search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Passou da conta
Painel da Folha de São Paulo

Passou da conta

A decisão do TRF-4 de não só manter como também ampliar a condenação de Lula no caso do sítio de Atibaia (SP) instalou em setores expressivos do Supremo e do Superior Tribunal de Justiça a percepção de que a Corte que revisa atos da república de Curitiba errou a mão.

O revés imposto ao petista veio mesmo com precedente do STF favorável à sua tese. Questões técnicas que foram desconsideradas reforçaram a percepção de ministros de que o processo foi usado para reafirmar a Lava a Jato.

Fio da meada
O TRF-4 entendeu que a defesa de Lula não foi prejudicada pelo fato de ele ter apresentado alegações finais ao mesmo tempo que delatores. O Supremo decidiu, por maioria, que colaboradores seriam uma espécie de assistentes da acusação, o que garantiria ao réu o direito de falar por último, para rebater o que lhe for imputado.

Rastros
Um ministro do STJ lembra que há menções a acusações de delatores na sentença que condenou Lula na primeira instância – e que foi validada pelo TRF-4. Para ele, isso dá força ao argumento da defesa do petista, que reivindicava que o entendimento do Supremo fosse aplicado.

Rastros II
Se isso ocorresse, o caso deveria voltar à primeira instância para que o petista reapresentasse as alegações finais. Esse ministro diz que, por esse motivo, o próprio STJ pode acabar derrubando a decisão do TRF-4.

Vai que cola
O entendimento do TRF-4 está afinado com o que argumentou a força-tarefa da Lava a Jato na PGR ao ministro Edson Fachin, do Supremo, em outro caso que envolve Lula, o da compra de um terreno para seu instituto.

Não colou
Na peça, a PGR cita o sítio e diz que o petista não sofreu prejuízo em sua defesa. Em agosto, Fachin mandou o caso do instituto de volta à primeira instância, por conta da ordem das alegações finais.

7 x 1
A decisão da maioria do Supremo de liberar o repasse de dados da Receita a autoridades sem aval da Justiça foi celebrada pela ala da corte alinhada à Lava a Jato. O grupo vinha perdendo espaço para os garantistas nos debates.

Escaldado
Dias Toffoli, presidente do STF, sabia que o risco de não ter o apoio da maioria era enorme. Alguns ministros o avisaram, antes do início do julgamento, que restringir a atuação de órgãos como o fisco poderia inviabilizar o combate ao crime organizado.

Dois coelhos
A decisão da maioria do STF de autorizar o compartilhamento de dados da Receita tem potencial para arranhar a relação de Toffoli com o Planalto, mas não só.

Uma cajadada
Magistrados lembram que o ministro Sergio Moro (Justiça) atuou para que o Supremo permitisse o compartilhamento de informações de órgãos de controle. Por conta do veredito, investigação contra Flávio Bolsonaro, o 01, foi destravada.

Afasta de mim
Incomodou a equipe econômica a afirmação de que o governo tabelou os juros no cheque especial em moldes semelhantes aos usados por Dilma Rousseff para intervir no mercado em 2013. Para um integrante do time, teto é limite, não tabelamento.

Melhor prevenir
O governo reduziu a previsão de receita para 2020, apesar da perspectiva de melhora da economia. Quem atua na confecção do novo Orçamento aposta que os números foram minimizados de propósito. Dessa forma, a capacidade de contingenciar despesas cairá à metade.

Vara curta
Ativistas da cultura dão sinais de exaustão com os ataques em série do governo a políticas da área. Há, inclusive, desconfiança de que a ofensiva bolsonarista visa estimular uma reação nas ruas para justificar arroubos retóricos de aliados do presidente Jair Bolsonaro.

Tiroteio
“Quem nega Zumbi e racismo num País em que vítimas de miséria e fuzis são negras não pode presidir a Fundação Palmares”. Da deputada Talíria Petrone (Psol-RJ), sobre o novo presidente da entidade, que nega “racismo real” e prega o fim do ativismo negro.

Publicação simultânea com a Folha de São Paulo

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Ao infinito e além

A principal tese que circula, por ora, nos bastidores do Congresso e do Judiciário para validar a recondução de Davi Alcolumbre (DEM-AP) teria como consequência prática a possibilidade de eternizar …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Na saúde e na doença

Damares Alves, que levou pautas da sua base evangélica (ela é pastora) para o ministério que chefia, está preparando um guia classificado como inédito para instruir municípios a fortalecer “vínculos …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Vencimento

Vencimento A pouco mais de uma semana da marca de 90 dias com Eduardo Pazuello no cargo de ministro interino da Saúde, o governo federal não dá sinais de que vá tirá-lo da posição. Quando …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Fla x Flu

Os movimentos do PGR, Augusto Aras, para acessar os bancos de dados das forças-tarefas da Lava Jato são vistos por parte dos procuradores como uma corrida dele contra o tempo para ser escolhido para …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Em nome deles

O fotógrafo Sebastião Salgado gravou um vídeo para fazer um apelo ao Supremo. Ele pede que os ministros da Corte determinem a expulsão de invasores de sete terras indígenas como meio de evitar a …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Gatilho: a criação da nova cédula de R$ 200

A criação da nova cédula de R$ 200 vai na contramão do combate à lavagem de dinheiro, segundo especialistas. Para tomar a decisão, o Banco Central não consultou nenhum dos órgãos de controle e …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Tropeço

Para o deputado Orlando Silva (PCdoB-SP), coordenador dos debates na Câmara sobre o projeto que visa combater a disseminação de notícias falsas, o Facebook erra ao não tirar do ar fora do Brasil os …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Longe demais

Por determinação do ministro do STF Alexandre de Moraes, o Twitter bloqueou internacionalmente, ontem, contas bolsonaristas que são alvos do inquérito das fake news. Na semana passada, perfis foram …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Sitiada

Além da ofensiva do PGR, a Lava a Jato deve sofrer novo golpe em breve. O relator de um dos casos de Deltan Dallagnol vai defender que o procurador seja removido da força-tarefa de Curitiba. Um …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Ouvidoria

O ministro André Mendonça (Justiça) recebeu reclamações de ministros de cortes superiores sobre a atuação da Polícia Federal nas operações nos últimos dias. Foram duas queixas: 1) as ações estariam …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados