Notícias

Saúde

Paciente morre após realizar biópsia na próstata


Um homem morreu dias após fazer uma biópsia na próstata. Ele é de Bom Jesus do Norte, no Sul do Estado, mas realizou o procedimento em Itaperuna, Rio de Janeiro.

Segundo a família do paciente, ele apresentou um sangramento, que foi considerado normal pela médica que realizou a biópsia. Os familiares teriam acionado a profissional três vezes que, sem ver o homem, disse que eles poderiam voltar para casa.

Com a morte do paciente, a mulher os filhos acionaram a Justiça. Cada um vai receber R$ 30 mil, totalizando uma indenização de R$ 240 mil.

De acordo com o relator do processo no Tribunal de Justiça do Estado do Espírito Santo (TJES), desembargador Jorge Henrique Valle dos Santos, houve uma falha da prestação do serviço.

“Os autores (da ação) tiveram seu marido/pai vitimado a partir de complexidades decorrentes da realização de um exame tido como simples e sem complicações, situação esta que demandava uma reavaliação por parte do médico responsável e, por óbvio, o necessário cuidado e tratamento”, afirmou.