Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

O que não dizer no trabalho
Claudia Matarazzo
Claudia Matarazzo

Claudia Matarazzo


O que não dizer no trabalho

Por mais que seus colegas de trabalho e supervisor possam parecer uma família, eles não são. De fato, compartilhar muita informação no ambiente de trabalho pode ser um “tiro no pé” na sua carreira.

A etiqueta do escritório é uma questão de delicado equilíbrio e que muitas pessoas não pensam ser importante, quando, na realidade, é essencial. E, sim, precisa ter cuidado com o que dizer aos colegas de trabalho para proteger sua carreira.

E não apenas a eles, mas também a fornecedores e clientes, pois a rede de contatos profissional vai muito além do local onde você trabalha de fato.

Aqui estão algumas coisas que você precisa – e pode – evitar discutir no trabalho.

Reclamações sobre seu chefe – Por mais que seu supervisor seja irritante, discutir sua opinião sobre ele com outras pessoas no escritório é uma das piores coisas que você pode fazer. Simples assim.

Reclamações sobre colegas – Como ninguém é perfeito, lembre-se que tudo pode virar assunto e sempre há quem queira falar e comentar qualquer detalhes sobre outras pessoas no escritório.

Mas é “uma faca de dois gumes”. Provavelmente, há alguma coisa digna de fofoca que seus colegas de trabalho adorariam poder comentar, aumentar e criticar sobre você.

Dizer que algo “não faz parte do trabalho” – Você é contratado e recebeu treinamento, preparando-o para suas tarefas. No entanto, à medida que o tempo passa e você se torna competente nessas e outras tarefas, você percebe que assumiu mais trabalhos e missões.

Aceite o fato de que isso é inevitável e aceite as mudanças com um sorriso.

Fofocas e rumores – Se a tentação de espalhar o boato mais recente o desagradar, afaste-se do grupo que o está iniciando. Você sabe quem são as “grandes bocas” do escritório, assim como seus supervisores. Seja legal com eles, mas não se torne um deles.

E lógico, nem tente começar uma fofoca e, muito menos, passar adiante um boato, ok?

Informação pessoal – Antes de contar a alguém sobre os hábitos repugnantes de seu parceiro ou os problemas de seus filhos na escola, pare e pense. Isso é algo que você realmente deseja que essas pessoas saibam?

Seu salário – Muitas empresas têm uma política contra discutir salário com outras pessoas. Não quebre essa regra, pois isso pode colocar em risco futuras promoções.

Debater política ou religião – Ambos são temas apaixonantes e debates acalorados podem causar atritos entre as pessoas que precisam se dar bem para alcançar objetivos relacionados ao trabalho.
Encontre outra coisa para discutir.

O escritório é como um segundo lar para a maioria das pessoas que trabalham, portanto, muitas vezes, se torna um ambiente onde aquele delicado equilíbrio sobre o qual falamos no começo torna-se indispensável.

É preciso sair de seu caminho e, até mesmo, fazer das tripas coração para não contaminar o ambiente com polêmicas tóxicas e inúteis – já basta o momento polarizado com argumentos inflamados e até violentos que vivemos como nação.

Preserve-se: pense, respire e, na dúvida, cale-se. E verá que tem muito a ganhar. E nada a perder.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Claudia Matarazzo

Como mudar um assunto, gentilmente

Estamos vivendo tempos em que todos se acham no direito de não apenas discordar agressivamente, como também falar sobre assuntos desagradáveis e/ou constrangedores em nome da “transparência” ou da …


Exclusivo
Claudia Matarazzo

Marmita ou lanche: todo cuidado é pouco

As pessoas estão mais irritadas, emprego não está fácil e você não quer – e nem vai – arriscar sua imagem e a interação onde trabalha por más escolhas alimentares na hora de montar seu almoço, seja …


Exclusivo
Claudia Matarazzo

Como lidar com pessoas intrometidas

Todos nós  temos assuntos que não são da conta de ninguém. E todos nós já fomos vítimas de gente intrometida. Ok, todos nós, alguma vez, deslizamos e perguntamos o que não devíamos, mas, algumas …


Exclusivo
Claudia Matarazzo

Casamento acessível: é possível, simples e necessário

E se um dos convidados do casamento estiver em cadeira de rodas ou for cadeirante? Já parou para pensar? Um convidado desconfortável ou mesmo constrangido é um desastre total! E não tem muita …


Exclusivo
Claudia Matarazzo

Militares tentam reaproximar Mourão de Bolsonaro

Há um trabalho intenso no Planalto para “reintegrar” o vice-presidente Hamilton Mourão ao “núcleo duro” do governo, do qual foi afastado, sem prévio aviso, em razão das diferenças de opinião com o …


Exclusivo
Claudia Matarazzo

Subindo no salto por decreto

“Saltos altos no trabalho são necessários”. Essa afirmação é de ninguém menos do que o ministro do Trabalho do Japão, Takumi Nemoto. Enquanto muitas mulheres usam saltos altos por diversão e …


Exclusivo
Claudia Matarazzo

Presencial ou virtual?

Há algum tempo, as pessoas preferem “fazer um call” ou mesmo um “Skype” para resolver assuntos profissionais. Beleza: entre pessoas de outra cidade ou país, funciona – embora por call, frequentemente…


Exclusivo
Claudia Matarazzo

Para casar mundo afora

Hoje virou moda o destination wedding – ou seja, casar-se em outra cidade ou mesmo em outro país, com uma festa para menos pessoas, mas, em uma comemoração mais longa junto aos convidados, muitas …


Exclusivo
Claudia Matarazzo

A melhor maneira de lidar com gente difícil

Todos nós temos pessoas difíceis em nossa vida: elas nos deixam loucos e, muitas vezes, perto de perder a razão, pois são irritantes, frustrantes e exaustivas. Tive um pai difícil, escolhi um marido …


Exclusivo
Claudia Matarazzo

Vamos falar sobre segurança psicológica?

Sim. Você leu certo – e se prepare que hoje estou irritada – quem nunca? O mundo anda muito chato: cheio de mimimi (para usar gírias em voga), mas completamente sem respeito. Cito como um dos …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados