search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Partido menor se torna alternativa mais viável
Coluna do Estadão

Andreza Matais e Marcelo de Moraes


Partido menor se torna alternativa mais viável

Horas após a reunião da cúpula do PSL que suspendeu aliados de Jair Bolsonaro, o clã avaliou que o caminho mais viável no momento é pousar em uma legenda menor enquanto o Conservadores (Eduardo tenta tirar do papel) não sai. Por enquanto, o Patriotas é visto como o mais viável deles.

Bolsonaro mantém uma boa relação com o presidente da sigla, Adilson Barroso. Ele já prometeu carta-branca para a montagem dos diretórios estaduais e disse que, no que depender dele, abre espaço para o deputado federal Eduardo assumir a legenda.

Prós

Por mais que seja necessário montar novamente uma estrutura e alcançar boas cifras de Fundo Partidário, todo o “patrimônio” construído seria preservado em uma futura fusão com o Conservadores. PMB e UDN ainda não foram descartados.

Longa data

A família foi filiada ao Patriotas por mais de um ano e saiu às vésperas do prazo para formalizar as candidaturas. Segundo Barroso, só saíram quando ele negou ceder a presidência ao ex-ministro Gustavo Bebianno, hoje tratado como inimigo pelo clã.

Ganha-ganha

Para o Patriotas, que se chama assim por causa de Bolsonaro, a força do Presidente ajudaria a dar musculatura já nas eleições municipais. Hoje eles têm 30 prefeitos e 1.150 vereadores. De lambuja, Barroso poderia se eleger deputado em 2022.

Dois bicudos

O Republicanos chegou a ser aventado, mas a família avalia que continuaria não tendo controle total. Por lá, a conversa é que Bolsonaro só seria aceito se topasse um comando compartilhado.

Livro

Na saída da convenção do PSL ontem, Luciano Bivar presenteou Carla Zambelli com seu livro Cuba. A adversária não soube dizer se foi gentileza ou ironia.

Tempo real

A família ficou acompanhando no sistema do TSE a comunicação do PSL da destituição de Eduardo e Flávio dos diretórios de SP e RJ, respectivamente. O protocolo reforça a estratégia jurídica de perseguição para manutenção dos mandatos se forem para outras siglas.

Bye bye 

Ao deixar o grupo de WhatsApp da bancada, Felipe Francischini (PR) disse que erraram (sem especificar direito quem) e que não sabe mais se há “ponte de diálogo”. “Mesmo assim, continuamos sendo PSL e Jair”.

Contra...

Mauro Benevides (PDT-CE), entusiasta do imposto sobre transações financeiras, mandou levantar a inflação no período de vigência da CPMF para saber se a tarifa pressiona mesmo os preços.

...corrente

Em 2002, o IPCA fechou em 12,53%; após cinco anos, quando a CMPF acabou, a inflação foi 4,46%. No entanto, passados mais cinco anos, em 2012, já estava em 5,84%.

Piada 

Marcelo Freixo (Psol-RJ) interrompeu um bate-papo do líder do PSL, Delegado Waldir, com colegas para pedir orientação de voto no plenário. Arrancou risadas, menos de Waldir.

Ops

Governo de Pernambuco fez circular no WhatsApp cards desmentindo tuíte de Bolsonaro que insinua que Paulo Câmara estaria se “apropriando” da aprovação do 13º do Bolsa Família do governo federal. O benefício existe no Estado desde novembro de 2018.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Coluna do Estadão

Campanha de Covas começa a ganhar forma

A campanha de Bruno Covas (PSDB) à reeleição começa a ganhar forma. Ela terá o secretário particular de João Doria, Wilson Pedroso, como coordenador, uma escolha estratégica sob dois aspectos: 1)o …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Frente de esquerda, por ora, só no discurso

A decisão do PT de lançar candidato a prefeito de Belo Horizonte é mais um indicativo da dificuldade da esquerda em construir uma frente para peitar Jair Bolsonaro neste ano e em 2022. Na …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Santa Cruz na crítica ao “ministério da verdade”

O projeto de lei das fake news gerou rara concordância entre Felipe Santa Cruz e a militância bolsonarista: ambos criticam o tal Conselho de Transparência e Responsabilidade na internet, que consta …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Conselho retoma caso que mira Dallagnol

Depois de uma semana em que a força-tarefa da Lava a Jato de Curitiba sofreu com revelações controversas sobre seu método de atuação, Deltan Dallagnol terá dias complicados pela frente. Para as …


Exclusivo
Coluna do Estadão

“Fraude” dentro de casa preocupa o Planalto

O Palácio do Planalto enviou comunicado a todos os seus funcionários sobre “possíveis casos de recebimento irregular do auxílio emergencial por parte de terceirizados, estagiários e dependentes de …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Planalto unifica dados de repasse a estados

Em guerra contra os governos estaduais, o Planalto passa a divulgar a partir de hoje, de forma centralizada, os repasses diretos e indiretos aos estados: convênios, contratos, obras, emendas e …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Crise no MEC marcará governo e gerações

Deixará marcas indeléveis no governo Jair Bolsonaro e nas futuras gerações a comédia de erros em que se transformou a Educação. No primeiro caso, indicando ou não o novo ministro, a ala ideológica …


Exclusivo
Coluna do Estadão

O que o adiamento das eleições pode ensinar

Há lições a serem tiradas das negociações em torno do adiamento das eleições por causa da pandemia: 1) o Centrão, que só topou “conversar” após Rodrigo Maia e outros líderes serem pressionados pelo …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Hartung vê “surto de populismo” nas crises

O economista e ex-governador do Espírito Santo, Paulo Hartung, está preocupado com os rumos dos três Poderes nas crises econômica e sanitária da Covid-19. “Acho que tem um surto de populismo no …


Exclusivo
Coluna do Estadão

A quem interessa o “caos eleitoral” no País?

Ganhou corpo no Congresso a percepção de que o Centrão sonha ver o País mergulhado no caos eleitoral para, assim, forçar a prorrogação dos mandatos dos atuais prefeitos. Por isso, o bloco insistiu na …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados