Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Palmeiras vence Melgar com brilho de Goulart e gol de Deyverson

Esportes

Esportes

Palmeiras vence Melgar com brilho de Goulart e gol de Deyverson


O Palmeiras venceu mais uma na Libertadores. Com gols de Felipe Melo, Ricardo Goulart e Deyverson, a equipe paulista derrotou o Melgar, do Peru, por 3 a 0 na noite desta terça (12) no Allianz Parque e se manteve como time a ser batido no grupo F da competição sul-americana.

A equipe de Felipão voltou a praticar um futebol agradável no início do jogo e, mesmo depois de abrir o placar, não deixou de tentar ampliar a sua vantagem, como havia sido na última semana, contra o Junior Barranquilla. Naquela ocasião, o Alviverde venceu por 2 a 0 fora de casa e, ainda assim, foi criticado.

De volta ao campo pela primeira vez após a cusparada na cara de Richard, do Corinthians, Deyverson conseguiu se reencontrar com as redes. Com assistência fantástica de Goulart, o atacante começa a trilhar o caminho de recuperação de sua imagem com o torcedor.

Na próxima rodada da Libertadores, o Palmeiras encara o San Lorenzo, da Argentina, fora de casa, no dia 2 de abril. Até lá, ainda tem compromissos no Paulista, como o contra o São Paulo no próximo sábado.

O MELHOR: RICARDO GOULART
O gol marcado por ele se transformou em um mero detalhe diante da excelente apresentação do meio-campista. Comandando a ação de todo o ataque, ele ainda deu assistência magistral para Deyverson deixar o seu e também participou do tento de Felipe Melo. Gustavo Scarpa foi outro que teve atuação de destaque.

O PIOR: ALEXIS ARIAS
Um dos convocados por Gareca para a seleção peruana, o meio-campista só apareceu no jogo quando sofreu a dura tesoura por trás de Felipe Melo.

PALMEIRAS DOMINA AÇÕES
Novamente com o trio formado por Ricardo Goulart, Dudu e Gustavo Scarpa, o Palmeiras começou dominando as ações e explorando bastante a jogada aérea. Com 20 minutos, o time alviverde já tinha feito o goleiro Cáceda trabalhar por três vezes em bolas alçadas na área. O gol veio aos 25 minutos. Dudu bateu escanteio, Ricardo Goulart fez a "casquinha" e achou Felipe Melo entrando no segundo pau.

FELIPE MELO DÁ TESOURA POR TRÁS
Minutos depois de erguer as mãos para os céus para agradecer pelo gol marcado, Felipe Melo precisou repetir o gesto, mas para pedir desculpa. Em tentativa de contra-ataque do Melgar, o volante deu uma tesoura por trás em Arias e só não foi expulso porque o juiz não quis. Os jogadores da equipe peruana e a comissão técnica foram à loucura. Foi substituído no segundo tempo por Thiago Santos.

GOULART MARCA DE NOVO
O torcedor que demorou mais para voltar ao seu assento perdeu o segundo gol do Palmeiras. Aos 9 minutos do 2º tempo, Scarpa recebeu bola de Deyverson e cruzou na medida para Ricardo Goulart completar de cabeça. Foi o terceiro gol dele com a camisa palmeirense. Antes de a bola rolar, ele ouviu um grito especial da principal organizada: "Sai, sai da frente, sai que o Goulart é chapa quente". Quando foi substituído por Hyoran, ele voltou a ser aplaudido.

DEYVERSON VOLTA À TITULARIDADE COM GOL
Pela primeira vez após a cusparada em Richard, do Corinthians, Deyverson voltou à equipe titular do Palmeiras. O atacante, que permaneceu no time alviverde após conversar com o treinador, foi importante na bola aérea e exerceu maior pressão na saída de bola da defesa do Melgar, diferente do que acontece quando Borja está em campo. Depois de ser xingado por algumas tentativas erradas, conseguiu reencontrar as redes após assistência magistral de Ricardo Goulart. Vale lembrar que ele ainda precisa cumprir mais uma partida de suspensão no Paulista e não enfrenta o São Paulo.

CAMISA AZUL RECEBE CRÍTICAS
O Palmeiras estreou o uniforme azul em homenagem à conquista da Libertadores de 1999 e também ao herói daquele título, o goleiro Marcos. Vários torcedores reclamaram nas arquibancadas da quebra de tradição e as redes sociais também foram marcadas pelas críticas.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados