search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Ouça o áudio em que vereador da Serra cobra "chá verde" a 14 servidores

Notícias

Política

Ouça o áudio em que vereador da Serra cobra "chá verde" a 14 servidores


Vereador Fabão da Habitação (Foto: Instagram)
Vereador Fabão da Habitação (Foto: Instagram)
Em um áudio de autoria do vereador Fabio de Souza Rosa (PSD), o Fabão da Habitação, o parlamentar cobra que 14 de seus 15 assessores levem um “chá verde até ele”, e alerta para que os funcionários não cheguem de mãos vazias ou poderão ser exonerados.

O pedido do vereador estaria relacionado à suposta prática de “rachid” – quando um parlamentar se apossa de parte dos salários de seus funcionários. A denúncia é de uma ex-servidora do gabinete de Fabão, que teria vazado a conversa do grupo envolvendo os servidores do parlamentar.

Fabão é suplente da vereadora Neidia Pimentel (PSD), afastada do cargo em março de 2018, acusada da prática de “rachid”.

Os salários de assessores de gabinete na Câmara da Serra variam de R$ 955,27 a R$ 4.363,54. Já o salário do vereador no município é de R$ 9.208,33.

Ainda de acordo com áudio, o vereador diz que, até aquele momento, apenas uma servidora teria levado o suposto “chá verde”.

Nesse trecho do material, Fabão faz uma suposta advertência àqueles que ainda não haviam atendido à sua solicitação.

“Vocês sabem que a gente trabalha com o Paulo Arnaldo (chefe de gabinete de Fabão), e ele é muito ruim. O negócio dele (Arnaldo) é exonerar os outros. Não gosto desse tipo de comportamento dele, mas é o trabalho dele. Entendeu, gente?”, disse o veredor nos minutos finais do áudio.

A reportagem esteve na tarde de ontem no gabinete do vereador Fabão. O parlamentar estava em agenda externa e quem falou em seu nome foi justamente Paulo Arnaldo, o chefe de gabinete.

Servidoras atuam sob o olhar do chefe de gabinete Paulo Arnaldo, que, segundo Fabão (destaque), “é muito ruim” (Foto: Leone Iglesias/AT e Instagram)
Servidoras atuam sob o olhar do chefe de gabinete Paulo Arnaldo, que, segundo Fabão (destaque), “é muito ruim” (Foto: Leone Iglesias/AT e Instagram)

Ao serem questionados acerca dos fatos, os servidores inicialmente se mostraram hostis com a equipe de A Tribuna, chegando a gravar e fotografar o momento da conversa.

A servidora, que teria sido a única a levar o “chá” para o vereador, estava no local. Ela, inclusive, chegou a se confundir e disse que, na verdade, teria levado um “suco de laranja” para o parlamentar. “Foi um suco de laranja com couve”, garantiu.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados