Os cuidados com a Black Friday

Campanhas promocionais do comércio sempre exercem um efeito de sedução no consumidor, que aproveita esses períodos para adquirir alguns itens de consumo.

Um exemplo é a Black Friday, termo com origem nos Estados Unidos que trata-se de um dia especial em que muitas lojas físicas e online, no Brasil e em diversos países, concedem descontos significativos nos preços de vários produtos.

Esse efeito tentador, no entanto, contagia também aqueles consumidores que não tem muito controle sobre as finanças pessoais. Por isso, é preciso ter cuidado para não comprometer o orçamento com as compras. Antes de sair gastando, portanto, é válido atentar para a necessidade de comprar adequadamente sem correr o risco de ingressar num ciclo de endividamento.

Neste ano, a Black Friday acontece hoje e muitos aproveitam para comprar os presentes de Natal e aqueles itens que há tempos estão planejando adquirir. Uma das dicas é fazer uma lista de todas as despesas e receitas do mês e verificar se o gasto é inferior a 20% dos rendimentos.

Caso não esteja com o orçamento muito comprometido, estipule um valor de quanto poderá gastar na Black Friday para comprar um produto que realmente esteja precisando sem comprometer o orçamento.

Mas se o seu orçamento já está comprometido com algumas contas antigas, a orientação é não fazer novas compras, mesmo que os produtos estejam com preços atrativos. Quem não conseguir resistir aos apelos das promoções poderá se endividar ainda mais e agravar o comprometimento das finanças pessoais.

Outra orientação importante é fazer uma pesquisa de preço para saber os valores dos produtos, em várias lojas, antes do início da Black Friday.

Desta maneira, é possível saber no dia da liquidação se o valor é realmente promocional ou se a loja está fazendo propaganda enganosa.

Também é salutar ficar atento a algumas "armadilhas" que podem surgir nesses períodos. Nas compras pela internet, por exemplo, vale a pena verificar se o nome da loja consta em alguma lista dos órgãos oficiais de empresas com baixa reputação. O Procon-de São Paulo é uma das instituições que possui uma lista online com mais de 400 empresas que o consumidor não deve confiar.

Antes de comprar, é valido ainda se certificar se o produto está realmente em promoção. As lojas virtuais não são obrigadas a colocar todos os produtos na promoção. Se ao selecionar o produto desejado a indicação não estiver clara, tente tirar sua dúvida com a loja por meio dos canais de contato oferecidos no site.

As condições de pagamento devem ser analisadas com atenção especial. É fundamental ler as condições de prazos de entrega e a política de trocas e devoluções antes de finalizar a compra.

Desta forma, os consumidores evitam frustrações e surpresas desagradáveis. Se tiver dúvidas, entre em contato com a loja para saná-las antes de fechar o negócio.

Em suma, comprar sempre é um ato prazeroso, mas honrar as dívidas é melhor ainda. Por isso, antes de fazer novas dívidas, lembre-se que você já tem um orçamento de gastos mensais e que nem sempre é útil aproveitar uma promoção.

Pois, ao comprar para ganhar descontos sem ter feito um planejamento prévio, poderá comprometer sua renda e seu nome ser incluído na lista de inadimplentes do SPC e da Serasa.

Ricardo Paixão é presidente do Conselho Regional de Economia do Espírito Santo (Corecon-ES)


últimas dessa coluna


Natal para todos

Começamos o tempo litúrgico do Advento, em que várias tradições cristãs se preparam para a solenidade do Natal. “Natal” significa “nascimento” e a Festa do Natal lembra o nascimento de Jesus, que se …


O mundo virtual está moldando a sociedade em que vivemos?

Tenho acesso a internet desde os meus 12 anos, sempre fui curiosa em relação a essas coisas, mas meus pais não tanto. Na maior parte do tempo eles só sabem entrar em redes sociais, baixar algum jogo …


Violência: onde está a saída?

O que é o que é que quanto mais se tira maior fica? Quando o meu avô me propôs essa questão, deu um nó na minha cabeça: tirar = aumentar? Não soube responder que era o buraco. Não percebi que se …


Por onde anda o seu foco?

O verbo da moda é focar. Ele está na boca de quase todo mundo, principalmente dos ansiosos. Todos se dizem focados em alguma coisa, essa é a grande mentira do mundo moderno. Como uma mente …


Bases comunitárias móveis. A verdadeira polícia de proximidade

Um fator preponderante para estimular a confiança, respeito e credibilidade em qualquer relação é a presença física, com demonstração constante de preocupação, cuidado e total atenção. O …


Violência nos ônibus: transporte do medo

Diariamente, milhares de capixabas utilizam o transporte público para realização de uma série de atividades. Nas últimas semanas, esse sistema virou alvo fácil dos bandidos. Os passageiros, desprovid…


Os idosos e a depressão

Com o passar dos anos, que traz o envelhecimento, as relações sociais das pessoas idosas tendem a diminuir. Em razão da aposentadoria, por exemplo, muitos passam a ficar mais tempo em casa. Ou, …


Direitos humanos e desafios

Amanhã, dia 10 de dezembro, o mundo celebra os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos. Mais do que um documento histórico chancelado pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1948, …


A humanidade como virtude

Não nascemos humanos, transformamo-nos em humanos – ou não! Pode parecer estranho, mas é exatamente a contingência histórica que promove seres nascidos potencialmente humanos a humanos de verdade. …


Cartórios são mais que registradores

A maioria da população não sabe o porquê da existência dos cartórios e muito menos reconhecem a sua grande importância dentro da sociedade. Do nascimento à morte, os cartórios têm a função de …