on-line da empresa Infolog revelou “fortes indícios de fraude”, diz Luiz Fernando Rodrigues de Mendonça, que perdeu por 4 votos.

Auditoria questionada
A diretoria liderada por Jorge João, candidato à reeleição, também contratou uma auditoria da eleição. Que, claro, viu tudo uma maravilha.

Desconfiança grave
Luiz Fernando desconfia de “limpeza de rastros” no sistema para dificultar investigação da fraude no CFF, e pediu uma auditoria externa.

Eles vão dar trabalho
Haverá sobressaltos no comércio com a Argentina, após a posse do novo presidente, e isso nada tem com Bolsonaro. É que, populistas, os peronistas sempre foram maus parceiros comerciais, que não perdem a chance de demagogia, rasgando contratos, fechando fronteiras etc.

Granada nos pés
O Conselho de Ética da Câmara vai instaurar sete processos contra deputados do PSL amanhã. O curioso é que apenas um é a pedido do PT, as outras seis ações são a pedido... do próprio PSL.

Fazendo história
A ministra Maria Cristina Peduzzi fez história, ontem, como a primeira mulher eleita presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST). Ela é uma das mais admiradas e queridas ministras do TST.

Ainda dá
José Nelto (GO) pediu a Sergio Moro que não desista do diálogo com o Congresso e disse ser possível incluir no pacote do Senado previsões para “plea bargain” e “whistleblower”. Ou seja: delação e delator.

Para maus entendedores
O ministro Luiz Fux (STF) pediu atenção a magistrados para a decisão sobre prisão em 2ª instância. Para Fux, não há prisão automática, mas “o juiz pode perfeitamente impor que o réu não recorra em liberdade”.

Economia bombando
Shoppings registraram em outubro o 2º maior crescimento de vendas de 2019 10,5%. As vendas cresceram mais no Norte (13,5%) e Nordeste (13,2%), diz a Associação Brasileira de Shopping Centers.

Renúncia fiscal quente
A Comissão de Finanças da Câmara realiza audiência quinta para analisar benefícios fiscais concedidos pelo governo federal desde 2003. Goiás e Mato Grosso alarmam investidores com CPIs sobre o tema.

Sem noção
O banco Cetelem, que deixa na mão os clientes com cartões clonados, precisa atualizar o banco de dados. Além do desdém com que os trata, tem cara de pau: oferece empréstimo com base no cartão clonado.

Pensando bem...
...ir à Argentina já deve ter sido mais prazeroso para o vice Hamilton Mourão.

PODER SEM PUDOR

Definição de governo
Dias antes do suicídio que o fez entrar para a História, Getúlio Vargas teve uma conversa com o seu ministro da Viação, José Américo de Almeida:

“Impossível governar este País. Os homens de verdadeiro espírito público vão escasseando cada vez mais”, desabafou Getúlio.

Américo perguntou: “E o que é que o senhor acha dos homens de seu governo?”.

O ex-ditador observou, desolado: “A metade não é capaz de nada e a outra metade é capaz de tudo”.

Colaboram: André Brito e Tiago Vasconcelos

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Cláudio Humberto

Ação sobre dossiê prosperou mesmo sem prova

O suposto dossiê sobre servidores militantes de partidos de oposição, atribuído ao Ministério da Justiça, já estaria no campo da “fake news” se o “vale-tudo” não estivesse em vigor, no Supremo …


Exclusivo
Cláudio Humberto

“PEC do Fraldão” amplia idade-limite para o STF

Movimenta os bastidores de Brasília um conchavo ousado, que oscila entre o “sonho” e o golpe institucional, para aprovação de uma “PEC do Fraldão”, ampliando de 75 para 80 anos a idade-limite de …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Achou pouco? Moraes presidirá a eleição de 2022

Indignados com Alexandre de Moraes, que no Supremo Tribunal Federal (STF) tem anulado atos do presidente, processado seus seguidores e até cancelado o direito deles à liberdade de expressão, …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Ex-ministro culpa Fachin pela morte de Meurer

O deputado Ricardo Barros (PP-PR), que foi relator da Lei de Abuso de Autoridade, culpa Edson Fachin, ministro do Supremo Tribunal Federal, pela morte do ex-deputado Nelson Meurer na prisão, vítima …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Era Toffoli no Supremo ressuscitou o “cala-boca”

Verdadeiro mestre no relacionamento, acessível e simpaticão, apesar do discurso frequente em defesa dos direitos do cidadão, Antonio Dias Toffoli caminha para o fim da sua presidência do Supremo …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Nos EUA, planos premiam clientes. Já no Brasil...

Um casal de brasileiros, que reside nos Estados Unidos, tomou susto ao renovar o seguro de saúde: a empresa decidiu reduzir em 30% sua parcela mensal, segundo relatou à coluna. Fidelização e …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Em sessão, desembargador faz piadinha sexual

Após testar positivo por Covid-19 em março, o desembargador Carlos Tork responde agora a investigação por aparecer sem camisa durante sessão virtual do Tribunal de Justiça do Amapá, e na sequência, …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Desembargador que xingou colega será investigado

O ministro Humberto Martins, corregedor nacional de Justiça, decidiu determinar que o ministro Aloysio Corrêa da Veiga (TST), corregedor-geral da Justiça do Trabalho, investigue o desembargador José …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Desembargador que xingou colega será investigado

O ministro Humberto Martins, corregedor nacional de Justiça, decidiu determinar que o ministro Aloysio Corrêa da Veiga (TST), corregedor-geral da Justiça do Trabalho, investigue o desembargador José …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Ex-presidente critica manobras da direção da OAB

O ex-presidente nacional da OAB Reginaldo de Castro está entre os muitos indignados, e não se surpreendeu quando soube que o também ex-presidente Marcus Vinícius Furtado Coelho, para ele “eminência …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados