Flávio Dias

Flávio Dias


Palpites para a Libertadores

Fla vai se classificar (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
Fla vai se classificar (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
O Flamengo está classificado para as oitavas de final! Não, não estamos loucos. Mas a vitória por 3 a 1 sobre a LDU encaminhou a vaga do time rubro-negro no mata-mata.

A equipe do Abel tem seis pontos em dois jogos. Faz as próximas duas partidas novamente em casa – que tabela, hein?! – e, feito o dever de casa, chega aos 12 pontos. Pontuação que, normalmente, “sobra” para uma classificação. No ano passado, por exemplo, os dois times de pontuação mais baixa que avançaram às oitavas de final foram Estudiantes e Colo-Colo, cada um com oito pontos.

A mesma conta pode ser aplicada aos casos do Inter, líder do Grupo A, com seis pontos, e Palmeiras, primeiro do Grupo F, com a mesma pontuação. O Cruzeiro, caso vença o Deportivo Lara no dia 27 (o jogo já foi adiado duas vezes), também entra nessa.

Que tal, então, palpitarmos sobre os sete times brasileiros na Libertadores?

Flamengo

O Grupo D é uma baba. Como assim? São três campeões (Fla, LDU e Peñarol) numa mesma chave! Sim, são. Mas a única dificuldade real do Flamengo é a altitude. E ele já venceu a primeira nas alturas, contra o fraquíssimo San Jose, da Bolívia. Falta só a LDU em Quito, mas o time equatoriano se mostrou frágil no Maracanã e, além disso, os rubro-negros podem chegar lá já classificados na quinta rodada.

Diego Alves está pegando demais (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
Diego Alves está pegando demais (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
O que fica, no entanto, é a sensação de que o time pode jogar melhor. Ou, no mínimo, não fazer tanta força para se complicar — vide o pênalti do primeiro tempo contra a LDU que, se o Diego Alves não defende, poderia mudar o jogo...

Éverton Ribeiro não pode ser banco nunca! Mas e o Arrascaeta? Tem que comer a bola para merecer um lugar no time. No lugar de quem? Problema do Abel. Hoje, o lugar do uruguaio é no banco.

Gabigol começa a fazer seus gols. Mas perde cada chance que vou te falar! Ainda assim, é muito melhor do que os outros centroavantes do elenco.

Na defesa, Diego Alves é o cara nesse início de ano. Está catando muito! Enfim, o Flamengo é sim um dos times mais fortes da competição. Duvido que alguém torça para enfrentá-lo já nas oitavas de final.

Palmeiras

Ricardo Goulart chegou com tudo ao Palmeiras (Foto: Ag. Palmeiras)
Ricardo Goulart chegou com tudo ao Palmeiras (Foto: Ag. Palmeiras)
Praticamente o mesmo time do ano passado. Com uma (grande) diferença: Ricardo Goulart.
Pelo jeito, não precisou de tempo de readaptação, de entrosamento, de nada. Chegou, se curou e tomou conta!

Felipão não muda e o estilo de jogo será o mesmo de sempre. Mas Dudu ganhou alguém para dividir a responsabilidade. O Palmeiras está, com sobras, entre os favoritos!

Inter

A camisa é pesada. E as vitórias nas duas primeiras rodadas tiraram o nervosismo de um time visto como azarão desde o Brasileirão do ano passado.

Ainda que tenha no seu grupo o River Plate, que conseguiu empatar em casa com o Palestino, o Inter vai passar de fase. Eu não gostaria de pegá-los nas oitavas de final...

Não está no meu Top-3, mas pode ganhar força durante a competição e brigar. Ah, e como pega o Marcelo Lomba!

Cruzeiro

Rodriguinho já se encontrou no Cruzeiro (Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro)
Rodriguinho já se encontrou no Cruzeiro (Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro)
Não é de hoje que elogio o Cruzeiro. No papel, para mim, é um dos melhores. No campo, deixa a desejar e, ao melhor estilo Mano Menezes, joga no limite do que a partida pede. Às vezes, dá errado.

Rodriguinho chegou bem e não deixou o time sentir a falta do Arrascaeta por enquanto. Só que Thiago Neves é o problema. Por falta de condições físicas, não joga. Estou curioso para ver a Raposa com os dois juntos.

O Grupo B é mole para o Cruzeiro. Com todos os jogadores inteiros, é Top-3.

Atlético/MG

Desde 2013, quando o Atlético/MG conquistou a Libertadores, entra ano, sai ano e o time começa o ano na lista de favoritos para, depois, decepcionar. A decepção, pelo jeito, virá antes em 2019.

A equipe do descompromissado Levir Culpi empacou. As duas derrotas nas duas primeiras rodadas complicam muito a situação. O Galo é o lanterna do Grupo E, atrás de Cerro Porteño (seis pontos), Nacional (seis) e até do Zamora (zero) pelo critério de gols marcados.

O que acontece no Atlético/MG? Não vai demorar e a torcida vai pedir o time reserva, que ganha de todo mundo no Campeonato Mineiro.

Athletico/PR

Começou com derrota fora de casa para o Tolima. Se vencer o Jorge Wilstermann na segunda rodada, mantém a normalidade. A estratégia de poupar o time principal no Campeonato Paranaense – usada já há algum tempo – é arriscada, pois falta ritmo e competitividade. Foi o que vimos na estreia. Foi o primeiro jogo oficial da equipe titular na temporada!

Mas o time é bom. Com alguma sorte, pode beliscar, quem sabe, as quartas de final.

Grêmio

Alguém viu o Luan? Onde está? Impressionante o que acontece (ou não acontece) como esse jogador.
O Luan de hoje não é o Luan que mudou o rumo da seleção olímpica em 2016, ou que comandou o Grêmio na Libertadores de 2017 e que estava cotado para jogar a Copa de 2018. Não, não é ele.

Esse aí é o Luan? (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)
Esse aí é o Luan? (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)
Aquele Luan desapareceu. Sem drible, sem velocidade, sem convicção, sem brilho nos olhos. Esse é o Luan atual. E, com esse Luan, o Grêmio não anda.

Ou Renato Gaúcho faz novo milagre e ressuscita o cara, ou o tira do time. A derrota em casa para o Libertad deixou o Grêmio na lanterna do Grupo H, um dos mais equilibrados. Aprendi a não duvidar do Renato, mas o time tem de reagir já na próxima rodada, contra a Universidad Católica, no Chile.